Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331073
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Níveis de vitamina D e gravidade da doença pulmonar em lactentes e pré-escolares diagnosticados com fibrose cística a partir da triagem neonatal
Title Alternative: Vitamin D levels and severity of lung disease in infants and preschoolers diagnosed with cystic fibrosis after newborn screening
Author: Oliveira, Marina Simões, 1992-
Advisor: Toro, Adyléia Aparecida Dalbo Contrera, 1958-
Abstract: Resumo: A Fibrose Cística (FC) é uma doença autossômica recessiva cuja manifestação clássica inclui o distúrbio gastrointestinal e a doença pulmonar. A evolução da doença pulmonar na FC tem início precoce e está relacionada a pior prognóstico para esses pacientes, enquanto a insuficiência pancreática e a síndrome da má absorção predispõem a deficiência de vitamina D. Entretanto, a deficiência de vitamina D não é condição exclusiva da FC, e pode ser observada na sibilância recorrente (SR). A vitamina D é componente essencial no metabolismo do cálcio, mas também apresenta potencial de ação no sistema imune e na resposta pulmonar. Objetivos: Avaliar os níveis de vitamina D e a gravidade da doença pulmonar de lactentes e pré-escolares diagnosticados com FC a partir da triagem neonatal, e comparar os níveis de vitamina D com o grupo de lactentes com SR. Métodos: Foram incluídos pacientes com diagnóstico de FC, com idade entre zero e quatro anos 11 meses 29 dias, acompanhados pelo Centro de Referência em FC. Para compor o grupo SR, foram incluídos pacientes com diagnóstico de SR, com idade entre zero e quatro anos 11 meses 29 dias, acompanhados pelo Ambulatório de Pneumologia Pediátrica. Os níveis de vitamina D foram dosados duas vezes no período de um ano para avaliar a influência da sazonalidade nessas dosagens. Para os dois grupos foram aplicadas fichas de avaliação para levantar os dados demográficos, os hábitos de exposição solar, o uso de protetores solar, o uso de terapia suplementar de vitamina D, e o registro da estação do ano no momento de realização da dosagem de vitamina D. O grupo FC teve os prontuários médicos avaliados para colher informações referentes a função pancreática, a característica genética dos pacientes, a idade de registro da primeira infecção por Pseudomonas aerugionosa e ao histórico de internação hospitalar por insuficiência respiratória aguda. Os exames de Tomografia Computadorizada de Tórax de Alta Resolução (TCTAR) realizados na rotina assistencial dos pacientes com FC foram avaliadas. Resultados: Foram incluídos 45 pacientes no grupo FC e 102 no grupo SR. Não houve diferença de idade entre os grupos. As variáveis de sexo, etnia, peso de nascimento, idade gestacional, uso de suplementação vitamínica durante a gestação e escolaridade materna apresentaram diferenças entre os grupos. Os níveis de vitamina D foram maiores no grupo FC comparado ao grupo SR na primeira avaliação (p=0,045), sem diferença observada na segunda avaliação. Observou-se que o grupo SR teve maior porcentagem de pacientes na faixa de menor tempo diário de exposição solar (p=0,034), e que o grupo FC recebeu mais suplementação que o grupo SR nas duas avaliações realizadas (p<0,001). Menor frequência de exposição solar semanal teve associação com menores níveis de vitamina D (p=0,027) no grupo FC. Não se observou associação entre os níveis de vitamina D e os marcadores de doença pulmonar no grupo FC. Conclusão: Não houve associação entre os marcadores de gravidade de doença pulmonar na FC e os níveis de vitamina D. Observaram-se maiores dosagens de vitamina D no grupo FC comparado ao grupo SR

Abstract: Cystic fibrosis (CF) is an autosomal recessive disease whose classical manifestation includes gastrointestinal disorder and pulmonary disease. The evolution of pulmonary disease in CF has an early onset and is related to a worse prognosis, whereas pancreatic insufficiency and malabsorption predisposes to vitamin D deficiency. However, vitamin D deficiency is not a condition of CF alone, and can be observed in recurrent wheezing (RW). Vitamin D is an essential component in the metabolism of calcium, but also has potential for action on the immune system and lung response. Objectives: To evaluate vitamin D levels and severity of lung disease in infants and preschool children diagnosed with CF from Newborn Screening (NBS), and to compare vitamin D levels with the group of infants with RW. Methods: Patients with CF diagnosis, aged between zero and four years 11 months 29 days attending the Reference Center in CF were included. In order to compose the RW group, patients with a diagnosis of RW, aged between zero and four years 11 months 29 days attending the Pediatric Pulmonology Outpatient Clinic were included. Vitamin D levels were dosed twice over a year to assess the influence of seasonality on these dosages. Assessment sheets were used for both groups to collect demographic data, sun exposure habits, the use of sunscreens, the use of supplemental vitamin D, and the registration of the season at the time of vitamin D dosing. The CF group had the medical records evaluated in order to collect information on pancreatic function, the genetic characteristics of the patients, the age at which the first Pseudomonas aeruginosa infection was recorded and the history of hospital admission due to acute respiratory failure. The High Resolution Thorax Computed Tomography (HRCCT) exams performed in the care routine of patients with CF were evaluated. Results: This study included 45 patients in the CF group and 102 in the RW group. There was no age difference between groups. The variables of gender, ethnicity, birth weight, gestational age, use of vitamin supplementation during pregnancy and maternal education were different between groups. Vitamin D levels were higher in the CF group compared to the RW group in the first evaluation (p=0.045), with no difference observed in the second evaluation. It was observed that the RW group had a higher percentage of patients with a lower daily sun exposure (p=0.034), and that the CF group received more supplementation than the RW group in the two evaluations (p<0.001). Less frequency of weekly sun exposure was associated with lower levels of vitamin D (p=0.027) in the CF group. There was no association between vitamin D levels and markers of lung disease in the CF group. Conclusion: There was no association between lung disease severity markers in CF and vitamin D levels. Greater vitamin D dosages were observed in the CF group compared to the RW group
Subject: Fibrose cística
Vitamina D
Lactentes
Triagem neonatal
Pneumopatias
Pre-escolares
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: OLIVEIRA, Marina Simões. Níveis de vitamina D e gravidade da doença pulmonar em lactentes e pré-escolares diagnosticados com fibrose cística a partir da triagem neonatal. 2017. 1 recurso online (103 p.) Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331073. Acesso em: 24 Aug. 2020.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_MarinaSimoes_M.pdf1.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.