Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331011
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Corpo-cidade = usos, desvios, memória e poesia no Largo São Benedito = BodyCity: uses, misappropriation, memory and poetry in Largo São Benedito
Title Alternative: BodyCity : uses, misappropriation, memory and poetry in Largo São Benedito
Author: Giannetti, Gabriela Corrêa, 1987-
Advisor: Hirson, Raquel Scotti, 1971-
Abstract: Resumo: Através desta pesquisa busquei a criação de um campo de atravessamentos não hierárquicos entre corpo, cidade e arte presencial que fosse mobilizador da vida presente no espaço urbano e que produzisse aí outras possibilidades de encontros, agenciamentos e subjetividades urbanas. Além disso, busquei problematizar as relações corpo-cidade como material poético e potencializador do corpo-em-arte. Para isso, propus a criação de um campo afetivo no Largo São Benedito, localizado no centro de Campinas, unindo procedimentos da mímesis de monumentos estáticos, um braço da mímesis corpórea- (LUME-UNICAMP) e procedimentos que investigo junto ao Núcleo Fuga!, a exemplo da narrativa em deriva na 3a pessoa. Para mobilizar as camadas desse encontro com a cidade se fizeram necessárias interlocuções teóricas com alguns urbanistas que discutem as relações arte-cidade enquanto prática crítica aos processos urbanos hegemônicos que pressionam a formação e o desenvolvimento das cidades até hoje. Em busca de caminhadas menos solitárias para enfrentar a prática da arte na cidade, fui atrás de pistas nas relações ético-estéticas delineadas pelos primeiros movimentos artísticos que marcam a história da arte presencial na cidade, assim como as proposições do Dadaísmo, Surrealismo e Situacionismo. Frente a isso, destacou-se o atual estudo do Grupo de Pesquisa (CNPq) Laboratório Urbano (PPG-AU/FAU-UFBA) que discute corpografias e a arte como micro-resistência urbana. Estimulada pela compreensão de que cidade e urbanismo contemporâneo são processos de encontro e que a arte pode ser uma produção de devir-cidade e explicitação de seus conflitos, dediquei-me a cartografar os usos, as memórias, o visível e o invisível presentes ali, a fim de criar desvios e composições em arte com seus imaginários ocultos, conflitos cotidianos, memórias e apagamentos. Em meio a isso, as histórias intrigantes da formação da praça com que nos deparamos ajudaram-nos a evidenciar seus atuais conflitos e a partir deles seguir compondo poeticamente

Abstract: This research seeks to explore a field of non-hierarchical crossings between body, city and presencial art; to create a mobilizer territory of life in urban spaces, that is to say, to produce on this territory other possibilities of encounters, assemblage and urban subjectivities; and to discuss the body-city relations as poetic material and enhancer of the body-in-art. With this aim we propose the creation of an affective field in Largo São Benedito, located in central Campinas, gathering procedures of mimesis of fixed monuments ¿ an extension arm of the work on mimesis done by LUME-UNICAMP ¿ and procedures that I have investigated with Núcleo Fuga! (the drifting narratives in the 3rd person, for example). In order to mobilize the layers of this encounter with the city, it was necessary to have theoretical interlocutions with some urbanists who discuss art-city relations as a critical practice of the hegemonic urban processes that push the formation and the development of the cities until today. In search of less solitary walks to face the practice of art in the city, I went after some clues in the ethical-aesthetic relations delineated by the first artistic movements that mark a possible genealogy of the history of the face-to-face art in the city, as the proposals of Dadaism, Surrealism and Situationism. In the face of this tracing, we highlight the current study by the Research Group (CNPq) Urban Laboratory (PPG-AU / FAU UFBA), which discusses the idea of corpography and art as urban micro-resistance. Thus, encouraged by the understanding that the city and contemporary urbanism are processes of encounter and that art can be a possibility for the production of a become-city and an explanation of its conflicts, I have dedicated myself to mapping the uses, the memories, the visible and the Invisible present in Largo São Benedito, with the view to create deviations and compositions in art with their hidden imaginaries, daily conflicts, memories and erasures. In the course of the research we come across intriguing stories of the formation of this square, which we have revisited in order to highlight their current conflicts and from them to composing poetically
Subject: Mimesis
Arte urbana
Cidade
Resistência na arte
Artes - Campinas (SP)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: GIANNETTI, Gabriela Corrêa. Corpo-cidade: usos, desvios, memória e poesia no Largo São Benedito = BodyCity: uses, misappropriation, memory and poetry in Largo São Benedito. 2017. 1 recurso online (315 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331011>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Giannetti_GabrielaCorrea_M.pdf12.69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.