Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330932
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Lavoura arcaica e os símbolos do mal : uma leitura crítica da violência contra a mulher
Title Alternative: Lavoura arcaica and the symbols of evil : a critical reading of the violence against women
Author: Abboud, Marcella, 1989-
Advisor: Sperber, Suzi Frankl, 1939-
Abstract: Resumo: A presente pesquisa tem por objetivo fazer uma leitura crítica da obra Lavoura Arcaica (1975), de Raduan Nassar, a fim de explicitar o caráter extremamente violento, especialmente contra a mulher. Durante os últimos 30 anos, a crítica feita à obra sempre teve um olhar que não priorizava a violência e, quando o fazia, era condescendente com o narrador, André. A trama, repleta de tabus, narra a história de uma família que vive toda junta (pai, mãe e irmãos) e cuida de uma lavoura não especificada, mas repleta de elementos da cultura oriental-árabe. Dentro desse contexto e de um tempo que não é claramente detalhado ao leitor (cuja sugestão contrasta estruturas arcaicas com elementos contemporâneos), surge o romance incestuoso que resulta na fuga de André e no emudecimento de Ana. Depois de ser procurado por Pedro, seu irmão mais velho, André volta para a casa e é recebido festivamente. Durante a celebração, Ana aparece vestida sensualmente e dança em meio aos convidados, até que o seu irmão, Pedro, chama o pai para ver a cena. Transtornado com o espetáculo da filha, o pai a assassina. A violência grave do filicídio, que é também um feminicídio, não é a única violência contra a mulher dentro da obra, que é, em sua totalidade, extremamente misógina. A presente pesquisa, diante disso, pretende discutir essa construção de extrema violência em relação ao feminino e buscar mecanismos de deflagração a partir do próprio texto. Para isso, apoiar-se-á n'A Simbólica do Mal, de Paul Ricoeur, a qual nos oferece os elementos hermenêuticos necessários para uma crítica estética, a partir da análise dos símbolos do mal, em especial da confissão e do pecado; e em Simone de Beauvoir e seu trabalho de crítica ideológica, exposto em O Segundo Sexo, sobre a construção do ser mulher. Unindo crítica estética e ideológica, busca-se uma leitura que ponha em destaque a violência deflagrada no livro e a omissão da crítica em não a retratar

Abstract: This research aims to perform a critical reading of Lavoura Arcaica (1975), by Raduan Nassar, in order to express the extremely violent nature of the work, especially against women. For the past 30 years, no critics made to this work had a focus on violence and, when this focus existed, the critics were lenient on the narrator, Andre. The plot, filled with taboos, tells the story of a family that lives together (father, mother and brothers) and takes care of an unspecified crop, which is full of elements of the Orient/Arabic culture. Within this context and in a time that is not clearly indicated to the reader (whose suggestion shows a contrast between archaic structures and contemporary elements); an incestuous relationship emerges, resulting in the escape of Andre and in the lack of communication by Ana. After being sought by Pedro, his older brother, Andre comes back home and is welcomed back with a party. During the celebration, Ana emerges in a sexy outfit and dances among the guests, until her brother, Pedro, calls their father. Deranged by his daughter spectacle, the father murders her. The major violence of filicide, which is also feminicide, is not the only violence against women within the work, which is, in its whole, extremely misogynist. In light of that, this research aims to propose a discussion on this extreme violence against the female and to search for outbreak mechanisms from the text itself. In order to achieve this, The Symbolism of Evil, by Paul Ricoeur, will underpin this research by offering the hermeneutical elements needed to an aesthetical criticism, from the analysis of the symbols of evil ¿ with focus on the confession and sin. The Second Sex, by Simone de Beauvoir, brings to the research its ideological criticism on the creation of the female. By using aesthetical and ideological criticism, this research searches a reading that emphasizes the violence that is deflagrated in the book and the omission of the critics, by the lack of its representation
Subject: Nassar, Raduan, 1935-. Lavoura arcaica - Crítica e interpretação
Ricoeur, Paul, 1913-2005 - Crítica e interpretação
Literatura brasileira - História e crítica
Mal na literatura
Violência contra as mulheres na literatura
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ABBOUD, Marcella. Lavoura arcaica e os símbolos do mal: uma leitura crítica da violência contra a mulher. 2017. 1 recurso online (169 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330932>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Abboud_Marcella_D.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.