Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330922
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Futebol de 5 : os efeitos da estruturação e distribuição da carga de treinamento nas variáveis de desempenho motor
Title Alternative: 5-a-side Football : the effects of structuring and distribution of the training load in the motor performance variables
Author: Campos, Luis Felipe Castelli Correia de, 1987-
Advisor: Gorla, José Irineu, 1964-
Abstract: Resumo: O objetivo do presente estudo foi investigar os efeitos da estruturação e distribuição da carga de treinamento nas variáveis de desempenho motor, em atletas da Seleção Brasileira de Futebol de 5, durante o período de preparação de 36 semanas. A amostra foi composta por 12 atletas do sexo masculino (25,3±4,9anos e 172±0,06cm) que integraram a Seleção Brasileira Paralímpica de Futebol de 5 medalhista de ouro nas Paralímpiadas Rio 2016. Foram avaliadas a potência de membro inferior através da altura do salto vertical Squat Jump (SJ) e Countermovement Jump (CMJ), os índices de potência anaeróbia (Pmáx, Pméd, Pmín e IF) por meio do RAST-20m, o tempo de corrida em velocidade máxima em 10 metros (T10m) e 20 metros (T20m) e a potência aeróbia dos atletas através do teste TCar, em diferentes momentos investigados (M0 = início do período preparatório geral-I, M1 = fim do período preparatório geral-I e início do período preparatório específico-I, M2 = fim do período preparatório específico-I, M3 = início do período preparatório geral-II, M4 = fim do período preparatório geral-II e início do período preparatório específico-II, M5 = fim do período preparatório específico-II). A carga total semanal (CTS), a carga média semanal (CMS), a monotonia (MO) e strain (ST) foram calculado a partir do método PSE da sessão (FOSTER, 1998). Foram encontradas diferenças estatísticas entre M0 e M5 para os saltos verticais no SJ (F=27,0, TE=0,73, p=0,10) e CMJ (F=18,9, TE= 0,52, p=0,042). Na Pmáx, os momentos M2, M3, M4 e M5 foram significativamente superiores à M0 e M1 (F=28,3, TE=0,63, p=0,00). Na Pméd, os momentos M2, M3, M4 e M5 foram significativamente superiores à M0 e M1 (F=39,9, TE=0,71, p=0,000). Em relação à Pmín, os momentos M0 e M1 foram significativamente inferiores à M2 e M3, os quais foram significativamente inferiores à M4 e M5 (F=20,9, TE= 0,72 e p=0,000). No IF, os momentos M0, M1, M2 e M3 foram significativamente superiores à M4 e M5 (F=75,1, TE=0,57 e p=0,000). Na VP (em km/h) houve diferença entre M1, M4 e M5 quando comparados ao M0 (F=13,4, TE=0,21, p=0,019). Para T10m foram observados que o tempo no M0 foi significativamente superior aos demais momentos e que, M1 foi significativamente superior aos demais momentos. No T20m, o M0 foi significativamente superior aos demais momentos e que, M1 foi significativamente superior à M5 (F=21,4, TE=0,56, p=0,000). Dessa forma, podemos concluir que a estruturação e a organização da carga de treinamento para o futebol de 5 durante 36 semanas, apresentaram resultados positivos em relação às variáveis de desempenho motor de potência de membro inferior, parâmetros de potência anaeróbia, nos tempos de corridas em curtas distâncias, bem como, na potência aeróbia

Abstract: The aim of the present study was to investigate the effects of structuring and distribution of the training load on motor performance variables in Paralympic 5-a-side football players during 36-weeks of preparation period. The sample consisted of 12 male athletes (25.3±4.9 years and 172±0.06cm) who were part of the Paralympic 5-a-side football gold medalists at the Rio-2016 Paralympic Games. Were measured the lower limb muscle power through the height of the Squat Jump (SJ) and Countermovement Jump (CMJ), the anaerobic power indices (Pmax, Pmed, Pmin and FI) through RAST-20m, the running time at maximum speed in 10 meters (T10m) and 20 meters (T20m), and the aerobic power of the athletes through the test TCar, in different moments (M0 = beginning of the general preparatory period-I, M1 = end of the general preparatory period-I and the beginning of the specific preparatory period-I, M2 = end of the specific preparatory period-II, M3 = beginning of the general preparatory period-II, M4 = end of the general preparatory period-II and the beginning of the specific preparatory period-II, M5 = end of the specific preparatory period-II) . The weekly total training load (TTL), mean training load (MTL), monotony (MO) and strain (ST) were calculated from the RPE-session method (FOSTER, 1998). Statistical differences were found between M0 and M5 for vertical jumps SJ (F = 27.0, TE = 0.73, p = 0.10) and CMJ (F = 18.9, TE = 0.52, p = 0.042). At Pmax, the moments M2, M3, M4 and M5 were significantly higher than M0 and M1 (F = 28.3, TE = 0.63, p = 0.00). At Pméd, the moments M2, M3, M4 and M5 were significantly higher than M0 and M1 (F = 39.9, TE = 0.71, p = 0.000). In relation to Pmin, the moments M0 and M1 were significantly lower than M2 and M3, which were significantly lower than M4 and M5 (F = 20.9, TE = 0.72 and p = 0.000). In FI, the moments M0, M1, M2 and M3 were significantly higher than M4 and M5 (F = 75.1, TE = 0.57 and p = 0.000). In aerobic parameters (PV) there was a difference between M1, M4 and M5 when compared to M0 (F = 13.4, TE = 0.21, p = 0.019). For T10m it was observed that the time in M0 was significantly higher than to other moments and that, M1 was significantly high than to the other moments. At T20m, the M0 was significantly higher than the other moments and, M1 was significantly higher than M5 (F = 21.4, TE = 0.56, p = 0.000). In conclusion, we came to the fact that the structuring and organization of the training load for Paralympic 5-a-side football players during 36 weeks of preparation period, presented positive results in relation to the variables of motor performance of lower limb muscle power, anaerobic power parameters, in the times of running in short distances, as well as in aerobic power
Subject: Esporte paralímpico
Treinamento esportivo
Deficiência visual
Periodização do treinamento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CAMPOS, Luis Felipe Castelli Correia de. Futebol de 5: os efeitos da estruturação e distribuição da carga de treinamento nas variáveis de desempenho motor. 2017. 1 recurso online (107 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação Física, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330922>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Campos_LuisFelipeCastelliCorreiaDe _D.pdf23.77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.