Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330904
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Extensão rural e inovação agrícola no Brasil : elementos evolucionários para um olhar prospectivo
Title Alternative: Rural extension and agricultural innovation in Brazil : evolutionary elements for a prospective view
Author: Viana, João Aurélio Soares, 1951-
Advisor: Bonacelli, Maria Beatriz Machado, 1962-
Abstract: Resumo: A agricultura é um dos setores da economia brasileira que mais se modernizou nas últimas dé-cadas. Na média do período 1993 a 2013, o Brasil se posicionou entre os três maiores produto-res mundiais de soja, suco de laranja, cana de açúcar, milho, café e carnes. Seus produtos pe-netraram em mais de 180 países e a participação do Brasil, segundo o MAPA, no comércio mundial de produtos agropecuários cresceu de 5,8%, em 2004, para 7,6%, em 2013, demons-trando competitividade, mesmo com a crise mundial. No ano de 2016, as exportações do agronegócio representaram 46% do total das exportações brasileiras. O talento dos produtores agropecuários é um dos grandes responsáveis por essas conquistas, associado à infraestrutura de produtos e serviços e aos instrumentos de política agrícola, como a pesquisa agrícola e o crédito, dentre outros. Esta tese discute um desses instrumentos, a "Assistência Técnica e Ex-tensão Rural"(ATER) governamental, em face da sua responsabilidade com os produtores par-ticipantes dessa história de sucesso, mas, sobretudo, com aqueles que não vêm participando e que são a grande maioria. Recorrentemente, é atribuída à ATER governamental a responsabili-dade principal pela precária tecnificação da grande parte desses produtores, equívoco que não diminui sua responsabilidade com esse monumental desafio. Por tal razão, esta tese tem como pergunta orientadora: a ATER brasileira está estruturada para responder às questões que per-meiam a agricultura brasileira hoje e num futuro próximo? Considerando que a estrutura insti-tucional da ATER é fundamentada pela Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar e Reforma Agrária (Pnater), a hipótese aqui testada é a de que a Pnater não tem considerado aspectos essenciais do contexto de mudança na forma da organização e da difusão do conhecimento, a evolução e introdução das novas tecnologias (especialmente as TICs) no ambiente agrícola brasileiro. Assim referenciado, este estudo tem como objetivo explorar os elementos que configuram a estruturação da ATER governamental, à luz dos aspectos que envolvem os desafios impostos à agricultura (segurança alimentar com mudanças climáticas, sustentabilidade, multifuncionalidade e novas tecnologias) e à luz da evolução do contexto de geração, desenvolvimento e difusão do conhecimento (que invocam um sistema de pesquisa e inovação, com inúmeros atores, públicos e privados). O respaldo teórico-metodológico utilizado para lastrear essas discussões é dado pela teoria evolucionária, especificamente pela abordagem do Sistema Nacional de Inovação Agrícola (SNIA) e pelo exame das experiências dos serviços de ATER da África do Sul, Argentina, França e Estados Unidos. As conclusões indicam que a ATER governamental, por integrar o SNIA, não deve ser responsabilizada individualmente pelos êxitos ou fracassos da adoção de inovações na agricultura. Além disso, a Pnater não beneficiou a ATER governamental, pelo contrário, apro-fundou suas fragilidades diante de grandes desafios como a segurança alimentar e a redução da pobreza, num cenário de mudanças climáticas. Outras conclusões apontam debilidades que marcam a ATER governamental, como a dificuldade de integração orgânica com a pesquisa e com o sistema de ensino, além da permanência de atuação sob inspiração do modelo linear de inovação

Abstract: In the last two decades, agriculture was one of the most modernized sectors of Brazilian economy. During the period 1993 to 2013, Brazil has consolidated among the three largest soy producers, orange juice, sugar cane, corn, coffee and meat, on average. According to Ministry of Agriculture, Livestock, and Food Supply, Brazilian goods have been exported for more than 180 countries and the participation of Brazil in global market of farming products has increased from 5,8%, in 2004, to 7,6%, in 2013, which means competitiveness, despite the world crisis. In the year 2016, agribusiness represented 46% of total Brazilian exportations. One of the great responsible for these achievements was the talent of agricultural producers linked with services and goods infrastructure, agricultural policy instruments, as research, funding and others. This dissertation discusses one of these instruments: governmental Agricultural Extension (AE), in the light of its responsibility with not only all the rural producers of this history of success, but also with those who do not participate, which are the vast majority. It is common to attribute governmental AE the main responsibility for the precarious situation of these rural producers, considering technical aspects. This misunderstanding point of view do not decrease the responsibility to face this great challenge. For this reason, the following is the dissertation's leading question: is Brazilian Agricultural Extension (ATER) well founded in order to answer the questions implied into Brazilian agriculture today or in the next future? Considering that ATER institutional structure is supported by National Policy of Agricultural Extension for Family Farming and Land Reform (Pnater), the hypothesis tested here is Pnater has not considered essential aspects of the changing context in the organization and knowledge diffusion, the evolution and new technologies (specially ICTs)in brazilian agricultural sector. According to mentioned, this study has the objective of explore the elements that build governmental Agricultural Extension (AE) in the light of aspects that involves agriculture's challenges (food safety in climate changing, sustainability, multi functionality and new technologies). In addition, this dissertation intent to analyze the context of knowledge diffusion, considering aspects of generation and development (which requires a research and innovation system, counting with many actors in private and public sectors). The theoretical and methodological background, used to found these discussions, is given by the evolutionary theory, specifically according to National System for Agricultural Innovation (SNIA) and by the study of agricultural advisory system's experience in South Africa, Argentina, France and United States. Conclusions indicate that governmental AE, as a part of SNIA, cannot be the only responsible for the success or defeats of the innovation process in agriculture. Beyond that, the Pnater had not benefit governmental AE service, but did increase and deepened his weakness to face great challenges, such as food safety and poverty reduction in climate changing scenario. Additional conclusions revealed problems in governmental AE service, such as the difficulty of organic integration and systemic integration with research and educational system and the maintenance influence of linear innovation model
Subject: Agricultura - Assistência técnica
Tecnologia agricola
Agricultura e Estado
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: VIANA, João Aurélio Soares. Extensão rural e inovação agrícola no Brasil: elementos evolucionários para um olhar prospectivo. 2017. 1 recurso online (310 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330904>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Viana_JoaoAurelioSoares_D.pdf2.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.