Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330894
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: A prática clínica odontológica = análise ergonômica da postura sentada = The dental clinical practice: ergonomic analysis of the sitting posture
Title Alternative: The dental clinical practice : ergonomic analysis of the sitting posture
Author: Gouvêa, Giovana Renata, 1976-
Advisor: Pereira, Antonio Carlos, 1967-
Abstract: Resumo: O objetivo geral deste estudo foi realizar um levantamento sobre o "estado da arte", avaliar a influência do assento tipo sela na prática clínica do acadêmico em odontologia e a satisfação com o tipo de assento utilizado. No artigo 1, o objetivo da revisão sistemática e meta-análise foi verificar se o assento tipo sela proporciona menor risco ergonômico quando comparado aos convencionais, enquanto no artigo 2, o objetivo do ensaio clínico controlado e aleatorizado foi avaliar, em acadêmicos de Odontologia, o impacto dos assentos do tipo sela e convencional, em relação às variáveis centro de gravidade plano frontal e lateral, incapacidade funcional associada à condição de dor cervical e lombar e a satisfação do assento. No artigo 1, a busca foi realizada em oito bases de dados eletrônicas e resultou em 3.147 registros, dos quais dois foram considerados elegíveis. Os achados desta revisão indicam que o assento tipo sela proporciona menor risco ergonômico quando comparado ao assento convencional. No artigo 2, 84 acadêmicos de Odontologia foram alocados em Grupo Controle (GC) e Intervenção (GI). O GC (n = 40) utilizou o assento convencional nos atendimentos clínicos e o GI (n = 44) utilizou o assento tipo sela. Após dez meses de seguimento, observou-se redução estatisticamente significativa nos problemas cotidianos relacionados com dores no pescoço, melhora na projeção do centro de gravidade plano lateral para o GI (p < 0,05) e piora significativa nas médias da projeção do centro de gravidade plano lateral para o GC (p?0,05). O assento do tipo sela foi melhor avaliado em relação a satisfação do assento em todos os aspectos (p < 0,001). O assento do tipo sela apresentou maior satisfação, impactou positivamente no alinhamento corporal lateral e nos problemas cotidianos relacionados à região cervical. Já o assento convencional apresentou impacto negativo no alinhamento corporal lateral. Como conclusão, foi observado que o impacto do assento tipo sela, quando comparado ao assento convencional, foi significativamente positivo em relação ao risco ergonômico, à projeção do centro de gravidade lateral, aos problemas cotidianos relacionados à região cervical e à satisfação. Essa Tese é original e contribuiu para o avanço do conhecimento científico a partir de três pontos principais. Primeiro, trata-se da primeira revisão sistemática da literatura que investigou a influência do tipo de assento sobre o risco ergonômico entre dentistas e/ou acadêmicos de Odontologia. Segundo, refere-se ao primeiro ensaio clínico controlado e aleatorizado que avalia o impacto de diferentes tipos de assentos em acadêmicos de Odontologia ao longo de dez meses nas disciplinas clínicas com paciente. Terceiro, fornece embasamento para novos estudos relacionados a essa temática, podendo este trabalho ser alvo referencial para pesquisas de diversas áreas de estudo, e auxiliar na amenização da carência literária existente em torno do assento tipo sela na prática clínica odontológica

Abstract: The main objective of this study was to perform a survey on the "state of the art", as well as to assess the influence of the saddle seat on the clinical practice of dental students and the satisfaction with the type of seat used. In article 1, the systematic review and meta-analysis aimed to verify whether the saddle seat provides lower ergonomic risk than conventional seats. In article 2, the randomized and controlled clinical trial aimed to assess, in dental students, the impact of saddle and conventional seats regarding the variables of center of gravity of frontal and lateral planes, functional impairment associated with the condition of cervical and low back pain, and seating satisfaction. In article 1, the search was performed in eight electronic databases and resulted in 3,147 records, from which two were considered eligible. The findings of this review indicate that the saddle seat provides lower ergonomic risk than the conventional seat. In article 2, 84 dental students were allocated in Group Control (GC) and Intervention (GI). The GC (n = 40) used the conventional seat for clinical care and the GI (n = 44) used the saddle seat. After ten months of follow-up, a statistically significant reduction was observed for the daily problems related to neck pain, as well as an improvement in the projection of the center of gravity of the lateral plane for GI (p < 0.05) and a significant worsening in the means of projection of the center of gravity of the lateral plane for GC (p ? 0.05). The saddle seat was better evaluated regarding seating satisfaction in all aspects (p < 0.001). The saddle seat presented higher satisfaction and had a positive impact on lateral body alignment and on the daily problems regarding the cervical region, while the conventional seat presented a negative impact on lateral body alignment. In conclusion, the impact of the saddle seat, when compared to the conventional one, was significantly positive regarding ergonomic risk, projection of the lateral center of gravity, daily problems related to the cervical region, and satisfaction. This thesis is original and contributed to the development of scientific knowledge from three main points. Primarily, it is the first systematic review in the literature to investigate the influence of the type of seat on the ergonomic risk among dentists and/or dental students. Second, it is the first randomized and controlled clinical trial to assess the influence of different types of seats on dental students over one academic year in the clinical practices with patients. Third, it provides a background for further studies related to this topic, so this work may be a reference target for research in numerous fields of study, and it helps to decrease the lack of literature on the topic of the saddle seat in the dental clinical practice
Subject: Ergonomia
Equilíbrio postural
Odontologia
Riscos ocupacionais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: GOUVÊA, Giovana Renata. A prática clínica odontológica: análise ergonômica da postura sentada = The dental clinical practice: ergonomic analysis of the sitting posture. 2017. 1 recurso online (93 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP). Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330894>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gouvea_GiovanaRenata _D.pdf2.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.