Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330856
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Regime FOLFOXIRI no tratamento do câncer colorretal metastático : uma revisão sistemática com meta-análise
Title Alternative: FOLFOXIRI regimen for metastatic colorectal cancer : a systematic review and meta-analysis
Author: Leal, Frederico, 1985-
Advisor: Sasse, André Deeke
Abstract: Resumo: Introdução O tratamento do câncer colorretal metastático (CCRm) é baseado na quimioterapia citotóxica. Fluoropirimidinas, irinotecano e oxaliplatina são as drogas mais ativas, mas a combinação ideal e a sequência em que tais drogas devem ser oferecidas ainda não foi estabelecida. Há alguma evidência de que oferecer três drogas já na primeira linha (fluorouracil, oxaliplatina e irinotecano: o esquema FOLFOXIRI) pode ser uma estratégia com desfechos superiores. Esta revisão sistemática procurou avaliar a eficácia e segurança do esquema FOLFOXIRI. Métodos Fizemos uma revisão sistemática da literatura em bases de dados eletrônicas. Procuramos estudos prospectivos randomizados comparando o esquema FOLFOXIRI com esquemas de quimioterapia menos agressivos para CCRm. Sobrevida global (SG), sobrevida livre de progressão (SLP), taxa de resposta (TR) e toxicidade foram os desfechos de interesse. O "hazard ratio" (HR) combinado foi calculado para os desfechos do tipo tempo-até-evento, enquanto o "odds ratio" (OR) combinado foi calculado para os desfechos dicotômicos. Resultados Quatro estudos foram incluídos na análise final. Os dados combinados mostraram superioridade do esquema FOLFOXIRI em termos de SG (HR 0,80; IC 95% 0,70-0,92); SLP (HR 0,68; IC 95% 0,55-0,85); e TR (OR 1,9; IC 95% CI 1,36-2,67). A toxicidade foi maior no grupo FOLFOXIRI. A heterogeneidade entre os trabalhos foi baixa, assim como o risco de vieses de publicação. Conclusão O esquema FOLFOXIRI oferece desfechos superiores para pacientes portadores de CCRm quando comparado aos esquemas padrão de quimioterapia citotóxica. A toxicidade deste esquema é maior, mas manejável. O papel da combinação entre FOLFOXIRI e terapia alvo é incerto e merece mais investigação

Abstract: Introduction Cytotoxic chemotherapy is the mainstay treatment for metastatic colorectal cancer (mCRC). Fluoropyrimidines, oxaliplatin, and irinotecan are the most active drugs, but their optimal sequencing has not been established. There is some evidence that upfront treatment with fluorouracil, oxaliplatin, and iritonecan (FOLFOXIRI regimen) may improve outcomes for patients with mCRC. This systematic review was performed to evaluate efficacy and safety of the FOLFOXIRI regimen. Methods A systematic search in electronic databases was performed. Studies reporting results from prospective, randomized clinical trials comparing FOLFOXIRI to less aggressive regimens for treatment of mCRC were selected for meta-analysis. Overall survival (OS), progression-free survival (PFS), overall response rate (ORR), and toxicity were the outcomes of interest. Pooled hazard ratio (HR) was calculated for time-to-event endpoints and pooled odds ratio (OR) for dichotomous endpoints. Results Four studies were included in final analysis. Pooled data showed a significant benefit favoring FOLFOXIRI in terms of OS (HR 0.80; 95% CI 0.70-0.92); PFS (HR 0.68; 95% CI 0.55-0.85); and ORR (OR 1.9; 95% CI 1.36-2.67). Toxicity was significantly higher in the FOLFOXIRI arm. Heterogeneity across trials and risk of publication bias were low. Conclusion FOLFOXIRI provides superior outcomes for mCRC when compared to standard chemotherapy regimens. Toxicity is higher with FOLFOXIRI, but manageable. The role of targeted agents in combination with FOLFOXIRI is uncertain and further research is warranted
Subject: Oncologia
Neoplasias colorretais
Quimioterapia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: LEAL, Frederico. Regime FOLFOXIRI no tratamento do câncer colorretal metastático: uma revisão sistemática com meta-análise. 2017. 1 recurso online (61 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330856>. Acesso em: 2 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Leal_Frederico_M.pdf820.99 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.