Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330523
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Fogos digitais : letramentos de sobrevivência no Complexo do Alemão/RJ
Title Alternative: Digital fireworks : literacies of survival in Complexo do Alemão, Rio de Janeiro
Author: Maia, Junot de Oliveira, 1987-
Advisor: Braga, Denise Bértoli, 1953-
Abstract: Resumo: O objetivo da pesquisa é investigar como moradores do Complexo do Alemão, conjunto de favelas da Zona Norte carioca, têm se apropriado das tecnologias digitais de informação e de comunicação (TDICs) para potencializarem e ampliarem suas possibilidades de participação cidadã e de mobilização em sociedade. Nesse contexto, chama atenção a forma como redes sociais digitais, como Facebook e twitter, funcionam como canais alternativos de expansão de narrativas locais, que têm focalizado principalmente os inúmeros casos de violência decorrentes da tensão entre ações de repressão do Estado e os varejistas de drogas ilícitas residentes nas favelas. Essas práticas de (re)escrita que materializam a luta do favelado diante da persistente violência que assola sua realidade caracterizam o que chamo de fogos digitais, uma metáfora inspirada nos fogos de artifício que costumavam ser utilizados nas favelas cariocas quando ainda não existiam em seus territórios as chamadas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Partindo de um olhar teórico poscolonial sobre o papel social das tecnologias digitais, o texto destaca regimes hegemônicos de letramento responsáveis por criminalizar o favelado desde o surgimento das favelas, no final do século XIX, contrapondo-os aos letramentos de sobrevivência que caracterizam os fogos digitais, descritos e analisados a partir das postagens em sites de redes sociais feitas pelos participantes da pesquisa. Por meio dessas postagens, os participantes viabilizam não apenas articulações e diálogos internos a sua própria comunidade, mas também permitem que conteúdos produzidos in loco sejam veiculados e disseminados para audiências que, em contextos analógicos, seriam inimagináveis. O estudo ressalta que essas postagens e as interações feitas a partir delas no Facebook são atravessadas por múltiplos propósitos, conflitos e afetos, fatores responsáveis pela produção de variados significados em meio às cenas de sobrevivência decorrentes da brutal violência que caracteriza o cotidiano do Complexo do Alemão carioca. As questões de letramentos de sobrevivência ressaltadas nesta tese também se ancoram em evidências de duas entrevistas feitas com os participantes e em uma gama de interpretações que construí com base nas incursões que realizei no campo de investigação, uma abordagem metodológica que caracterizo como uma etnografia de fronteira, marcada pelo encontro contaminante das diferentes histórias relativas a mim e aos participantes da pesquisa

Abstract: The aim of this research is to investigate how residents of Complexo do Alemão, a group of favelas in the Northern Zone of Rio de Janeiro, have appropriated information and communication digital technologies (ICDTs) to enhance and expand their possibilities for citizen participation and social mobilization. In this context, this dissertation analyses the way in which social networks, such as Facebook and twitter, work as alternative channels for the expansion of local narratives, which have focused mainly on the numerous cases of violence arising from the tension between State repression and illicit drugs retailers who live in favelas. These (re)writing practices that materialize the struggle of favela's dwellers vis-à-vis the persistent violence that plagues their reality characterize what I call digital fireworks, a metaphor inspired by the fireworks that were used in most favelas of Rio de Janeiro before the Pacifying Police Units (UPPs) were installed in their territories. Starting from a postcolonial theoretical view on the social role of digital technologies, the text highlights hegemonic literacy regimes which criminalize residents of favelas since the creation of these territories in the late nineteenth century. It contrasts such regimes with the literacies of survival that characterize the digital fireworks, described and analysed from postings on social network sites made by the research participants, who have also been interviewed. On their postings, participants not only enable articulations and internal dialogues within their own community, but they also broadcast and disseminate locally produced content to audiences that would be unlikely in analogical contexts. The study emphasizes that these postings and their resulting interactions on Facebook are crossed by multiple purposes, conflicts and affects, factors which produce various meanings in the scenes of survival resulting from the brutal violence that characterizes the daily life of Complexo do Alemão, in Rio de Janeiro. The literacies of survival issues highlighted in this dissertation are also anchored in evidence from two interviews with the participants and in a range of interpretations that I elaborated based on my incursions to the field of research, a methodological approach that I understand as a border ethnography, characterized by the contaminating encounter of the different histories related to myself and to the research participants
Subject: Letramento - Aspectos sociais - Rio de Janeiro (RJ)
Redes sociais on-line
Tecnologia da informação
Violência - Complexo do Alemão (Rio de Janeiro, RJ)
Moradores da cidade - Rio de Janeiro (RJ) - Meios de comunicação
Complexo do Alemão (Rio de Janeiro, RJ)
Editor: [s.n.]
Citation: MAIA, Junot de Oliveira. Fogos digitais: letramentos de sobrevivência no Complexo do Alemão/RJ. 2017. 1 recurso online (220 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330523>. Acesso em: 2 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Maia_JunotDeOliveira_D.pdf5.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.