Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330358
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Estratégia de ativação da intenção como intervenção de enfermagem para a redução do consumo de sal entre hipertensos na atenção primária à saúde   : avaliação da efetividade no contexto real da prática clínica
Title Alternative: Implementation Intention strategy as a nursing intervention to reduce salt intake among hypertensive patients in Primary Health Care : evaluation of effectiveness in the clinical practice
Author: Nunciaroni, Andressa Teoli, 1988-
Advisor: Gallani, Maria Cecilia Bueno Jayme, 1966-
Légaré, France
Abstract: Resumo: Atualmente existe a necessidade de intervenções de enfermagem baseadas em teorias específicas visando a modificação do comportamento de consumo de sal entre hipertensos. Estudos pregressos indicam o potencial de eficácia das estratégias de ativação da intenção na redução de consumo de sal. Este estudo tem como objetivo avaliar a efetividade da intervenção de ativação da intenção sobre a redução do consumo de sal entre pacientes hipertensos acompanhados em unidades de atenção primária à saúde quando aplicada por enfermeiros da prática clínica. Trata-se de estudo piloto do tipo ensaio clínico aleatorizado pragmático e compreende dois estudos: I. Desenvolvimento de um Programa de Capacitação dos enfermeiros em três grandes tópicos: Aspectos metodológicos e éticos em pesquisa experimental junto a humanos, quantificação do consumo de sal e pressupostos teórico-práticos da intervenção, e II. Implementação das estratégias de Ativação da Intenção junto aos pacientes hipertensos nas unidades de atenção primária à saúde. As variáveis de interesse foram obtidas na abordagem inicial (T0) e após dois meses de seguimento (T2): intenção, autoeficácia, hábito e comportamento (questão autoavaliativa, consumo de sal per capita e Questionário de frequência de consumo de alimentos com alto teor de sódio). A aleatorização foi do tipo cluster por unidades de saúde, em grupo intervenção e grupo controle. Os planejamentos de ação e de enfrentamento de obstáculos foram elaborados em T0 pelos pacientes arrolados no grupo intervenção e foram reforçados de forma presencial em T1 (um mês após T0) e por contatos telefônicos (entre T0 e T1 e entre T1 e T2). Todos os pacientes receberam uma orientação por escrito sobre a importância da redução do consumo deste nutriente (folder) em T0. Os dados qualitativos foram submetidos à análise de conteúdo e análise temática e os dados quantitativos foram submetidos a testes de comparação e associação. Os enfermeiros que participaram do programa de capacitação consideraram essa intervenção positiva, pois oferece uma ferramenta para qualificar a consulta de enfermagem e possui uma aplicação prática ao trabalho, além de fazer refletir sobre o próprio consumo de sal. Os pacientes submetidos à intervenções apresentaram redução do consumo de sal estimado por todos os métodos de autorrelato aplicados. Estes pacientes apresentaram, ainda, redução do escore da variável hábito. De acordo com as avaliações dos enfermeiros que aplicaram a intervenção, a estratégia de Ativação da Intenção é simples e não implica em grandes alterações na rotina de trabalho, além de ser efetiva na mudança deste comportamento. As principais dificuldades vivenciadas pelos enfermeiros foram a falta de sincronização entre os retornos estabelecidos no protocolo de pesquisa e os retornos programados na prática real e a falta de enfermeiros nas unidades de saúde. Os resultados deste estudo apontam que a intervenção de Ativação da Intenção pode ser inserida na prática clínica real das consultas de enfermagem na atenção primária à saúde e é considerada efetiva como uma intervenção de enfermagem

Abstract: There is a need for nursing interventions based on specific theories aimed at modifying the health-related behavior of salt intake among hypertensive patients. Previous studies indicate the potential efficacy of Implementation Intentions in reducing salt intake. This study aims to evaluate the effectiveness of Implementation Intention intervention on reduction of salt intake among hypertensive patients followed in primary health care when applied by nurses from clinical practice. This is a pilot pragmatic randomized controlled trial study and comprises two interventions: 1. Development of a nursing training program on three major topics: Methodological and ethical aspects in clinical research, quantification of salt intake and theoretical-practical assumptions of the intervention, and 2. Implementation Intention strategies with hypertensive patients in primary health care. The variables of interest were obtained in the initial approach (T0) and 2-months of follow-up (T2): intention, self-efficacy, habit and behavior (self-reported question, discretionary salt, high salt content food frequency questionnaire). Randomization was cluster type by health clinics, in intervention and control groups. Action and coping planning were developed in T0 by patients enrolled in the intervention group and reinforced face-to-face in T1 (one month after T0) and by telephone contacts (between T0 and T1 and between T1 and T2). All patients received written guidance on the importance of reducing the consumption of this nutrient (leaflet) in T0. The qualitative data were submitted to content and thematic analysis and the quantitative data were submitted to comparison and association tests. The nurses participating in the training program considered this intervention as positive since it offers a tool to qualify the nursing consultation and has a practical application to work, as well as guide the thinking on their own salt intake. The patients submitted to the interventions presented a reduction in salt consumption estimated by all self-reported methods. These patients also had a reduction in the habit variable score. According to evaluations of nurses who applied the intervention, the Implementation Intention strategies are simple and do not request major changes in the work routine, moreover being effective in changing this behavior. The main difficulties experienced by the nurses were the lack of synchronization between the follow up consultations established in the research protocol and the programmed consultations in the real practice and the absence of nurses in the health clinics. The results of this study indicate that the Implementation Intentions strategy can be inserted into the clinical practice of nursing consultations in primary health care and is considered effective as a nursing intervention
Subject: Enfermagem
Comportamento alimentar
Cloreto de sódio na dieta
Prática clínica baseada em evidências
Hipertensão
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nunciaroni_AndressaTeoli_D.pdf5.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.