Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330334
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Relação entre a probabilidade de desfibrilação e o limiar de estimulação de corações isolados de ratos
Title Alternative: Ratio of defibrillation probability to stimulation threshold of isolated rat hearts
Author: Antoneli, Priscila Correia, 1991-
Advisor: Oliveira, Pedro Xavier de, 1975-
Abstract: Resumo: Tendo em vista a grande quantidade de casos de fibrilação ventricular e que a única terapia capaz de reverter sua ocorrência pode lesionar gravemente o tecido cardíaco, este trabalho foi realizado com o objetivo de investigar a influência da duração na razão entre a probabilidade de desfibrilação e o limiar de estimulação, aplicando campos elétricos em corações isolados de ratos Wistar machos e adultos. Para isso, construímos um estimulador de alta intensidade que gera pulsos monopolares, com a forma de onda de uma exponencial truncada, amplitude de 1 V à 1 KV e duração de 0,2 a 10 ms, elaboramos a montagem experimental apropriada para a realização de experimentos com corações de animais isolados e desenvolvemos um protocolo experimental baseado em informações da literatura. Para que fosse possível analisar os resultados, obtivemos, curva de intensidade x duração (IxD) de estimulação com base nos campos elétricos estimulatórios médios, curvas de probabilidade de desfibrilação pelo campo elétrico desfibrilatório para cada duração e curva IxD de probabilidade de desfibrilação, montada com os valores médios de campos elétricos com 50% de chance de desfibrilação. A razão entre a probabilidade de desfibrilação e o limiar de estimulação foi calculada normalizando-se as curvas de probabilidade de desfibrilação pelos campos elétricos estimulatórios e extraindo o valor de campo elétrico com 50% de chance de desfibrilação. Pudemos observar que quanto maior a duração do pulso, menor é a intensidade necessária para desfibrilar os corações. Entretanto, pulsos aplicados com duração de 0,5 ms tiveram uma menor razão entre a probabilidade de desfibrilação e o limiar de estimulação. Desta forma nosso estudo corrobora para a afirmação de que pulsos com duração de 0,5 ms são melhores para o procedimento desfibrilatório, por serem provavelmente menos lesivos, porém mais estudos devem ser realizados para confirmar esta hipótese

Abstract: Considering the large number of ventricular fibrillation's cases and that the only therapy able to reverse its occurrence can severely damage cardiac tissue, this work proposes to investigate the duration influence on the ratio of defibrillation probability to stimulation threshold, applying electric fields in isolated male and adult Wistar rat hearts. For this we construct a high intensity stimulator that generates monopolar pulses, with un truncated exponential waveform, strength 1 V to 1 KV and duration 0.2 to 10 ms. We elaborated the appropriate experimental setup to perform experiments with isolated animal hearts and we developed an experimental protocol based on literature information. In order to analyze the results, we obtained the stimulation strength-duration curve based on the average stimulatory electric fields; defibrillation probability curves for defibrillatory electric field to each duration; defibrillation probability strength-duration curve was made with the average electric fields values with 50% chance of defibrillation. The ratio of defibrillation probability to stimulation threshold was calculated by defibrillation probability curves normalized by the stimulatory electric fields and it extracting of these curves the electric field value with 50% chance of defibrillation. We found that the higher pulse duration, the lower the electric field intensity required to defibrillate the hearts, however, pulses applied with 0.5 ms duration had a lower ratio of defibrillation probability to the stimulation threshold. Thus, our study corroborates to the affirmation that 0.5 ms pulses duration are better to the defibrillatory procedure, because it are likely to be less damaging, but more studies should be performed to confirm this hypothesis
Subject: Fibrilação ventricular
Instrumentação biomédica
Estimulação elétrica
Coração
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FEEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Antoneli_PriscilaCorreia_M.pdf2.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.