Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330315
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: "Entrando pelo youtubo" - estudo discursivo da organização semântico-lexical : em foco a categorização
Title Alternative: "Entrando pelo youtubo" - discursive study of the lexical-semantic organization : in focus the categorization
Author: Souza-Cruz, Thalita Cristina, 1986-
Advisor: Novaes-Pinto, Rosana do Carmo, 1961-
Abstract: Resumo: Para Lakoff (1990, p.6), "sem a capacidade de categorizar, nada funcionaria de nenhuma maneira, seja no mundo físico ou na nossa vida social e intelectual". A compreensão acerca de como categorizamos, segundo o autor, é central para o entendimento de como pensamos e do que nos torna humanos. Apesar de ter sido objeto de estudo desde a antiguidade clássica, a última grande discussão no campo da Semântica sobre a categorização foi realizada há cerca de 30 anos, pelos estudiosos da Semântica dos Protótipos. Esta tese retoma essa discussão e se propõe a refletir sobre as formas de organização semântico-lexical no âmbito da Neurolinguística de orientação enunciativo-discursiva. Respaldamo-nos, sobretudo, em autores da vertente sócio-histórico-cultural, principalmente Luria e Vygotsky, no campo da Neuropsicologia; Benveniste (2005), Camacho (1994), Castilho (2010) e Franchi (1980, 1976), por sua visão funcional acerca da linguagem e por questões relativas à subjetividade; bem como Coudry (1986/1988; 2002) e Novaes-Pinto (1992, 1999, 2011, 2014), dentre outros autores da Neurolinguística de orientação enunciativo-discursiva. Nosso principal objetivo é o de refletir sobre o tema da categorização, tanto no funcionamento normal (i.e, em estados não-patológicos), como nas afasias, analisando dados de dois grupos de sujeitos: o primeiro consiste de sujeitos não-afásicos, voluntários em dois protocolos experimentais desenvolvidos para a pesquisa e o segundo de afásicos, participantes do Grupo 3 do Centro de Convivência de Afásicos (CCA/Unicamp). O primeiro expediente com não-afásicos gerou um Banco Virtual de Palavras e o segundo, adaptado de Dubois (1983), avaliou respostas dos sujeitos acerca de 22 categorias da língua. Para os sujeitos afásicos, realizamos um experimento desenvolvido por Luria e conhecido como "Método do Quarto Excluído" e analisamos episódios dialógicos em sessões coletivas do Grupo 3 do CCA. As análises são qualitativas, de cunho microgenético (Góes, 2000). Concentramo-nos, em ocorrências de dificuldades de encontrar palavras, com ênfase na produção de parafasias, por acreditarmos que estes fenômenos esclarecem aspectos do funcionamento e organização semântico-lexical justamente por envolverem dificuldades de categorização. O fenômeno da categorização se mostra como um processo dinâmico, no qual os elementos categoriais estão sempre em movimento e constituídos socioculturalmente. O estudo também mostra como, nas afasias, predominam os enlaces afetivos, como já apontava Luria, o que pode estar relacionado tanto à desestabilização categorial em função dos vários processos impactados nas afasias, quanto pelas dificuldades mais específicas provocadas por lesões frontais que podem alterar a atenção voluntária e processos de natureza meta, reguladores do comportamento e da própria atividade linguística, como já havia apontado Vygotsky

Abstract: For Lakoff (1990, p. 6), "without the ability to categorize, nothing would work in any way, either in the physical world or in our social and intellectual life." Understanding how we categorize, according to the author, is central to the understanding of how we think and what makes us humans. Although this theme has been an object of study since classical antiquity, the last ground-breaking discussion on categorization in the field of Semantics was carried out about 30 years ago, by the Semantics of Prototypes scholars. This thesis brings back this discussion and aims to reflect on the forms of semantic-lexical organization in the scope of Neurolinguistics of enunciative-discursive orientation. We ground our discussion on authors from the socio-historical-cultural approaches, mainly Luria and Vygotsky, in the field of Neuropsychology; Benveniste (2005), Camacho (1994), Castilho (2010) and Franchi (1980, 1976), for their functional vision of language and of the issues related to subjectivity; as well as Coudry (1986/1988; 2002) and Novaes-Pinto (1992, 1999, 2011, 2014), among other authors, in the field of Neurolinguistics of enunciative-discursive perspective. Our main goal is to reflect on categorization, both in normal functioning (i.e. in non-pathological states) and in aphasia states, analyzing data from two groups of subjects: the first consisting of non-aphasic subjects, volunteers in two experimental protocols developed specifically for this research, and the second one constituted by aphasic subjects, participants of Group 3 of Center for Aphasic Subjects (CCA in Portuguese/ Unicamp). The experimental procedures with non-aphasics generated a Virtual Bank of Words while the second experiment, adapted from Dubois (1983), evaluated subjects' answers on 22 language categories. For the aphasic subjects, we carried out an experiment developed by Luria known as "Method of the Fourth Excluded". We also analyzed dialogic episodes in group sessions of Group 3 of CCA. The analysis are qualitative, microgenetic (Góes, 2000). We focused on the occurrences of Word Finding Difficulties, with emphasis on paraphasia production, because these phenomena clarify aspects of semantic-lexical functioning and organization, since they involve categorization difficulties. The categorization phenomenon is shown in this work as a dynamic process, in which the categorical elements are constituted socio-culturally, being always in movement. The study also shows how, in aphasia, the categorization process is predominantly influenced by "affective bonds", as Luria pointed out, which may be related to the categorical destabilization, due to the various linguistic-cognitive processes impacted by aphasia. Also, it might be related to more specific difficulties caused by frontal lesions, which can alter voluntary attention and behavior regulation processes (of meta-nature), as well as linguistic activity itself, as Vygotsky pointed out
Subject: Categorização (Linguística)
Semântica
Lexicologia
Parafasia
Anomia
Afasia
Palavras e expressões
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cruz_ThalitaCristinaSouza_D.pdf4.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.