Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330274
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Influência da técnica e material restaurador no comportamento biomecânico em restaurações classe II = Influence of restorative technique and material on the biomechanical behavior of class II restorations
Title Alternative: Influence of restorative technique and material on the biomechanical behavior of class II restorations
Author: Lins, Rodrigo Barros Esteves, 1990-
Advisor: Martins, Luís Roberto Marcondes, 1960-
Abstract: Resumo: O advento de materiais restauradores de baixa contração vem ganhando espaço no mercado e despertando interesse de cirurgiões-dentistas devido as suas características técnicas, economia de tempo clínico e por ser um material mais estável dentro da cavidade oral. O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento biomecânico de restaurações extensas classe II mésio-ocluso-distal (MOD) com técnica direta (compósitos convencional e de baixa contração) avaliando a tensão de contração de polimerização, deflexão de cúspide, resistência à fratura e o padrão de fratura. Sessenta terceiros molares humanos hígidos foram selecionados e randomizados em quatro grupos: resina composta Z100 (Z100); Tetric N-Ceram Bulk Fill (TNC); Filtek Bulk Fill (FBF); Aura Ultra Universal Restorative Material (ABF). Cavidades Classe II MOD foram confeccionadas com dimensões padronizadas por meio de uma máquina de preparo cavitário. As resinas compostas bulk fill foram inseridas na cavidade em um único incremento de 4 mm e a resina composta convencional em três incrementos de forma oblíqua e fotopolimerizadas por um LED de alta potência. Os sensores FBG foram inseridos na interface adesiva a fim de avaliar a tensão de contração do material resinoso durante a fotopolimerização (n=5). Além disso, extensômetros foram fixados nas bases das cúspides para medirem a deformação em três momentos (n=10): durante o procedimento restaurador, sob carregamento de compressão axial em máquina de ensaio universal até 100N e até gerar a fratura do conjunto dente-restauração. O tipo de fratura foi classificado conforme o seu padrão analisado em Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV): I-fratura em resina composta; II-fratura em resina composta e estrutura dental coronal; III-fratura em resina composta e estrutura dental cervical com possibilidade de reparo periodontal; IV-fratura radicular sem reparo. Foi realizado teste de homogeneidade dos dados (Shapiro-Wilk, p>0.05) para todos os grupos, seguido do teste ANOVA um fator com teste post-hoc de Tukey para a avaliação dos sensores FBG, deformação de cúspide e resistência à fratura. O padrão de fratura foi analisado pelo teste qui-quadrado. A avaliação da tensão de contração pelos sensores de Bragg mostrou maiores médias para o grupo Z100 diferindo estatisticamente de todos os outros grupos (p<0.05). A resinas compostas bulk fill apresentaram menores médias de tensão de polimerização, especialmente o grupo TNC (p<0.05). A avaliação da deformação de cúspide mostrou que o grupo Z100 apresentou diferença estatística significante entre os outros grupos (p<0.01) durante a restauração e sob força compressiva axial, contudo, a deformação de cúspide até sofrer a fratura apresentou diferença estatística apenas entre os grupos TNC e FBF (p<0.05). Os valores de resistência à fratura do TNC foi maior que os demais, porém, estatisticamente significante apenas com o grupo Z100 (p<0.01). O padrão de fratura foi estatisticamente diferente entre todos os grupos (p<0,0001). Podemos concluir que resinas compostas `bulk fill¿ inseridas em incrementos únicos e fotopolimerizadas por um curto período de tempo geram menor tensão de contração e menor deformação cuspídea em relação a resina composta convencional

Abstract: The appearance of low contraction restorative materials has been introduced and increasing attention from dental surgeons due to technical features, such as chair time economy and stable within the oral cavity. The purpose of this study was to evaluate the biomechanical behavior of extensive Class II mesial-occlusal-distal (MOD) restorations with direct technique (conventional and low-shrinkage resin composites) by using fiber Bragg grating sensors (FBG) and extensometry assessing the polymerization contraction stress, cuspal deformation, fracture resistance and fracture pattern. Sixty human caries-free third molars were selected and distributed randomly into six groups: Z100 restorative material (Z100); Tetric N-Ceram Bulk Fill composite (TNC); Filtek Bulk Fill composite (FBF); Aura Ultra Universal Restorative Material (ABF). Class II cavities MOD was standardized in an abrasion standardizing equipment. The bulk fill materials were inserted in bulk increment of 4 mm and the conventional resin composite in three oblique ones by poly-wave LED light-curing unit. The optical FBG sensors were fixed at adhesive interface due to evaluated the shrinkage stress of resinous material during the fotopolymerization (n=5). Moreover, strain gauges were fixed on cuspal base to measure the deformation at three times (n=10): during restorative procedure, subjected to axial compressive in universal testing machine up to 100N and to occur the sample fracture. The failure mode was rated according to their standard analyzed in Scanning Electron Microscopy (SEM): I-fracture at resin composite; II-fracture at resin composite and coronal tooth structure; III-fracture at resin composite and cervical tooth structure with possible periodontal repair; IV-root fracture beyond repair. The statistical analysis was performed for homogeneity distribution (Shapiro-Wilk, p>0.05), followed by parametric statistical tests and one-way ANOVA with post-hoc Tukey¿s test. Data on fracture mode were submitted to Chi-square test. The optical FBG sensors evaluation showed that Z100 presented the highest means of stress shrinkage (p<0.05), whereas bulk-fill resin groups presented low polymerization stress means, especially the TNC (p<0.05). The cuspal deformation test showed that Z100 presented significant different means of other groups (p<0.01) during the restoration and compressive axial force, however the cuspal deformation until the fracture presented only difference between TNC and FBF (p<0.05). The fracture resistance of TNC was higher of all groups, but only statistically different of Z100 group (p<0.01). The failure mode was statistically different in all groups (p<0,0001). In conclusion, the bulk fill composites inserted in bulk increment at short photo-activation time generate less shrinkage stress and less cuspal deformation than the conventional resin composite
Subject: Resinas compostas
Tecnologia de fibra óptica
Polimerização
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Citation: LINS, Rodrigo Barros Esteves. Influência da técnica e material restaurador no comportamento biomecânico em restaurações classe II = Influence of restorative technique and material on the biomechanical behavior of class II restorations. 2017. 1 recurso online (47 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330274>. Acesso em: 2 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lins_RodrigoBarrosEsteves_M.pdf1.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.