Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330252
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Dosagem de cortisol salivar pré e pós- estimulação tátil e cinestésica em recém-nascidos pré-termo = ensaio clínico randomizado e controlado = Dosagem os salivary cortisol before and after tactile and kinesthetic stimulation in preterm newborns: randomized and controlled trial
Title Alternative: Dosagem os salivary cortisol before and after tactile and kinesthetic stimulation in preterm newborns : randomized and controlled trial
Author: Pepino, Vanessa, 1980-
Advisor: Marba, Sérgio Tadeu Martins, 1958-
Abstract: Resumo: Os cuidados inerentes à unidade de terapia intensiva neonatal geram estresse aos recém-nascidos pré-termo, porém são indispensáveis para a sobrevivência. Estudos de terapias complementares ao tratamento padrão, visando amenizar o estresse, têm aumentado nos últimos anos. Objetivo: Através de um ensaio clínico, randomizado e controlado, comparar os níveis de cortisol salivar, bem como alterações da frequência cardíaca, frequência respiratória e saturação de oxigênio pré- e pós- a aplicação de estimulação tátil e cinestésica em recém-nascidos pré-termo, durante o período de internação, verificando a efetividade e segurança da técnica. Metodologia: Foram realizadas duas revisões sistemáticas relacionadas ao tema do projeto, uma avaliando a metodologia utilizada para realização da estimulação tátil em recém-nascidos pré-termo durante o período de internação, e outra avaliando a metodologia utilizada para coleta de saliva nessa população, para dosagem de cortisol. Foram incluídos 33 recém-nascidos pré-termo, com peso ao nascer menor ou igual a 2.000g e idade gestacional menor ou igual a 37 semanas, clinicamente estáveis há pelo menos cinco dias, que estivessem em incubadora ou berço aquecido. A coleta da saliva foi feita pré- e pós- intervenção, utilizando um swab infantil. No grupo controle foi realizada troca de decúbito, semelhante à troca realizada no grupo que recebeu a estimulação tátil e cinestésica. Resultados: houve aumento dos níveis de cortisol pós- intervenção no grupo controle (p= 0.0056). Em ambos os grupos houve: queda da frequência cardíaca (p=0.0260) e respiratória (p=0.0092) e aumento da Sat O2 pós intervenção (p=0.0115). Conclusão: A estimulação tátil e cinestésica aplicada no período de internação em recém-nascidos pré-termo parece não causar estresse, podendo amenizá-lo quando comparamos ao grupo que recebeu apenas a troca de decúbito

Abstract: The care given to a neonatal intensive care unit generates stress for preterm infants, but they are essential for survival. Studies of therapies complementary to the standard treatment, aimed at easing stress, have increased in recent years. Objective: To compare salivary cortisol levels, as well as changes in heart rate, respiratory rate and oxygen saturation before and after the application of tactile and kinesthetic stimulation in preterm newborns during the period of NICU admission, verifying the effectiveness and safety of the technique. Methodology: Two systematic reviews related to the project theme were carried out, one evaluating the methodology used to perform tactile stimulation in preterm newborns during the hospitalization period, and another evaluating the methodology used to collect saliva in this population, in order to dosage of cortisol. The clinical trial included 33 preterm newborns with birth weight less than or equal to 2000 g and gestational age less than or equal to 37 weeks, clinically stable for at least five days, who were in an incubator or heated crib. The saliva collection was done before and after intervention, using a child swab. In the control group, a change of position was performed, similar to the change in the protocol used for tactile and kinesthetic stimulation. Results: there was an increase in post-intervention cortisol levels in the control group (p = 0.0056). In both groups there was a decrease in heart rate (p = 0.0260) and respiratory rate (p = 0.0092) and increase in Sat O2 post intervention (p = 0.0115). Conclusion: The tactile and kinesthetic stimulation applied in the period of hospitalization in preterm newborns does not seem to cause stress, which may make it milder when compared to the group that received only the change of decubitus
Subject: Prematuro
Massagem
Cortisol
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pepino_Vanessa_D.pdf2.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.