Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/32982
Type: Artigo de periódico
Title: Organization of cervical cancer screening in Campinas and surrounding region, São Paulo State, Brazil
Title Alternative: Organização do rastreamento do câncer do colo uterino em Campinas e região, São Paulo, Brasil
Author: Zeferino, Luiz Carlos
Pinotti, José A.
Jorge, Jessé P. Neves
Westin, Maria Cristina A.
Tambascia, Julia K.
Montemor, Eliana B. L.
Abstract: Cervical cancer screening remains a challenge in developing countries due to a complex array of problems. This paper aimed to describe the experience with organization of cervical cancer screening in three districts of Campinas and the surrounding region in São Paulo State, Brazil, and to report the resulting data. The program was organized in a pyramid format, and the health care hierarchy was defined according to the complexity and total number of medical procedures. Screening has been extended currently to 88 municipalities, of which 51 are equipped with colposcopy and eight have facilities for treating advanced cervical cancer. The standardized incidence rate for cervical cancer in Campinas was 14.2/100,000 women per year in 1993-1995, and the standardized mortality rate per district ranged from 2.7 to 3.0 per 100,000 women in 1997-1998. This project has clearly shown that hierarchical and decentralized organization of health procedures is a necessary condition for achieving the goals of an effective cervical cancer screening program.
O programa de rastreamento do câncer do colo uterino ainda é um desafio para os países em desenvolvimento devido a uma série complexa de problemas. Este estudo objetivou descrever a experiência adquirida com a organização e mostrar alguns dados sobre o rastreamento deste câncer em três distritos de Campinas e região, São Paulo, Brasil. A hierarquia das ações de saúde foi estabelecida de acordo com a complexidade dos procedimentos e do total destes procedimentos que precisavam ser realizados. Atualmente, o rastreamento se estende a 88 municípios, dos quais 51 realizam colposcopia e oito têm serviços para tratar câncer avançado do colo uterino. A taxa de incidência ajustada em Campinas foi de 14,2/100 mil mulheres por ano em 1993-1995, e a taxa de mortalidade ajustada por distrito variou entre 2,7 e 3,0 por 100 mil mulheres em 1997-1998. De acordo com a experiência adquirida, a organização hierárquica e descentralizada dos procedimentos constituiu-se como condição necessária para alcançar alguns dos objetivos do rastreamento do câncer do colo uterino.
Subject: Neoplasias do Colo Uterino
Citologia
Esfregaço Vaginal
Mortalidade
Serviços de Saúde
Cervix Neoplams
Cytology
Papanicolaou Smear
Mortality
Health Services
Editor: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-311X2006000900022
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2006000900022
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000900022
Date Issue: 1-Sep-2006
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-311X2006000900022.pdf98.17 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.