Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/32970
Type: Artigo de periódico
Title: Percepção de riscos no trabalho rural em uma região agrícola do Estado do Rio de Janeiro, Brasil: agrotóxicos, saúde e ambiente
Title Alternative: Risk perception related to work in a rural community of Rio de Janeiro State, Brazil: pesticides, health, and environment
Author: Peres, Frederico
Rozemberg, Brani
Lucca, Sérgio Roberto de
Abstract: The present study applies the risk perception analytical methodology based on rapid surveys. It took place in the micro-basin of the São Lourenço Creek in Nova Friburgo, Rio de Janeiro State, Brazil. The methodological approach was based on participatory observation, semi-structured interviews with 24 key informants selected among local farmers (N = 120), and evaluation of local work processes. Field data analysis revealed some issues related to the risk perception profile in the study population, including the development of defensive strategies to deal with work hazards, the importance of communication in developing workers' risk perceptions, the subjective responses to potentially hazardous situations, and the role of individual risk perception as a determinant of human exposure to pesticides. The results evoked the importance of systematically incorporating risk perception analyses into intervention strategies, especially in educational risk communication campaigns.
O presente trabalho objetivou a aplicação de uma abordagem antropológica de diagnóstico rápido da percepção de riscos no trabalho rural. O estudo foi realizado na região da Microbacia do Córrego do São Lourenço, Nova Friburgo, Rio de Janeiro, Brasil. A metodologia aplicada esteve baseada em: observações participantes na localidade; entrevistas semi-estruturadas com 24 informantes-chave, selecionados entre os produtores rurais da região (aproximadamente 120); e avaliação do processo de trabalho local. A análise dos dados desvelou uma série de questões relacionadas com a percepção de riscos da população estudada, incluindo o desenvolvimento de estratégias de defesa frente aos perigos vivenciados no trabalho, a importância da comunicação na construção dos referenciais de risco entre os trabalhadores, as respostas subjetivas frente a situações de potencial dano à saúde e o papel da percepção individual e coletiva dos riscos na determinação da exposição a produtos químicos perigosos, sobretudo os agrotóxicos. Os resultados apontaram para a importância das análises de percepção de riscos no processo de construção de estratégias de intervenção no meio rural, sobretudo políticas e campanhas educativas e de comunicação de riscos.
Subject: Praguicidas
Saúde Ocupacional
Risco
População Rural
Pesticides
Occupational Health
Risk
Rural Population
Editor: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-311X2005000600033
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2005000600033
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000600033
Date Issue: 1-Dec-2005
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-311X2005000600033.pdf74.66 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.