Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/32936
Type: Artigo de periódico
Title: Situação da febre maculosa na Região Administrativa de Campinas, São Paulo, Brasil
Title Alternative: Spotted fever in Campinas region, State of São Paulo, Brazil
Author: Lima, Virgília Luna Castor de
Souza, Savina Silvana Lacerra de
Souza, Celso Eduardo de
Vilela, Maria Filomena Gouveia
Papaiordanou, Priscila M. O.
Del Guércio, Vânia M. F.
Rocha, Marilú M. M.
Abstract: Brazilian spotted fever was detected for the first time in the State of São Paulo in 1929. However, there is no systematic reporting of the disease in the State. In 1985, three cases of the disease occurred in the municipality of Pedreira, located in the Campinas Region, belonging to the 5th Administrative Region, in the Northeast part of the State, including 88 municipalities. An investigation was conducted at the time, but the lack of case registry limited its scope. The present study was undertaken with the aim of recovering the history of the disease in the Region. Data recovered from several public health services for 1985-2000 were used to analyze incidence patterns. It was observed that the transmission area expanded and the number of suspected cases increased, especially after 1996, when mandatory reporting was established. Deaths due to spotted fever were observed in most of the years under study. The study concluded that spotted fever incidence is increasing in the Campinas Region. Complementary bio-ecological studies are currently under way to better understand the epidemiology of this disease, recognized worldwide as an emerging public health problem.
A febre maculosa brasileira foi detectada pela primeira vez no Estado de São Paulo em 1929. No entanto, não há registro sistemático de casos neste Estado. Em 1985 ocorreram três casos desta doença no Município de Pedreira, situado na região de Campinas, que fica no nordeste do Estado de São Paulo, Brasil, correspondendo à 5ª Região Administrativa, e compreendendo 88 municípios. Alguns estudos foram realizados no Município de Pedreira, mas a falta de registro de casos foi um obstáculo encontrado. Com a finalidade de recuperar o histórico da doença, resolveu-se pesquisar e registrar as ocorrências de febre maculosa na região no período de 1985 a 2000 e analisar o seu comportamento. Foram recuperados todos os registros da doença nos diversos serviços de saúde pública. Observou-se uma ampliação da área de transmissão e a ocorrência de um aumento dos casos suspeitos a partir de 1996, ano em que a doença foi determinada como de notificação compulsória na região. Esta doença foi causa de óbito na maioria dos anos do período de estudo. Conclui-se que a febre maculosa está em ascensão na região e estudos bioecológicos complementares estão sendo desenvolvidos para melhor compreensão da epidemiologia dessa doença, que é mundialmente reconhecida como um problema emergente de saúde pública.
Subject: Febre Maculosa
Vigilância Epidemiológica
Doenças Endêmicas
Spotted Fever
Epidemiologic Surveillance
Endemic Diseases
Editor: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-311X2003000100038
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2003000100038
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2003000100038
Date Issue: 1-Feb-2003
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-311X2003000100038.pdf42.91 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.