Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/32917
Type: Artigo de periódico
Title: Práticas das enfermeiras e políticas de saúde pública em Campinas, São Paulo, Brasil
Title Alternative: Nursing practice and public health policy in Campinas, São Paulo, Brazil
Author: Silva, Eliete Maria
Nozawa, Márcia Regina
Silva, José Carlos
Carmona, Silvia A. M. L. D.
Abstract: Redemocratization in the 1970s brought about changes in the public health system in Brazil. The Unified National Health System (SUS) was implemented in 1988, based on local and regional administrative systems. This was an important step that resulted in greater local control and the introduction of new technologies. This study focuses on the local health system in Campinas, a relatively affluent and technologically advanced region some 100km from the city of São Paulo in Southeast Brazil. Qualitative and quantitative methods were used to evaluate the work of 233 nurses in the local health system. The first nurse was hired in 1977, and now there are 53 nurses working in specific areas: 10 in the central health administration, 36 in district administrations, and the rest in local services. Nursing services are organized in six main areas: administration, coordination of human resources, education, information technology, health surveillance, and health administration. Nursing intervention may be found in various areas, but it generally focuses on medical consultations, and there is little emphasis on collective activities and health promotion. Local health objectives can only be achieved by creating new practices that promote collective health.
Desde a década de 70 o sistema de saúde vem se transformando com a redemocratização do Estado Brasileiro. O SUS representou um importante passo para o fortalecimento dos sistemas de administração locais e regionais. Tal situação tem contribuído para o aumento do controle local e para as mudanças no processo de trabalho. Este estudo considera essas mudanças no sistema local de saúde em Campinas, São Paulo, e analisa, quantitativa e qualitativamente, as práticas de 233 enfermeiras da rede municipal em relação às políticas de saúde locais. Cerca de 58% trabalham em serviços locais e 42% em serviços especializados, em níveis distritais e central de administração. Os serviços de enfermagem organizam-se em seis áreas principais: administração, coordenação de recursos humanos, educação de pessoal, informática, administração em saúde e vigilância em saúde. A intervenção das enfermeiras tem se dirigido às diversas áreas, mas continua centrada nas consultas médicas, com pequena ênfase em atividades coletivas e de promoção à saúde. Concluímos que novas práticas de promoção à saúde coletiva precisam ser fomentadas de acordo com os objetivos de desenvolvimento da saúde em âmbito local.
Subject: Política de Saúde
Recursos Humanos de Enfermagem
Prática de Saúde Pública
Health Policy
Nursing Staff
Public Health Practice
Editor: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-311X2001000400033
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2001000400033
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2001000400033
Date Issue: 1-Aug-2001
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-311X2001000400033.pdf74.12 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.