Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/32910
Type: Artigo de periódico
Title: Novas tecnologias e saúde do trabalhador: a mecanização do corte da cana-de-açúcar
Title Alternative: New technologies and workers' health: mechanization of sugar cane harvesting
Author: Scopinho, Rosemeire Aparecida
Eid, Farid
Vian, Carlos Eduardo de Freitas
Silva, Paulo Roberto Correia da
Abstract: In the context of reorganization of production in the sugar and alcohol industry, mechanization of sugar cane harvesting has been justified as a protective measure for the environment and workers. This article focuses on the consequences of organization of work in mechanization of sugar cane harvesting with regard to the harvester operators' health. Based on data gathered through interviews and direct observation at the workplace, changes implemented in the technological base and division of labor and organization were analyzed, identifying the work load inherent to the process and how it affects workers' health. While harvesters help decrease the physical, chemical, and mechanical work load, they increase the physiological and psychological work load. There is evidence of significant change in the pattern of work-related accidents, entailing a decrease in their frequency and increase in severity. The pattern of illness among harvester operators is similar to that of manual sugar cane cutters, with a highlight on psychosomatic illness related to the organization of work in shifts and increased tempo due to use of machinery.
No contexto da reestruturação produtiva sucroalcooleira, a mecanização do corte da cana-de-açúcar tem sido justificada como uma medida de proteção ao meio ambiente e aos trabalhadores. Este artigo analisa as conseqüências da organização do trabalho no corte mecanizado da cana para a saúde dos operadores de colhedeiras. Com base em dados obtidos em entrevistas e observações diretas no local de trabalho, analisam-se as mudanças introduzidas na base técnica e no modo de divisão e de organização do trabalho, identificando as cargas laborais inerentes ao processo e a sua tradução em desgaste nos trabalhadores. O uso das colhedeiras mecânicas, por um lado, contribui para diminuir as cargas laborais do tipo físico, químico e mecânico; por outro, acentua a presença daquelas do tipo psíquico e fisiológico. Há indícios da ocorrência de mudanças significativas no perfil dos acidentes de trabalho quanto à diminuição da freqüência e aumento da gravidade. O perfil de adoecimento dos operadores de colhedeiras é semelhante àquele do cortador manual de cana-de-açúcar, sobressaindo os quadros de doenças psicossomáticas, relacionadas à organização do trabalho em turnos e à intensificação do seu ritmo através do uso das máquinas.
Subject: Saúde Ocupacional
Trabalhadores Rurais
Mecanização
Epidemiologia
Occupational Health
Rural Workers
Mechanization
Epidemiology
Editor: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-311X1999000100015
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1999000100015
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1999000100015
Date Issue: 1-Jan-1999
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-311X1999000100015.pdf114.19 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.