Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/325754
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Segurança do tratamento com isotretinoína mensurado pelos parâmetros de estresse oxidativo, estrutura e ultraestrutura do fígado e intestino delgado de ratos Wistar machos = Safety of isotretinoin treatment as measured by stress oxidative parameters, structure and ultrastructure of the liver and small intestine in male Wistar rats
Title Alternative: Safety of isotretinoin treatment as measured by stress oxidative parameters, structure and ultrastructure of the liver and small intestine in male Wistar rats
Author: Thomazini, Bruna Fontana, 1987-
Advisor: Dolder, Mary Anne Heidi, 1943-
Abstract: Resumo: A isotretinoína é a substância mais usada no tratamento de acne persistente, representando esperança de cura da doença. O tratamento sistêmico é indicado para casos severos e resistentes a outros tratamentos ou com recidivas frequentes. Uma vez que o intestino é o sítio de absorção de medicamentos e o fígado o local de seu metabolismo, torna-se interessante observar o resultado de um tratamento com isotretinoína nestes órgãos. O objetivo deste trabalho foi investigar o uso de três doses diferentes de isotretinoína no fígado, intestino delgado e no perfil bioquímico de enzimas ligadas à função hepática e de estresse oxidativo. 36 ratos machos foram separados em 6 grupos: água; óleo de soja; 1 mg/kg de isotretinoína; 2 grupos recebendo 5mg/kg de isotretinoína, sendo que um deles permaneceu outros 30 dias sem tratamento; 10mg/kg de isotretinoína. O veículo foi o óleo de soja e a solução foi ofertada por gavagem diária. Após 60 dias de experimentação, os ratos foram submetidos à eutanásia e as porções desejadas coletadas e processadas com rotina usual para análise na microscopia de luz e eletrônica. Após outros 30 dias o grupo com tratamento interrompido foi submetido ao mesmo procedimento. No fígado não encontramos alterações estruturais associadas a 1mg/kg da droga, mas elevação nos índices lipídicos, bem semelhantes às já descritas na literatura, apenas no grupo com 10mg/kg. A ultraestrutura mostrou resposta ao tratamento com indícios de maior atividade celular de forma dose dependente com aumento da frequência de mitocôndria e maior área de retículo endoplasmático rugoso. No perfil sérico e enzimático tecidual, notamos que 10mg/kg causou mais alterações com elevação dos níveis de HDL e VLDL. Jejuno e íleo mostraram-se como os mais sensíveis ao tratamento. As células caliciformes sofreram alterações em frequência nas três porções e independente da dose. Notamos que 5 mg/kg trouxe uma tendência a aumento da célula AB+PAS no íleo e redução no jejuno e duodeno, enquanto com a célula PAS+ o inverso foi notado. Essa alteração pode modificar a modulação da microbiota e pH na região, sendo necessários outros testes que viessem a elucidar o resultado para o organismo. Com relação a espessura da parede do órgão, o que poderia indicar uma tendência a desenvolvimento tecidual, vimos que duodeno não sofre alteração, jejuno tem uma tendência a aumento e íleo também. Considerando o grupo mantido após interrupção da droga, houve uma redução da parede do jejuno e um aumento constante no íleo. Interessante foi observar que 1mg/kg, a dose mais recomendada em tratamentos com o princípio ativo, não foi suficiente para alterações pronunciadas. Com o grupo 10mg/kg, notamos redução da área de mucosa ocupada por vilos e criptas no duodeno, que é a área mais sensível nessa dose. Observamos que o organismo mostrou um novo padrão em resposta ao tratamento proposto, o que traz uma nova perspectiva com relação ao princípio ativo. Os resultados desta tese indicam ser interessante o uso de técnicas que viessem a elucidar o possivel efeito que as alterações das células caliciformes podem trazer principalmente ao órgão

Abstract: Isotretinoin is the substance most commonly used to treat persistent acne and it represents a hope to cure the disease. Systemic treatment is indicated for severe cases and those resistant to other treatments or having frequent recurrences. Since the drug absorbed in the intestine and metabolized in the liver, it is interesting to note the result in these organs of an isotretinoin treatment. The objective of this study was to investigate the use of three different doses of isotretinoin in the liver, small intestine and biochemical profile of enzymes linked to liver function and oxidative stress. 36 male rats were separated into 6 groups: water; soybean oil; 1mg/kg of isotretinoin; Two groups received 5mg/kg of isotretinoin, one of which remained another 30 days without treatment; 10mg/kg of isotretinoin. The vehicle was soybean oil and the solution was offered daily by gavage. After 60 days of trial, the mice were euthanized and the desired portions were collected and processed with the usual routine for analysis in light microscopy and electronic transmission one. The group that was maintained another 30 days after the treatment was subjected to the same procedure. Regarding the liver we did not find structural changes associated with 1mg/kg of the drug, but an increase in lipid levels similar to those described in the literature was observed in the group receiving 10mg/kg. The ultrastructural analysis showed increasing, dose dependent activity of the cells, with more frequent mitochondria and greater granular endoplasmic reticulum area. Regarding the serum and tissue enzyme profile, we noted that 10mg/kg group had increased elevation of HDL and VLDL levels. Jejunum and ileum structural features showed a greater sensibility to the treatment. Goblet cells changed their frequency in the three intestinal portions, independently of the isotrentinoin dose. The 5mg/kg group had a tendency to increase the AB+PAS+ cell in the ileum but they are reduced in the duodenum and jejunum, while the contrary was found for PAS+ cells. This change can modify the microflora and pH of the region, requiring further tests to elucidate this condition. Body wall thickness, which could indicate a tendency for tissue development, remained unchanged in the duodenum, while the jejunum and ileum had a tendency to increase their thickness. The group that was maintained for a month after drug discontinuation, reduced the wall thickness of the jejunum but a continued increase of the ileum wall was found. It was interesting to note that 1mg/kg, the recommended dose for treatments with the active ingredient was not sufficient to produce pronounced changes. With 10mg/kg the mucosal area occupied by villi and crypts in the duodenum was reduced, this being the most sensitive area at the highest dose. Our study showed a new standard of response to the treatments proposed, which brings a new perspective regarding the active ingredient of this medicine. The results of this thesis suggest the use of new techniques that could elucidate the effect of the changed pattern of goblet cells regarding organ function
Subject: Isotretinoína
Fígado
Intestino delgado
Histologia
Microscopia
Editor: [s.n.]
Citation: THOMAZINI, Bruna Fontana. Segurança do tratamento com isotretinoína mensurado pelos parâmetros de estresse oxidativo, estrutura e ultraestrutura do fígado e intestino delgado de ratos Wistar machos = Safety of isotretinoin treatment as measured by stress oxidative parameters, structure and ultrastructure of the liver and small intestine in male Wistar rats. 2016. 1 recurso online (87 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/325754>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Thomazini_BrunaFontana_D.pdf2.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.