Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/325571
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Caracterização da leptospirose no município de Campinas, São Paulo : 2007 a 2014
Title Alternative: Caracterización de la leptospirosis en el municipio de Campinas, São Paulo : 2007 a 2014
Author: Lara, Jackeline Monsalve, 1977-
Advisor: Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo, 1973-
Abstract: Resumo: A leptospirose é uma zoonose com importância clínica, social e econômica. É epidêmica, principalmente nas áreas metropolitanas com condições inadequadas de saneamento. O objetivo do presente estudo foi analisar a distribuição da leptospirose segundo características sociodemográficas, epidemiológicas e clínicas, distribuição espacial e uso de serviços de saúde no município de Campinas/SP no período de 2007 a 2014. Foram utilizadas informações dos casos confirmados das fichas de notificação e realizada análise descritiva a partir da distribuição de frequências absolutas e relativas dos casos segundo as variáveis selecionadas. A relação entre casos confirmados autóctones (n = 264) de leptospirose e precipitação pluviométrica mensal foi verificada por meio do coeficiente de correlação de Spearman, considerando-se um nível de significância de 5%. Os casos e óbitos foram georreferenciados e analisados a partir de base cartográfica da distribuição espacial do Índice de Carência Socioambiental (ICSA) no município. O maior número de casos ocorreu em homens (76,1%) e na faixa etária de 20 a 49 anos (58,4%). Mais da metade dos casos foram hospitalizados (55,3%), prevalecendo o diagnóstico clínico-laboratorial (89,4%). Todos os casos que evoluíram para óbito (28 casos) estiveram previamente hospitalizados. Os principais sintomas da doença entre os casos notificados no período foram: mialgia (85%), cefaleia (79,2%), febre (62,5%) e prostração (59,5%). A maioria dos casos ocorreu em área urbana (74,2%) e quase metade em ambiente domiciliar (48,9%). As situações de risco mais frequentes em ordem de importância foram o local com sinal de roedores, o contato com lixo ou entulho, com terreno baldio e com lama. As maiores incidências foram verificadas em regiões classificadas com maior carência socioambiental. O estimador de densidade de Kernel evidenciou que as áreas com maior concentração de casos foram as regiões centro-sudoeste. Observou-se menor concentração na região Leste. A falta de preenchimento de alguns campos das fichas de notificação compromete a obtenção de informações limitando seu uso pela Vigilância Epidemiológica do município. A caracterização dos casos confirmados de leptospirose em Campinas no período de 2007 a 2014 e o reconhecimento das áreas georreferenciadas com maior incidência da doença podem contribuir para a adoção de estratégias específicas de intervenção e priorização de recursos para a redução dos casos e tratamento precoce de indivíduos acometidos pela doença

Abstract: Leptospirosis is a disease with important clinical, social and economic concerns. It is epidemic, mainly in metropolitan areas with inadequate sanitation conditions. The objective of this study was to analyze the distribution of leptospirosis according to sociodemographic, epidemiologic, and clinical characteristics, spatial distribution, and health service use in Campinas/SP from 2007 to 2014. It was used information from confirmed cases from the notifications tabs and descriptive analysis from the distribution of absolute and relative frequencies from the cases according to the selected variables. The relationship between the Autochthonous confirmed cases (n = 264) of leptospirosis and monthly rainfall was verified trough Spearman¿correlation coefficient considering a significance level of 5%. The cases and deaths were georeferenced on a cartographic base of the spatial distribution of the Socioenvironmental Deprivation Index in Campinas. The majority of the cases occurred in men (76.1%) and in the age range 20 to 49 years of age (58.4%). More than the half of the cases were hospitalized (55.3%), prevailing the clinical-laboratorial diagnoses (89.4%). The cases that evolved to deaths (28 cases) were hospitalized. The mainly symptoms of the disease between the reported cases were myalgia (85%), headache (79.2%), fever (62.5%), and prostration (59.5%). The majority of the cases occurred in urban areas (74.2%) and in home environments (48.9%). The most frequent risk situations in order of importance were evidence of the presence of rodents, and contact with garbage, wasteland, and mud. Most of the incidences were verified in classified regions with high deprivation. The Kernel density estimator evidenced the areas with more concentration of cases were Southwest middle regions. Less concentration was observed in the east region. The lack of filling of some items of the notification tabs affected the obtaining of information limiting their use by Epidemiological Surveillance of the municipality. The characterization of confirmed cases of leptospirosis in Campinas during the period of 2007 to 2014 and the recognition of the georreferenced areas with majority of incidence can contribute to the adoption of specific prevention strategies and prioritization of resources for the reduction of cases and early treatment of individuals affected by the disease
Subject: Leptospirose
Incidência
Fatores de risco
Estações do ano
Análise espacial
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lara_JakelineMonsalve_M.pdf2.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.