Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/325569
Type: TESE DIGITAL
Title: A gourmetização em uma sociedade desigual : um estudo sobre a diferenciação no consumo de alimentos industrializados no Brasil
Title Alternative: Gourmetization in a unequal society : a study on the consumption differentiantion of industrialized foods in Brasil
Author: Palmieri Júnior, Valter, 1985-
Advisor: Proni, Marcelo Weishaupt, 1964-
Abstract: Resumo: Na sociedade de consumo as desigualdades e diferenciações sociais se manifestam por meio do consumo de mercadorias, que funciona como uma linguagem, que comunica signos e símbolos existentes na sociedade capitalista, agrupando os indivíduos através da capacidade de manipulação dos significados construídos por meio da produção e consumo capitalistas e que tem na publicidade um importante mecanismo para veicular e difundir padrões e hábitos de consumo. Dentro desse universo do consumo, os alimentos possuem a peculiaridade de serem mercadorias que participam da construção energética, nutricional e cultural de nosso corpo, sendo por isso uma mercadoria especialmente associada à construção da identidade. Na esfera da produção, a particularidade da indústria de alimentos é lidar com a baixa elasticidade-renda dos alimentos, fazendo que seja característico para esse setor acumular valor por meio de estratégias de diferenciação de produtos e preços, utilizando a publicidade como elo entre a necessidade de ampliação do mercado e a lógica social do consumo, que é uma lógica da diferença. Isso implica em um movimento duplo que combina massificação e segmentação de mercados, o qual é observado no Brasil pelo menos desde os anos 2000, num contexto de mudanças econômicas e de estrutura social, que permitiram um maior acesso ao consumo de alimentos industrializados e impulsionaram as estratégias de diferenciação por parte dessa indústria, reforçando as desigualdades sociais existentes no País. Para cumprir com a finalidade central do presente estudo, que é analisar em conjunto as mudanças na estrutura de oferta e no padrão de consumo de alimentos no Brasil, são elaborados e analisados dados da Pesquisa de Orçamento Familiar ¿ IBGE, da Pesquisa Anual da Indústria e do Cadastro Central de Empresas ¿ IBGE, assim como informações disponibilizadas pela Associação da Indústria de Alimentos. Além disso, são apresentadas campanhas publicitárias selecionadas, que ilustram os fenômenos estudados. A conclusão geral é que: (i) no período recente, houve um aprofundamento do processo de diferenciação do consumo de alimentos no Brasil, caracterizando o que aqui foi chamado de "gourmetização"; (ii) a indústria de alimentos no Brasil reforçou estratégias de diferenciação, criando inúmeros nichos de mercado através de atributos e valores da sociedade, ampliando e hierarquizando o leque de possibilidades de cada item de consumo; e (iii) a maior segmentação de mercados é uma forma contemporânea de ampliação da desigualdade social, que se estende na esfera cultural, num contexto em que ocorreu concomitantemente uma queda da desigualdade de renda e um aumento no consumo de alimentos pelas famílias de baixa renda

Abstract: Social inequalities and differences are manifested through consumption in consumer societies. They function as a type of `language¿. This language communicates signs and symbols that exist in capitalist society, grouping individuals by their capacity to manipulate meanings that are constructed through production and consumption. Advertising serves as an important mechanism to convey and disseminate these consumption patterns and habits. Within the universe of consumption, food maintains the peculiarity of being a commodity essential for the energetic, nutritional and cultural construction of our physical body. As such, it is a commodity strongly associated with the construction of identity. In the production sphere, a particularity of the food industry is the low economic elasticity of food. Thus, accumulation of value using strategies of product differentiation and prices are characteristic of the sector. Advertising is used to create and maintain a link between the need for market expansion and the social logic of consumption, a logic of differentiation. This implies a double movement that combines the simultaneous maintenance of mass and segmentation of markets. This process has existed in Brazil at least since the early 2000s and has been developed in a context of changes to economic and social structures that have allowed greater access to the consumption of industrialized foods. Promotion of differentiation on the part of the food industry has reinforced existing social inequalities in Brazil. Data from the Family Budget Survey (IBGE), the Annual Survey of Industry, the Central Business Register (IBGE), and information provided by the Food Industry Association are all included and analyzed to fulfill the central purpose of the present study which is to analyze the changes in the supply structure and the pattern of food consumption in Brazil. In addition, selected representative advertising campaigns that illustrate these phenomena are examined. The conclusions are that: (i) in the recent period, there was a deepening of the process of differentiation of food consumption in Brazil, characterizing what has been called "gourmetization"; (Ii) the food industry in Brazil reinforced differentiation strategies, creating numerous market niches based on social attributes and values, broadening and stratifying the range of possibilities of each item of consumption; and (iii) the greater segmentation of markets is a contemporary form of deepening social inequality, extending it into the cultural sphere, in a context in which there was a concomitant drop in income inequality and an increase in food consumption by low-income families
Subject: Sociedade de consumo
Consumo de alimentos
Diferenciação de produtos
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
PalmieriJunior_Valter_D.pdf5.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.