Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/325408
Type: TESE DIGITAL
Title: As relações entre o sítio natural e a urbanização na produção dos riscos ambientais : as inundações na cidade de Anápolis (GO)
Title Alternative: The relations between the natural site and urbanization in the production of environmental risks : inundations in the city of Anápolis (GO)
Author: Santos, Kesia Rodrigues dos, 1984
Advisor: Vitte, Antonio Carlos, 1962-
Abstract: Resumo: Anápolis, localizada no estado de Goiás (Brasil), é uma cidade que apresenta grande dinamismo econômico, que historicamente está ligado a uma tradição de entreposto comercial que foi potencializada por fatores externos e internos, dentre os quais se destacam a chegada da ferrovia Goyas, a implantação da Colônia Agrícola Nacional de Goiás, as transferências da capital estadual e federal para áreas próximas a Anápolis, a implantação do Distrito Agroindustrial, dentre outros. O seu sítio natural é caracterizado por um relevo suave-ondulado e a planta urbana original de Anápolis nasceu e cresceu às margens do rio das Antas e de seus afluentes, na alta bacia hidrográfica do rio das Antas. Os tipos de solos predominantes são os Latossolos, sendo que em seu topo prevalecem cangas lateríticas, que tem a função de dar estabilidade geotécnica aos materiais, além de contribuir para a exfiltração e consequente surgimento de muitos canais perenes de drenagem que dissecam o espaço urbano de Anápolis, com os quais a população precisa conviver. O forte aumento do contingente populacional e o expressivo aumento da malha urbana de Anápolis nas últimas décadas, levou a um aumento expressivo de loteamentos tanto de alta quanto de baixa renda, e imprimiu na paisagem urbana profundas transformações na infraestrutura viária, na canalização da drenagem e na abertura de loteamentos onde as vertentes foram modificadas e as cangas lateríticas retiradas do topo do solo. Tais modificações acarretaram um aumento significativo de sedimentos que foram transportados das vertentes para as drenagens urbanas, além do aumento na quantidade de processos erosivos lineares, dinamizados principalmente na época das chuvas. Essas modificações influenciaram diretamente na intensificação e produção de inundações urbanas. Cabe ressaltar que a ocupação urbana da alta bacia desse rio iniciou-se no século XIX, se intensificou no século XX e se consolida no século XXI e que o crescimento populacional gerado pela intensa atividade econômica potencializou um crescimento expressivo da malha urbana, acarretando a ocupação de áreas de risco às inundações. Dessa forma, podemos apontar uma estreita relação entre a produção do espaço urbano e os ricos socioambientais. Considerando esse contexto, o objetivo desse trabalho foi compreender as inundações no espaço urbano de Anápolis a partir da relação indissociável travada entre a sociedade e a natureza no processo de ocupação de seu espaço urbano. Para alcançar tal objetivo foram realizadas pesquisas bibliográficas e documentais, análise de documentos cartográficos e fotografias aéreas de datas diversas, compilação de registros fotográficos da área, coleta de dados, entrevistas, dentre outros. Como resultados, em relação ao sítio natural, a ocupação ocorreu dos terraços para as vertentes até alcançar os topos, porções mais altas do relevo e as planícies foram ocupadas após a década de 1970 devido a valorização de áreas centrais e outros fatores. Em relação as inundações, as características e as propriedades do sítio urbano de Anápolis, que sob a nova lógica da urbanização e da produção das infraestruturas urbanas, acaba por entrar em colapso e cujo resultado é a geração e a intensificação de processos. Soma-se a isso as obras de infraestrutura, sejam elas por parte do estado ou da prefeitura, que ao invés de auxiliarem na prevenção, ao contrário, dinamizam e intensificam os processos que instabilizam o sítio natural e com isto gerando um ciclo vicioso no sistema ad eternum.Nesse contexto, fica evidente que o dinamismo econômico, resultado de diversos fatores, inclusive de políticas públicas, promoveu crescimento urbano e populacional, mas também problemas sociais e ambientais. Os interesses econômicos prevaleceram sobre os interesses socioambientais e como consequência vários fenômenos se intensificaram, dentre eles ocorrência de inundações e a exposição da população a esse fenômeno, ao risco

Abstract: Anápolis, located in the state of Goiás (Brazil), is a city that presents a great economic dynamism, which historically is linked to a commercial warehouse tradition that was enhanced by external and internal factors, among which the Goyas railroad, of the National Agricultural Colony of Goiás, as transfers from the state and federal capital to areas near Anápolis, implantation of the Agroindustrial District, among others. Its natural site is characterized by a soft-wavy relief and an original urban plant of Anápolis was born and grew on the banks of the river Antas and its tributaries, in the high watershed of the Antas river. The predominant types of soils are the Latosols, being that at its top prevails lateritic "cangas", which has a function of giving geotechnical stability to the materials, besides contributing to an exfiltration and consequent emergence of many perennial drainage channels that dissect the urban space of Anápolis, with which the population needs to live together. The strong increase in the population and expressive population has increased the urban wickedness of Anápolis in the last decades, led to a significant increase of both high and low income landings, and has impressed the urban landscape with profound transformations in road infrastructure, drainage canalization and the opening of lotings where as slopes were modified and as lateritic "cangas" removed from the top of the soil. Such modifications led to a significant increase of sediments that were transported from the slopes to urban drainage, in addition to the increase in the number of linear erosive process, especially during the rainy season. These changes directly influenced the intensification and production of urban inundations. It should be noted that the urban occupation of the high basin of this river began in the nineteenth century, intensified in the twentieth century and consolidated in the twenty-first century and that the population growth generated by the intense economic activity has potentiated a significant growth of the urban network, leading to occupation inundation risk areas. In this way, we can point out a close relationship between the production of the urban space and the rich socio-environmental ones. Considering this context, the objective of this academic work was to understand the inundation in the urban space of Anápolis from the inseparable relation between society and nature in the process of occupation of its urban space. To achieve this objective, bibliographical and documentary researches were carried out, cartographic documents analysis and aerial photographs of various dates, compilation of photographic records of the area, data collection, interviews, among others. As a result, in relation to the natural site, occupation occurred from the terraces to the slopes until reaching the tops, higher portions of the relief and the plains were occupied after the 1970s due to the appreciation of central areas and other factors. In relation to the inundations, the characteristics and properties of the urban site of Anápolis, which under the new logic of urbanization and the production of urban infrastructures, ends up collapsing and whose result is the generation and intensification of processes. Added to this are the infrastructure works, be they by the state or the city, which instead of aiding in prevention, instead, dynamize and intensify the processes that destabilize the natural site and thus generating a vicious cycle in the system ad eternum. In this context, it is evident that economic dynamism, the result of several factors, including public politics, has promoted urban and population growth, as well as social and environmental problems. Economic interests prevailed over socio-environmental interests and as a consequence several phenomena intensified, among them the occurrence of inundations and the exposure of the population to this phenomenon, to risk
Subject: Inundações - Anápolis (GO)
Geografia urbana
Espaço geografico
Riscos ambientais
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_KesiaRodriguesDos_D.pdf13.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.