Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/325078
Type: TESE DIGITAL
Title: Trabalho e adoecimento dos profissionais da saúde mental que atuam nos CAPS de Campinas-SP
Title Alternative: Work and illness of the mental health professionals who work in the CAPS of Campinas-SP
Author: Zanatta, Aline Bedin, 1988-
Advisor: Lucca, Sérgio Roberto de, 1957-
Abstract: Resumo: O trabalho tem importância fundamental na vida das pessoas, e cada vez mais se investe tempo e esforços para sua realização. Porém, da mesma forma que o trabalho confere dignidade e realização pessoal, também pode ser fonte de desgaste e sofrimento físico e mental. As profissões da saúde são particularmente afetadas por diversas situações de estresse e desgaste, por lidarem diariamente com pacientes vulneráveis, casos de doença e situações de tensão nas relações interpessoais e hierárquicas nas instituições de trabalho. O presente estudo tem como objetivo principal compreender o trabalho dos profissionais da saúde mental e as relações entre o processo de trabalho, a violência laboral, o enfrentamento e o adoecimento dos trabalhadores nos Centros de Atenção Psicossocial-CAPS do município de Campinas-SP. O interesse pelo estudo dos profissionais dos CAPS ocorreu pelo histórico e importância inovadora da rede de saúde mental do município de Campinas. Além disso, são escassos os estudos brasileiros dos trabalhadores da saúde mental. Desta forma, este estudo permitirá conhecer e propor melhorias nas condições de trabalho destes trabalhadores. O estudo utilizou um método misto, combinando métodos quantitativos e qualitativos na coleta e análise de dados, com o objetivo de compreender melhor o universo analisado. A primeira fase do desenho foi o estudo epidemiológico de caráter exploratório e descritivo com delineamento transversal e abordagem quantitativa, a fim de identificar a violência laboral, as estratégias de Coping, adotados pelos profissionais, e a síndrome de Burnout, bem como suas dimensões. Os questionários quantitativos incluíram instrumentos validados que foram respondidos pelos profissionais de saúde atuantes dos CAPS, através de respostas de autopreenchimento na escala Likert. Os dados quantitativos coletados foram analisados através de estatísticas descritivas e analíticas. A segunda fase da pesquisa apresentou um delineamento qualitativo com objetivo de complementar e aprofundar as situações críticas apontadas no estudo quantitativo. Foram realizadas entrevistas em profundidade com os gestores dos 11 CAPS estudados da região de Campinas-SP. Como resultado, evidenciou-se um grande número de profissionais da saúde mental com sofrimento mental, caracterizado pela síndrome de Burnout e suas dimensões, associados a estratégias de enfrentamento do estresse pouco eficazes e pela alta prevalência das violências laborais. Além disso, percebeu-se que as principais associações encontradas estão relacionadas com questões subjetivas relacionadas à forma como o trabalhador avalia e sente seu trabalho, principalmente no que diz respeito à valorização, satisfação pessoal e apoio dos colegas

Abstract: Work is of fundamental importance in people's lives, and more and more time and effort are invested to achieve and realize it. However, just as work confers dignity and personal fulfillment, it can also be a source of wear and tear, physical and mental suffering. The health professions are particularly affected by various situations of stress and attrition, dealing daily with vulnerable patients, situations of illness and tension in the interpersonal and hierarchical relations in the work institutions. This study has as main objective to understand the work of mental health professionals and the relationships between work process, labor violence, Coping and sickness of workers in the Psychosocial Care Centers-CAPS of the city of Campinas-SP. The interest for the study of the CAPS professionals was due to the history and innovative importance of the mental health network in the city of Campinas. In addition, Brazilian studies of mental health workers are scarce. This study will allow to know and propose improvements in the working conditions of these workers. The study used a mixed method, combining quantitative and qualitative methods in data collection and analysis, in order to better understand the analyzed universe. The first phase of the design was the exploratory and descriptive epidemiological study with a cross - sectional design and quantitative approach, in order to identify the occupational violence and Coping strategies adopted by professionals, and to identify Burnout syndrome and its dimensions. Quantitative questionnaires included validated instruments that were answered by CAPS health professionals through self-completion responses with a Likert scale. The quantitative data collected were analyzed through descriptive and analytical statistics. The second phase of the research presented a qualitative design aiming to complement and deepen the critical situations pointed out in the quantitative study. In-depth interviews were conducted with the managers of the 11 CAPS. As a result, a large number of mental health professionals with mental suffering, characterized by Burnout syndrome and its dimensions, associated with ineffective stress Coping strategies and the high prevalence of labor violence were evidenced. In addition, it was noticed that the main associations found are related to subjective questions related to the way the worker evaluates and feels his work, mainly in relation to the valorization, personal satisfaction and support of the colleagues
Subject: Esgotamento profissional
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Zanatta_AlineBedin_D.pdf1.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.