Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/325056
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Emergência da fórmula discursiva flexibilização : gênese e desdobramentos
Title Alternative: Emergence of the discursive formula flexibilization : genesis and unfolding
Author: Quartarolla, Adriana Aparecida, 1966-
Advisor: Possenti, Sírio, 1947-
Abstract: Resumo: Ao longo das décadas de 1990 e 2000, um novo significante ganha relevância e destaque nos discursos midiáticos e especializados (econômico e jurídico) brasileiros: trata-se da palavra "flexibilização", cuja circulação nos espaços públicos passa a ser intensa. Tendo como fundamento teórico a noção de fórmula (KRIEG-PLANQUE, 2003, 2010) e fundamento metodológico a unidade de análise denominada percurso (MAINGUENEAU, 2008b), esta tese acompanha a trajetória da fórmula flexibilização em um corpus extenso e capta a maneira pela qual ela, sob determinadas condições de produção sócio históricas, torna-se um objeto discursivo que cristaliza temas sociopolíticos e se apresenta como um ponto nevrálgico na dinâmica histórica, um lugar de polêmicas e de disputa pelos sentidos. Pelo modo como os locutores empregam mecanismos linguístico-discursivos para atribuir sentido à palavra "flexibilização" (e suas variantes morfológicas), que dá suporte material à formula flexibilização - mecanismos de paráfrase e sinonímia, relativas, negação - identificamos sua gênese: a fórmula flexibilização participa crucialmente da constituição do discurso neoliberal porque fundada no simulacro (MAINGUENEAU, 2008b) que o discurso neoliberal faz do seu Outro: o discurso que denominamos "keynesiano"

Abstract: Throughout the 1990s and 2000s, a new significant gains relevance and prominence in Brazil's media and specialized (economic and legal) discourses: it is the word "flexibilization", whose circulation in public spaces becomes intense. Based on the notion of formula (KRIEG-PLANQUE, 2003, 2010) and the methodological foundation of the unit of analysis called the course (MAINGUENEAU, 2008b), this thesis follows the trajectory of the flexibilization formula in an extensive corpus and captures the way in which under certain conditions of socio-historical production, it becomes a discursive object that crystallizes sociopolitical themes and presents itself as a neuralgic point in the historical dynamics, a place of controversy and dispute over the senses. By the way the speakers use linguistic-discursive mechanisms to assign meaning to the word "flexibilization" (and its morphological variants), which gives material support to the flexibilization formula - paraphrase and synonymy mechanisms, relative, negation - we identify its genesis: the flexibilization formula participates crucially in the constitution of neoliberal discourse because founded on the simulacrum (MAINGUENEAU, 2008b) that the neoliberal discourse does of its Other: the discourse that we denominate of Keynesian
Subject: Discursos brasileiros
Neoliberalismo - Discursos, alocuções, etc
Flexibilização (A palavra)
Fórmulas (Linguística)
Análise do discurso
Sociolinguística
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Quartarolla_AdrianaAparecida_D.pdf2.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.