Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/325028
Type: TESE DIGITAL
Title: Relação entre a atividade da anidrase carbônica VI, alfa-amilase salivar, capacidade tampão, fluxo salivar e cárie dental em crianças = Relationship among salivary carbonic anhydrase VI activity, alpha-salivary amylase, buffering capacity, salivary flow rate and dental caries in children
Title Alternative: Relationship among salivary carbonic anhydrase VI activity, alpha-salivary amylase, buffering capacity, salivary flow rate and dental caries in children
Author: Souza, Thayse Rodrigues de, 1987-
Advisor: Nobre dos Santos, Marines, 1956-
Uchoa, Marines Nobre dos Santos
Abstract: Resumo: As enzimas anidrase carbônica VI (AC VI) e ?-amilase estão presentes na saliva. AC VI é responsável por catalisar a principal reação tamponante da cavidade bucal. A enzima ?-amilase é responsável pela formação da película, biofilme e no metabolismo do amido. Não há relatos na literatura que tenham investigado longitudinalmente a relação entre a AC VI e cárie dental ou transversalmente a atividade de ?-amilase logo após um desafio cariogênico. A tese foi apresentada em dois Capítulos. Os objetivos do Capítulo 1 foram: Determinar o fluxo salivar estimulado (FSE), capacidade tampão (CT) e a atividade de AC VI na saliva de crianças com cárie e livres de cáries antes e após o bochecho com solução de sacarose a 20% e investigar a relação entre essas variáveis e a cárie dental longitudinalmente após um ano e no Capítulo 2: Investigar a atividade de ?-amilase na saliva de crianças com cárie e livres de cáries antes e após o bochecho com uma solução de sacarose a 20% e sua relação com FSE, CT e a cárie dental transversalmente. No Capítulo 1 foram alocadas 47 crianças de 48 a 78 meses de idade, divididos em três grupos após cálculo do incremento de cárie após um ano: grupo livre de cárie (LC, n=10), grupo com cárie (C, n=20) e grupo de cárie paralisada (CP, n=17). No Capítulo 2, 38 crianças de 48 a 77 meses de idade, divididas em dois grupos: com cárie (C, n=20) e livres de cárie (LC, n=18). A atividade da AC VI foi quantificada por zimografia. O FSE foi expresso em mL/min. A CT foi medida pelo método de Ericsson por meio de um eletrodo de pH conectado a um peagâmetro. A análise de ?-amilase foi realizada por ensaio enzimático. Os dados de AC VI foram submetidos ao teste de Wilcoxon e Kruskall-Wallis para comparações pareadas dos valores antes e depois do bochecho e comparação entre grupos respectivamente. Os dados de FSE e CT foram submetidos aos testes acima mencionados nos dois Capítulos. Os dados da atividade de ?-amilase foram submetidos aos testes T de Student pareado e independente. Foi realizado também análise de correlação de Spearman (?=0.05). Os resultados do Capítulo 1 mostraram que a atividade de AC VI apresentou um decréscimo significativo após o bochecho nos grupos LC no baseline e após um ano e no grupo CP somente após um ano (p= 0.037, p=0.028 e p=0.027, respectivamente). Não se observou mudanças na atividade de AC VI no grupo CL antes e depois do bochecho nos dois períodos do estudo. A atividade de AC VI antes do bochecho no baseline exibiu correlação negativa significativa como índice de cárie no baseline antes e depois do bochecho e após um ano antes do bochecho no grupo C (r=-0.609, p=0.004 e r=-0.516, p=0,020, r= -0.545, p=0.013, respectivamente). Uma correlação negativa significativa foi encontrada entre o índice de cárie nos dois tempos do estudo e CT após o bochecho após um ano (r=-0.345, p=0.017 e r=-0.303, p=0.038, respectivamente). Os resultados do Capítulo 2 mostraram que o grupo C exibiu um aumento significativo na atividade de ?-amilase após o bochecho diferindo significativamente do grupo LC (p=0.024 e p=0.019). Observou-se nos dois Capítulos aumento do FSE após o bochecho e diminuição dos valores de CT após o bochecho com sacarose. Conclui-se que a atividade de AC VI exerce possível participação no controle de pH bucal após um desafio cariogênico, principalmente em crianças com cárie. Sugere-se ainda, uma possível participação da ?-amilase como facilitadora do processo de cárie devido ao aumento de sua atividade quando as crianças com cárie foram submetidas a um desafio cariogênico

Abstract: The carbonic anhydrase VI (CAVI) and ?-amylase (SAA) enzymes are present in saliva. AC VI is responsible for catalyzing the main reaction buffering the oral cavity. SAA is associated with the pellicle and biofilms formation and starch metabolism. There are no reports in the literature that have longitudinally investigated the relationship between AC VI and dental caries and a cross-sectional study to investigate the SAA activity after a cariogenic challenge. The objectives of the Chapter 1 of this thesis were: Determine the stimulated salivary flow (SSFR), buffer capacity (BC) and CA VI activity in the saliva of children with caries and caries-free before and after rinsing with a sucrose solution to 20% and to investigate the relationship of these variables with dental caries in a longitudinal study of one year of follow-up. And of the Chapter 2: Investigate the SAA activity in saliva of children with caries and caries-free before and after rinsing with a sucrose solution at 20% and its relationship with SSFR, BC and dental caries in a cross-sectional study. Were allocated to the study of Chapter 1 47 children 48-78 months age, divided into three groups after calculation of caries increment after one year: caries free group (CF), caries lesion group (CL) and arrestment caries group (AC). And in Chapter 2, 38 children aging 48-77 months old, divided into two groups: caries lesion group (CL) and caries free group (CF). The activity of CA VI was quantified by zymography. The SSFR was expressed in mL/min. The BC was measured by Ericsson¿s method. The SAA activity was analyzed by the enzyme kinetic assay. Wilcoxon test and the Kruskal-Wallis test for paired comparisons of the values of CAVI before and after the rinses and comparison between groups respectively. To SSFR and BC data were employed the tests mentioned above in the two Chapters. The Student t test paired and independent were employed to the SAA data. It was also performed Spearman correlation analysis (? = 0.05). The results of chapter 1 show that CA VI activity significantly decreased after the cariogenic challenge at the CF group in baseline and follow-up and at AC group only at the follow-up (p= 0.037, p=0.028 e p=0.027, respectively). No change in CA VI activity was found at the two periods of the study in CL group. Salivary CA VI activity before rinse at the baseline shows also a negative correlation with dental caries at the baseline before and after rinse and at the follow-up before the rinse in the CL group (r=-0.609, p=0.004 e r=-0.516, p=0,020, r= -0.545, p=0.013, respectively). A negative correlation was found between dental caries at baseline as well at follow-up and BC after rinse at follow-up (r=-0.345, p=0.017 e r=-0.303, p=0.038 respectively). The results of Chapter 2 shows that the CL group exhibited a significant increase on SAA activity after rinse (p=0.001), and significantly differed from CF group (p=0.033). The results of the two Chapters show a significant increase and decrease of SSFR and BC respectively after the sucrose rinse solution in both groups. It is concluded that the AC VI activity possible participates on the oral pH control after a cariogenic challenge, particularly in children with caries. It is also suggested possible involvement of SAA as a facilitator of the decay process due to the increase of its activity when the children were submitted to a cariogenic challenge in the group of children with caries
Subject: Anidrases carbônicas
Alfa-amilase
Saliva
Cárie dentária
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_ThayseRodriguesDe_D.pdf2.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.