Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/324980
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Política fiscal e crescimento econômico : uma análise do período de metas de inflação no Brasil
Title Alternative: Fiscal policy and economic growth : an assessment of the inflation targeting regime in Brazil
Author: Cattan, Rafael Souto de Oliveira, 1990-
Advisor: Biasoto Junior, Geraldo, 1961-
Abstract: Resumo: Este trabalho tem como objetivo analisar a relação entre a política fiscal e o crescimento econômico no Brasil durante o regime de metas de inflação e superávit primário. Procurou-se demonstrar que o escopo de atuação da política macroeconômica no país, desde 1999, é influenciada pelo "Novo Consenso Macroeconômico", paradigma teórico constituído na década de 1990 e influente até os dias de hoje. Mostrou-se, além disso, que este "consenso" está relacionado à teoria neoclássica do crescimento, em que a demanda agregada e, portanto, a política fiscal, tem papel limitado no crescimento econômico de longo prazo. Alternativamente, demonstra-se que as políticas econômicas têm papel diferenciado nos modelos de crescimento liderados pela demanda. Para tanto, a partir de um modelo VAR estrutural (SVAR), avaliou-se a relação entre a política fiscal e o crescimento econômico no Brasil entre 2002 e 2016, a partir de hipóteses de um modelo de crescimento onde a demanda e a política econômica têm papel determinante nas variações do produto de longo-prazo. Os resultados encontrados indicam uma relação positiva entre as variáveis de gasto e a dinâmica do produto, mesmo que de forma diferenciada. Evidências de uma relação positiva entre tributação e PIB também foram encontradas ainda que de baixa magnitude, enquanto a dívida pública mostrou-se pouco relacionada à dinâmica do produto. Estes resultados dão suporte aos resultados esperados pelo modelo testado, e, portanto, questionam a capacidade do regime macroeconômico implementado no Brasil de estimular o crescimento da renda

Abstract: The aim of this work is to analyze the relation between fiscal policy and economic growth in Brazil during its inflation targeting and public primary surplus macroeconomic regime. It has been demonstrated that the macroeconomic policy scope, implemented in Brazil since 1999, has been influenced by the "New Macroeconomic Consensus", a theoretical paradigm developed during the 1990¿s and influential until today. It is shown that this "consensus" is related to the neoclassical growth theory, where aggregate demand and thus, fiscal policy, has no role on the long term economic growth. Alternatively, it is demonstrated that economic policy may have an important role on demand-led growth theories. For that purpose, it has been estimated a Structural Vector Autoregressive Model (SVAR), in order to analyze the relation between fiscal policy and economic growth in Brazil from 2002 until 2016. Hypotheses from a demand-led growth model have been tested, and evidence were found in favor of a positive relation between spending variables and GDP dynamics. It has been found, additionally, a positive but weak relation between growth and government revenues, while the net public debt shows no role in the aggregate product variations. The evidence found are in accordance with the demand-led growth model, and, therefore, questions the "New Macroeconomic Consensus" policy regime capacity at stimulating economic growth
Subject: Política econômica
Crescimento econômico
Series temporais
Economia - Brasil
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cattan_RafaelSoutoDeOliveira_M.pdf2.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.