Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/324644
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.contributor.authorunicampBarbosa, Regina Mariapt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.titleTrajetórias De Mulheres Vivendo Com Hiv/aids No Brasil: Avanços E Permanências Da Resposta à Epidemiaen
dc.titleTrajetórias de mulheres vivendo com HIV/aids no Brasil: avanços e permanências da resposta à epidemiapt_BR
dc.title.alternativeTrajectories of women living with HIV/AIDS in Brazil: progress and permanence of the response to the epidemicpt_BR
dc.contributor.authorVillela, Wilza Vieirapt_BR
dc.contributor.authorBarbosa, Regina Mariapt_BR
unicamp.authorUniversidade Estadual de Campinas, Campinas SP, Brasilpt_BR
unicamp.author.externalUniversidade Federal de São Paulo Departamento de Medicina Preventiva, São Paulo SP, Brasilpt_BR
dc.subjectTrajetóriasen
dc.subjectSaúdeen
dc.subjectGêneroen
dc.subjectMulheresen
dc.subjectHiv/aidsen
dc.subjectTrajectoriesen
dc.subjectHealthen
dc.subjectGenderen
dc.subjectWomenen
dc.subjectHiv/aidsen
dc.subjectTrajetóriaspt_BR
dc.subjectSaúdept_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subject.otherlanguageTrajectoriespt_BR
dc.subject.otherlanguageHealthpt_BR
dc.subject.otherlanguageGenderpt_BR
dc.description.abstractEste artigo analisa as trajetórias de 85 mulheres vivendo com HIV/aids em seis cidades brasileiras, Belém, São Paulo, Ribeirão Preto, Goiânia, Recife e Pelotas, visando apreender suas experiências de vida antes e depois da infecção. Utiliza como material empírico entrevistas em profundidade realizadas em 2009 com mulheres com tempo de diagnóstico entre 1 e 20 anos. Os resultados mostram um perfil de limitado acesso à escola, serviços de saúde e mercado de trabalho, e forte presença de violência. O motivo de realização do diagnóstico varia ao longo do tempo, com aumento da testagem no pré-natal; entretanto, os contextos de infecção parecem não se alterar. O diagnóstico determina mudanças na vida de algumas mulheres, mas a sua inserção social, laboral e as decisões relativas à vida amorosa, sexual e reprodutiva parecem responder às suas demandas imediatas. O modo de lidar com o diagnóstico e os apoios recebidos influenciam o convívio com o HIV. Estes resultados mostram a necessidade de ações de prevenção e diagnóstico não restritas a gestantes, mesmo num contexto de epidemia concentrada. Estudos que adotem uma perspectiva biográfica podem contribuir para ações de prevenção ou construção da vida com o HIV/aids adequadas aos diferentes momentos das trajetórias das mulheres.en
dc.description.abstractEste artigo analisa as trajetórias de 85 mulheres vivendo com HIV/aids em seis cidades brasileiras, Belém, São Paulo, Ribeirão Preto, Goiânia, Recife e Pelotas, visando apreender suas experiências de vida antes e depois da infecção. Utiliza como materialpt_BR
dc.relation.ispartofCiência e saúde coletivapt_BR
dc.relation.ispartofabbreviationCiênc. saúde colet.pt_BR
dc.publisher.cityRio de Janeiro, RJpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisherAssociação Brasileira de Pós - Graduação em Saúde Coletivapt_BR
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.citationCiência & Saúde Coletiva. Abrasco - Associação Brasileira De Saúde Coletiva, v. 22, n. 1, p. 87 - 96pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.description.volume22pt_BR
dc.description.issuenumber1pt_BR
dc.description.firstpage87pt_BR
dc.description.lastpage96pt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.rightsAbertopt_br
dc.sourceSCIELOpt_BR
dc.identifier.issn1413-8123pt_BR
dc.identifier.eissn1678-4561pt_BR
dc.identifier.idScieloS1413-81232017000100087pt_BR
dc.identifier.doi10.1590/1413-81232017221.14222016pt_BR
dc.identifier.urlhttps://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232017000100087&script=sci_abstractpt_BR
dc.description.sponsorshipsem informaçãopt_BR
dc.description.sponsordocumentnumbersem informaçãopt_BR
dc.date.available2017-08-30T17:36:56Z-
dc.date.accessioned2017-08-30T17:36:56Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-08-30T17:36:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 S1413-81232017000100087.pdf: 195715 bytes, checksum: e679ac437739c14a47567703a657e55d (MD5) Previous issue date: 2017 Bitstreams deleted on 2020-11-19T18:10:32Z: S1413-81232017000100087.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2021-01-05T17:57:28Z : No. of bitstreams: 1 S1413-81232017000100087.pdf: 189819 bytes, checksum: 083db8f9419fe955c9d33cdad0c04a33 (MD5)en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/324644-
dc.contributor.departmentsem informaçãopt_BR
dc.contributor.unidadeNúcleo de Estudos de Populaçãopt_BR
dc.description.abstractalternativeThis article analyzes the trajectories of 85 women living with HIV/AIDS in six Brazilian cities: Belém, São Paulo, Ribeirão Preto, Goiânia, Recife and Pelotas, to understand some specific aspects of their experiences before and after diagnosis. It is basept_BR
dc.identifier.sourceS1413-81232017000100087pt_BR
dc.creator.orcidsem informaçãopt_BR
dc.type.formArtigo originalpt_BR
Appears in Collections:Nepo - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File SizeFormat 
S1413-81232017000100087.pdf185.37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.