Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/32462
Type: Artigo de periódico
Title: Vulnerabilidade socioambiental na metrópole paulistana: uma análise sociodemográfica das situações de sobreposição espacial de problemas e riscos sociais e ambientais
Title Alternative: Socio-environmental vulnerability in the Metropolis of São Paulo, Brazil: a socio-demographic analysis of spatial coexistence of social and environmental risks and problems
Author: Alves, Humberto Prates da Fonseca
Abstract: The objective of this article is to identify and analyze population groups living in situations of socio-environmental vulnerability in São Paulo, by constructing environmental indicators on a disaggregated scale. We define socio-environmental vulnerability as the spatial coexistence of high social vulnerability together with areas of environmental risk and deterioration. The methodology is based on a Geographical Information System (GIS) that provides information on the network of waterways and the layers of the census tracts in the municipality of São Paulo. We first identify the census tracts that show high social vulnerability, using a Social Vulnerability Map (CEM-CEBRAP / SAS-PMSP, 2004). Next we select the census tracts that are near watercourses, have low sewage treatment, and are near areas with high environmental vulnerability. The results show significant differences in socioeconomic and demographic conditions among the various categories of environmental vulnerability.
Este trabalho procura identificar e caracterizar populações em situação de vulnerabilidade socioambiental em São Paulo, através da construção de indicadores ambientais, em escala desagregada (setores censitários do IBGE). A vulnerabilidade socioambiental está sendo definida como a coexistência ou sobreposição espacial entre grupos populacionais muito pobres e com alta privação (vulnerabilidade social) e áreas de risco ou degradação ambiental (vulnerabilidade ambiental). A metodologia baseia-se na construção de um Sistema de Informação Geográfica (SIG), em que se sobrepõe a cartografia da rede hidrográfica à malha dos setores censitários do município de São Paulo (censo 2000). Inicialmente, identificam-se os setores classificados como de alta vulnerabilidade social pelo Mapa da vulnerabilidade social da população da cidade de São Paulo (CEM-CEBRAP/SAS-PMSP, 2004). Posteriormente, os setores localizados às margens de cursos d´água e com baixa cobertura de esgoto são considerados proxy de áreas com alta vulnerabilidade ambiental. Os resultados mostram que, no interior do grupo de setores censitários de alta vulnerabilidade social, existem grandes diferenças nas condições socioeconômicas e demográficas, relacionadas às diversas categorias de vulnerabilidade ambiental.
Subject: Vulnerabilidade socioambiental
Risco ambiental
Indicadores socioambientais
Vulnerabilidade social
Metrópole de São Paulo
Populações em situação de risco
Geoprocessamento
Socio-environmental vulnerability
Environmental risk
Socio-environmental indicators
Social vulnerability
Metropolis of São Paulo
Population groups at risk
Geographic information systems
Editor: Associação Brasileira de Estudos Populacionais
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-30982006000100004
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-30982006000100004
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-30982006000100004
Date Issue: 1-Jun-2006
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-30982006000100004.pdf1.79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.