Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/324334
Type: TESE DIGITAL
Title: Identificação e caracterização de desequilíbrios genômicos em indivíduos com hipótese diagnóstica de síndrome de deleção 22q11.2
Title Alternative: Investigation and characterization of genomic imbalances in individuals with 22q11.2 deletion syndrome clinical suspicion
Author: Copelli, Matheus de Mello, 1990-
Advisor: Lopes, Vera Lúcia Gil da Silva, 1967-
Abstract: Resumo: A síndrome de deleção 22q11.2 (S. Del 22q11.2) representa a microdeleção mais comum na espécie humana, com prevalência de 1/4000 -1/5000 nascidos vivos. O quadro clínico é heterogêneo, e os principais sinais incluem defeitos cardíacos congênitos (DCC) principalmente conotruncais, anomalias palatais, hipocalcemia, deficiência imunológica, dificuldade de aprendizagem, atraso no desenvolvimento e manifestações psiquiátricas. Diferentes métodos laboratoriais são utilizados para detectar a deleção. Devido à grande heterogeneidade clínica, em uma porcentagem significativa dos pacientes com essa hipótese diagnóstica, a deleção em 22q11.2 não é detectada após a triagem por FISH (Fluorescence in situ Hybridization) ou MLPA (Multiplex Ligation-dependent Probe Amplification). O objetivo desse trabalho foi identificar e caracterizar desequilíbrios genômicos em pacientes com hipótese diagnóstica de S. Del 22q11.2. Todos os indivíduos foram investigados por meio da técnica de Hibridação genômica em arrays (aGH), utilizando o chips CytoScan HD e 750K (Affymetrix). Para a caracterização dos pontos de quebra, correlação genótipo-fenótipo e investigação de outras CNVs (Copy Number Variations) no genoma, foram incluídos 27 indivíduos com deleção em 22q11.2. Para a identificação de desequilíbrios genômicos em outras regiões, foram incluídos 32 indivíduos previamente testados pelas técnicas de FISH e/ou MLPA, sem deleção em 22q11.2. Entre os indivíduos com deleção em 22q11.2, os pontos de quebra proximais variaram entre as posições genômicas 18.644.790 a 18.916.842 (hg19 - 272 kb ¿ quatro genes) e os pontos de quebra distais variaram entre as posições genômicas 21.465.659 a 21.915.509 (hg 19 - 449 kb ¿ nove genes) e além disso, foram identificadas outras 794 CNVs no genoma de todos os indivíduos, sendo 237 duplicações e 557 deleções. Entre os 32 indivíduos sem deleção em 22q11.2, foram encontrados desequilíbrios genômicos patogênicos em quatro indivíduos (12,5%) e variantes de significado incerto em outros quatro indivíduos (12,5%). A investigação por aGH permitiu a determinação dos pontos de quebra nos casos com deleção em 22q11.2, além da definição diagnóstica em quatro indivíduos. Ainda, reforçou o papel da investigação de genitores e da necessidade de diferentes técnicas laboratoriais para a elucidação diagnóstica de desequilíbrios genômicos

Abstract: The 22q11.2 deletion syndrome (22q11.2 DS) is the most common microdeletion in humans, with an incidence of 1/4000 ¿ 1/5000 live births. The clinical phenotype is highly heterogeneous, but commonly includes conotruncal cardiac defects, palatal abnormalities, hypocalcemia, imunnodeficiency, learning disabilities, developmental delay and psychiatrics disorders. Different methods are used for deletion screening of patients with 22q11.2 DS clinical suspicion. However, due to heteronegenous phenotype, many patients do not show 22q11.2 deletion after screening with FISH (Fluorescence in situ Hybridization) and/or MLPA (Multiplex Ligation-dependent probe Amplification). The aim of this study was to investigate and characterize genomic imbalances in patients with 22q11.2 DS clinical suspicion. Genomic imbalances screening was performed by array Genomic Hybridization (aGH) (CytoScan chip HD / 750K, Affymetrix). To investigate proximal/distal breakpoints, genotype-phenotype correlation and other CNVs throughout the whole genome, 27 individuals with 22q11.2 DS were included. Genomic imbalances were investigated in 32 patients with clinical suspicion, but without 22q11.2 deletion. Among the 27 individuals with 22q11.2 DS, aGH showed proximal breakpoints ranging from 18.644.790 ¿ 28.916.842 genomic positions (hg19 - 272 kb ¿ four genes) and distal breakpoints ranging from 21.465.659 ¿ 21.915.509 genomic positions (hg19 - 449 kb ¿ nine genes). In addition, 794 CNVs were identified throughout the genome (237 duplications and 557 deletions). Among the 32 individuals without 22q11.2 deletion, four individuals (12,5%) showed pathogenic genomic imbalances and four (12,5%) showed variants of uncertain significance (VOUS). This strategy allowed the breakpoints mapping of individuals with 22q11.2 deletion, besides diagnostic conclusion for four individuals. Also, reinforces the need for investigation of the patient¿s parents and the need to use distinct laboratorial techniques to elucidate genomic imbalances
Subject: Síndrome da deleção 22q11
Hibridização genômica comparativa
Variações do número de cópias de DNA
Desequilíbrios genômicos
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Copelli_MatheusDeMello_M.pdf3.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.