Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/324282
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: O problema da interação substancial em Descartes
Title Alternative: The problem of substantial interaction in Descartes
Author: Cantelle, Lilian, 1985-
Advisor: Custódio, Márcio Augusto Damin, 1970-
Abstract: Resumo: A interação substancial é, ainda hoje, considerada um problema dentro do sistema cartesiano. Assim, nosso objetivo é compreender a interação em termos de sensações entre os estados corporais e a correlação com as ideias sensoriais. Sobre a interação substancial, é necessário delimitar que o tratamento desse problema permite duas abordagens diferentes: a primeira refere-se à questão da inteligibilidade, ou seja, refere-se à possibilidade de compreender a interação por meio de seus próprios termos; a segunda diz sobre a interação de fato, e essa questão está intimamente relacionada à circunstância na qual o corpo e a alma interagem na realidade. Sobre a primeira abordagem, a intenção é saber se a noção da interação corpo-alma é, de alguma forma, inteligível em seus próprios termos. Trata-se de saber se a inteligibilidade da interação substancial exige, ou não, uma explicação que precisa recorrer aos termos de uma variedade distinta de interação causal. A segunda abordagem, que deve ser precisamente diferenciada da primeira, trata-se de saber se o corpo e a alma, efetivamente, interagem um com o outro. Dada essa delimitação, neste trabalho, pretendemos abordar a questão da inteligibilidade por meio de duas linhas investigativas: a noção do princípio de causalidade e a ocasionalista. O princípio de causalidade defende que os movimentos cerebrais causam as sensações na alma, ou seja, que os corpos apresentam uma faculdade ativa que é capaz de produzir tais ideias. Segundo a teoria ocasionalista, os movimentos cerebrais dão ocasião para que a alma sinta (tenha ideias sensoriais), pois todas as mudanças que ocorrem no mundo são dadas diretamente por Deus

Abstract: The substantial interaction is considered, until today, a problem inside the Cartesian system. Therefore our objective is to understand the interaction in terms of sensations between the corporal states and the correlation with the sensory ideas. About the substantial interaction, it is necessary to delimit that the treatment of this problem allows two different approaches: the first refers to the question of the intelligibility, that is, refers to the possibility of understanding the interaction by means of its own terms; the second states about the interaction indeed, and the question is deeply related to the circumstances in which the body and the soul interact in reality. About the first approach, the intention is to know if the notion of the body and soul interaction is somehow intelligible in its own terms. It is about knowing if the intelligibility of the substantial interaction requires, or not, an explanation that needs to resort to terms of a distinct variety of casual interaction. The second approach, that needs to be precisely distinguished from the first one, it¿s about knowing if the body and the soul effectively interact with each other. Given this delimitation, in this work we intend to approach the question of intelligibility by means of two research lines: the notion of the causality principal and the occasionalist. The causality principal defends that the movements of the brain cause the sensations of the soul, that is, the bodies present an active faculty that is capable of producing such ideas. According to the occasionalist theory, the movements of the brain allow the soul to feel (to have sensorial ideas), because all the changes that happen in the world are given directly by God
Subject: Descartes, René, 1596-1650
Corpo e alma (Filosofia)
Sentidos e sensações
Causalidade
Ocasionalismo
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cantelle_Lilian_D.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.