Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322681
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação do sistema fotoiniciador e agentes redutores quanto à eficiência de cura e estabilidade de cor de resinas compostas experimentais fotoatividas por LEDs com diferentes comprimentos de onda = Influence of photoinitiator system and reducing agent on cure efficiency and color stability of experimental resin-based composites using different LED wavelengths
Title Alternative: Influence of photoinitiator system and reducing agent on cure efficiency and color stability of experimental resin-based composites using different LED wavelengths
Author: Oliveira, Dayane Carvalho Ramos Salles de, 1987-
Advisor: Sinhoreti, Mário Alexandre Coelho, 1969-
Abstract: Resumo: O objetivo neste estudo foi avaliar o efeito de fotoiniciadores e agentes redutores na eficiência de cura e estabilidade de cor de compósitos experimentais fotoativadas por diodos emissores de luz (LEDs) com diferentes comprimentos de onda. Para tanto, esse estudo foi realizado em duas partes. Na primeira, a substituição total do sistema convencional à base de canforquinona (CQ) por fotoiniciadores alternativos foi avaliada utilizando-se fenil-propanodiona (PPD), óxido mono-alquil fosfínico (TPO) e óxido bis-alquil fosfínico (BAPO). Para o sistema convencional (CQ), diferentes agentes redutores foram testados: dimetil aminoetil metacrilato (DMAEMA), 4-dimetilamino benzoato (EDAB) e álcool dimetilamino feniletílico (DMPOH). Na segunda parte, substituições parciais foram testadas utilizando-se combinações com 75/25, 50/50 e 25/75 mol% de CQ para TPO. Para fotoativação, foram utilizados LEDs com emissão de comprimentos de onda azul (420-495 nm), e/ou azul e violeta (380-495 nm). A eficiência de cura foi avaliada por meio de espectroscopia em infravermelho com transformada de Fourier e a cor e estabilidade de cor por meio de espectrofotometria. A estabilidade de cor foi analisada antes e após a fotoativação e após envelhecimento artificial acelerado. Adicionalmente, a transmissão de luz foi avaliada para explicar os resultados de eficiência de cura em profundidade. Todos os dados foram analisados pela ANOVA e teste de Tukey para comparações múltiplas (?=0,05). Testes de regressão também foram utilizados. Na primeira parte do estudo foi verificado que os compósitos contendo CQ apresentaram maior alteração de cor após a fotoativação. Entretanto, essa alteração de cor ocorreu principalmente dentro do eixo azul-amarelo. Assim, após a fotoativação, houve uma redução no grau de amarelo. Quanto à transmissão de luz, foi observado que apesar da menor transmissão de luz pelos compósitos contendo CQ em comparação aos contendo fotoiniciadores alternativos, maior alteração na transmissão de luz ocorreu durante a polimerização. Consequentemente, os compósitos contendo CQ apresentaram maior transmissão de luz após fotoativação. Forte correlação foi encontrada entre a alteração de cor do compósito durante a cura e alteração na transmissão de luz. Devido aos resultados não favoráveis com o PPD, este foi excluído dos demais testes no estudo. Quanto à estabilidade de cor, os compósitos contendo óxidos fosfínicos apresentaram maior alteração de cor em comparação as diferentes formulações contendo CQ. A formulação com menor alteração de cor foi CQ/DMPOH. Entretanto, os compósitos contendo CQ tornaram-se mais amarelos, enquanto que, os materiais contendo BAPO ou TPO, mais brancos e menos amarelos após o envelhecimento. Na segunda parte, foi verificado que para materiais contendo CQ e TPO, maiores percentuais do óxido fosfínico reduziram amarelamento e alteração de cor do compósito, tanto após a fotoativação como ao longo do tempo. Entretanto, a substituição da CQ a partir de 75 mol% provocou redução do grau de conversão. Desta forma, foi possível concluir que a substituição total da CQ por óxidos fosfínicos não parece ser a solução mais adequada para compósitos, podendo, ainda, prejudicar a eficiência de cura em profundidade. Já a substituição parcial da CQ por óxidos fosfínicos, pode melhorar a estabilidade de cor sem prejudicar a polimerização em profundidade

Abstract: The aim of this study was to evaluate the effect of photoinitiators and reducing agents on cure efficiency and color stability of resin-based composites using different LED wavelengths. Then, this study was performed in two parts. First, a total substitution of the conventional photoinitiator system based on camphorquinone was evaluated using alternative photoinitiators, phenil propanedione (PPD), diphenyl(2,4,6-trimethylbenzoyl)phosphine oxide (TPO) and phenylbis(2,4,6-trimethylbenzoyl)phosphine oxide (BAPO). For the conventional system based on camphorquinone, different reducing agents were tested: 2-(dimethylamino) ethyl methacrylate (DMAEMA), ethyl 4-(dimethyamino)benzoate (EDAB) and/or 4-(N,N-dimethylamino) phenethyl alcohol (DMPOH). In the second part of the study, partial substitutions were tested using 75/25, 50/50, 25/75 mol% combination of CQ and TPO. LEDs with blue wavelength (420-495 nm) and/or blue and violet wavelength (380-495 nm) were used for photo-activation. Cure efficiency was evaluated using Fourier transform infrared spectroscopy (FT-IR) and, color and color stability using spectrophotometry. Color stability was evaluated before and after photoactivation and after artificial accelerated aging. Additionally, light-transmittance was also evaluated in order to explain the cure efficiency results in depth. Data were analyzed using analysis of variance and Tukey¿s test for multiple comparisons (?=0.05) and power analysis with 0.8. Regression tests were also performed. In the first part of the study, CQ-based composites showed higher color change after photoactivation. However, this color change occurred specially in the blue-yellow axis. Thus, after photoactivation, the degree of yellow was reduced. It was also observed that despite the lower light-transmittance through the composite containing CQ in comparison to the composites containing alternative photoinitiators, higher light-transmittance change occurred during photoactivation. Consequently, composites containing CQ showed the highest light-transmittance after photoactivation. High correlation was found between color change and light-transmittance change. Due unfavorable results using PPD, this alternative photoinitiator was excluded in the latter tests of the study. Composites containing phosphine oxides showed higher color change after aging in comparison to composites containing CQ. CQ/DMPOH was the formulation with less color change after aging. However, CQ-based composites became more yellow, while BAPO- and TPO-, whitener and less yellow after age. In the second part of the study, for composites containing CQ and TPO, higher TPO concentrations reduced the yellowing and color change of the composite. However, CQ substitution starting at 75 mol% reduced the degree of conversion of the resin-based composites in depth. Thus, it was possible to conclude that total substitution of CQ for phosphine oxides seems not be the more adequate solution to be used in composites, as it can affect degree of conversion in depth. The partial substitution of CQ using phosphine oxides, however, can improve color stability without affecting the depth of cure
Subject: Resinas compostas
Fotoiniciadores dentários
Substâncias redutoras
Cor
Luzes de cura dentária
Polimerização
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_DayaneCarvalhoRamosSallesDe_D.pdf20.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.