Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322645
Type: TESE DIGITAL
Title: Ciência e desvelamento : a Física no pensamento de Martin Heidegger (1925-1929)
Title Alternative: Science and unconcealment : Physics in Martin Heidegger's thought (1925-1929)
Author: Santos, Luciano Campos dos, 1979-
Advisor: Loparic, Zeljko, 1939-
Abstract: Resumo: Este trabalho tem por tema geral a assim chamada filosofia da ciência de Heidegger. Visa-se, particularmente, a uma interpretação da abordagem heideggeriana da Física matemática, no quadro da sua concepção existencial de ciência, desenvolvida no contexto do seu projeto de Ontologia Fundamental, especialmente em Ser e Tempo, mas também em textos do seu entorno. Em um primeiro momento, examina-se a proposta heideggeriana de fundamentação das ciências factuais por meio da elaboração de ontologias regionais e discute-se o caráter fundacionalista desta proposta. Em seguida, avalia-se a alusão, feita em Ser e Tempo, à Analítica Transcendental, de Kant, como uma ontologia regional da natureza, com base em uma reconstrução da compreensão heideggeriana das relações entre a filosofia teórica kantiana e a fundamentação da Física, exposta mais detidamente no curso Logik: Die Frage nach der Wahrheit e, indiretamente, no seu Kantbuch. A partir do conceito existencial de ciência, no parágrafo 69b, de Ser e Tempo: discute-se a interpretação de Gethmann acerca da origem do comportamento científico e das relações entre gênese ontológica da ciência e modificação da compreensão de ser; define-se o papel desempenhado pela Física na exposição do conceito existencial de ciência; busca-se reabilitar (contra as teses de Gordon, Rouse e Ginev) a importância e a pertinência da noção de desmundanização do mundo, esclarecendo o significado, o alcance e o lugar dessa noção na concepção existencial de ciência e defendendo a sua exclusiva e inelidível vinculação ao projeto matemático da natureza, isto é, à tematização físico-matemática; elucidam-se, ainda, os momentos básicos da tematização operada pela Física, a saber: "a articulação da compreensão de ser", "a delimitação do domínio temático" e o "delineamento da conceitualidade adequada". Por fim, apresenta-se e problematiza-se a interpretação heideggeriana das Leis de Newton como enunciações que tornam acessível o ente "nele mesmo"; contrastam-se as concepções heideggeriana e kuhniana de crise e revolução nas ciências, ao se levantar uma hipótese sobre como Heidegger compreende as relações entre a Física de Newton e a Teoria da Relatividade de Einstein, tomando-se em consideração as breves menções feitas a ambas as Físicas nas obras analisadas neste trabalho; patenteia-se o realismo científico subjacente à abordagem heideggeriana tanto das Leis de Newton quanto da Física de Einstein e aponta-se para o problema da compatibilidade entre o realismo científico robusto assumido por Heidegger e o caráter transcendental de sua filosofia ontológico-existencial

Abstract: This dissertation¿s general theme is Heidegger¿s so called philosophy of Science. In particular, one aims to interpret Heidegger¿s approach to mathematical Physics within the frame of his Fundamental Ontology Project, especially worked out in Being and Time, but also in texts orbiting around it. In a first moment, one examines Heidegger¿s proposition concerning the grounding of factual sciences by means of the elaboration of regional ontologies, and one discusses the foundationalist character of such proposition. Thereupon, one evaluates Being and Time¿s allusion to Kant¿s Transcendental Analytic as regional ontology of nature, departing from a reconstruction of Heidegger¿s comprehension of the relations between Kant¿s theoretical philosophy and the grounding of Physics, exposed to greater extent in the lecture course on Logik: Die Frage nach der Wahrheit, and, indirectly, in his Kantbuch. Departing from the existential concept of Science found in Being and Time¿s paragraph 69b: one discusses Gethmann¿s interpretation concerning to the origin of scientific behavior and to the relationship between ontological genesis of science and modification of the understanding of being; one defines the role played by Physics in the exposure of the existential concept of Science; one searches to restore (against the thesis of Gordon, Rouse and Ginev) the importance and pertinence of the notion of deworlding of the world, clarifying the meaning, the extent, and the place of such a notion within the existential conception of science and defending its exclusive und insuppressible binding to the mathematical project of nature, that is, to the physical-mathematical thematization; furthermore, one elucidates therewith the basic moments of the thematization operated by Physics, namely: "the articulation of the understanding of being", "the delimitation of an area of subject-matter", and "the sketching-out of the appropriate way of conceiving". Lastly, one presents and problematizes Heidegger¿s interpretation of Newton¿s Laws as assertions which make entity accessible ¿in itself"; one contrasts Heidegger¿s and Kuhn¿s conceptions concerning scientific crisis and revolution, by raising na hypothesis relating to how Heidegger comprehends the relations between Newton¿s Physics and Einstein¿s Theory of Relativity, departing therein from the brief mentions to both physical projects found in the works analyzed within this dissertation¿s scope; Heidegger¿s scientific realism, subjacent to his approach of both Newton¿s and Einstein¿s Physics, is laid out and the compatibility problem between the robust scientific realism assumed by Heidegger and the transcendental character of his ontological-existential philosophy is thus indicated
Subject: Heidegger, Martin, 1889-1976
Fenomenologia
Ontologia
Ciência
Física
Filosofia e ciência
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_LucianoCamposDos_D.pdf3.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.