Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322586
Type: TESE DIGITAL
Title: Geografia do crime = análise espacial da criminalidade no município de Campinas-SP = Geography of crime: spatial analysis of criminality in Campinas-SP municipality
Title Alternative: Geography of crime : spatial analysis of criminality in Campinas-SP municipality
Author: Melo, Silas Nogueira de, 1988-
Advisor: Matias, Lindon Fonseca, 1965-
Abstract: Resumo: A ineficiência da segurança pública é um dos maiores problemas sociais do Brasil. O maior número absoluto de homicídios no mundo (2014), subnotificações de estupros e roubos, crime organizado, tráfico de drogas, medo e outros fatores corroboram a problemática no país. A presente pesquisa foi endereçada a questão da criminalidade, mas sob a perspectiva da geografia. Nosso objetivo foi compreender como a criminalidade se comporta em um espaço urbano brasileiro a partir do estudo do município de Campinas, São Paulo. Nesse sentido, coletamos registros de diferentes tipos de crimes na Polícia Civil e no Centro de Atenção Integral a Saúde da Mulher (CAISM) de 2010 a 2014 para as diversas análises espaço-temporais. A tese que procuramos defender é que as teorias criminais relacionadas ao espaço, já amplamente testadas em outros contextos, podem explicar, pelo menos parcialmente, a distribuição do crime em nossa área de estudo. Como procedimentos metodológicos, utilizamos o Sistema de Informações Geográficas (SIG) para auxiliar análises espaciais do tipo: índice de similaridade de pontos, regressão espacial, teste de varredura Kuldorff, razão de Knox, modelos de regressão logística, diagramas de Voronoi, estimadores de densidade Kernel e outras. Os resultados apontaram para uma consistência das teorias criminais na explicação de parte dos delitos no espaço de Campinas. Contudo, o entendimento das nuances da realidade estudada foi fundamental para explicações mais profundas e adaptações metodológicas

Abstract: The inefficiency of public safety is one of the main social problems in Brazil. The largest absolute number of homicides in the world (2014), underreporting of rape and robbery, organized crime, drug trafficking, fear and other factors corroborate the problem in the country. This research was addressed to the question of crime but from geography perspective. Our objective was to understand how crime behaves in a Brazilian urban space from the study of the city of Campinas, São Paulo. In this sense, we collected records of different types of crimes in Polícia Civil and no Centro de Atenção Integral a Saúde da Mulher (CAISM) from 2010 to 2014 for many space-time analyses. The thesis that we seek to defend is that the criminal theories related to space, already widely tested in other contexts, can explain, at least partially, the distribution of crime in our area of study. As methodological procedures, we applied the Geographic Information System (GIS) to support spatial analysis such as similarity index, spatial regression, Kuldorff test, Knox test, logistic regression, Voronoi diagrams, Kernel density, and others. The results pointed to a consistency of the criminal theories in the explanation of part of the crimes in Campinas space. However, the understanding of the nuances of the context was fundamental for deeper explanations and methodological adaptations
Subject: Criminalidade urbana - Campinas (SP)
Análise espacial
Criminologia
Sistemas de informação geográfica
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Melo_SilasNogueiraDe_D.pdf8.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.