Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322363
Type: TESE DIGITAL
Title: Vozes do processo de implementação da comunicação suplementar e/ou alternativa em pessoas com comprometimento de linguagem : facilidades e desafios
Title Alternative: Voices of the process of implementation of Augmentative and Alternative Communication in people with language impairment : advantages and challenges
Author: Maia, Ana Luíza Wuo, 1984-
Advisor: Chun, Regina Yu Shon, 1958-
Abstract: Resumo: Introdução: A Comunicação Suplementar e/ou Alternativa (CSA) apresenta facilidades e desafios na sua implementação. Dessa forma, faz-se necessário abranger na prática clínica e educacional os atores sociais envolvidos nesse processo. Objetivos: Verificar a repercussão do processo de implementação da CSA na linguagem e na interação de seus usuários, em atividades institucionais, na percepção de seus familiares e profissionais da Saúde e Educação. Método: A amostra foi composta por 61 participantes, divididos em três grupos, sendo 26 pessoas com paralisia cerebral (PC) usuários de CSA (grupo de usuários ¿ GU), 26 familiares (grupo de familiares ¿ GF) e 9 profissionais (grupo de profissionais ¿ GP). A coleta de dados foi realizada em uma Instituição especializada em atendimentos neurológicos do interior do Estado de São Paulo, por meio de levantamento do prontuário para caracterização do perfil sociodemográfico dos usuários, registros em vídeo das pessoas com PC e entrevistas com roteiro semiestruturado com GP e GF. Os dados foram transcritos ortograficamente, categorizados em temas (questões abertas e registros em vídeo) e submetidos à análise estatística descritiva (questões fechadas). Resultados: Todos familiares referiram que as pessoas com PC utilizam formas próprias de comunicação (olhar, expressões faciais e gestos), além da CSA nas atividades institucionais. O uso da CSA de forma contextualizada pelos parceiros conversacionais melhorou sua compreensão das atividades. A maioria dos familiares e profissionais afirmou que o uso da CSA favorece a fala. Parte dos familiares apresenta como barreira para o uso da CSA a falta de conhecimento acerca da mesma e não vir a necessidade dos mesmos para a comunicação. A falta de suporte e orientação, bem como as dificuldades para o uso funcional da CSA foram barreiras apresentadas com frequência maior pelos profissionais do que pelos familiares. O momento da implementação da CSA foi um aspecto abordado por profissionais e familiares como um aspecto importante para o uso funcional desses dispositivos. Conclusão: Os achados apontam repercussões positivas dos usos da CSA principalmente na comunicação, nos contextos familiar e institucional. As barreiras encontradas reiteram a necessidade de capacitação profissional e ampliação da divulgação da área da CSA à população

Abstract: Introduction: The Augmentative and Alternative Communication (AAC) presents advantages and challenges in its implementation. Therefore, it is necessary to broaden, in the clinical and educational practice, the social factors involved in this process. Aim: To verify the repercussion of the process of implementation of AAC in language and interaction of their users, in institutional activities, in the perception of family and professionals. Method: The sample was composed of 61 participants, divided in three groups, in which there were 26 people with cerebral palsy (CP) users of AAC (group of users ¿ GU), 26 family relatives (group of family relatives ¿ GF) and 9 professionals (group of professionals ¿ GP). The data collection was done in an institution specialized in neurological treatment in the inland state of São Paulo, via a survey of medical records for the characterization of a sociodemographic profile of the users, video records of the people with CP, and interviews with a semi-structured script with GP and GF. The data was transcribed orthographically, categorized in themes (open question and video records) and submitted to statistical descriptive analysis (closed questions). Results: All family relatives mentioned that people with CP use their own means of communication (gaze, facial expressions, and gestures), besides the AAC devices in the institutional activities. The use of AAC in context by the communication partners improved the comprehension of the activities. Most of the family relatives and professionals confirmed that the use of AAC benefited speech. Part of the family relatives presents as a hurdle for the use of AAC the lack of knowledge about it and do not see the need for these resources for communication. The lack of support and guidance, as well as the difficulties for the functional use of AAC were hurdles presented more frequently by the professionals than by the family relatives. The moment of implementation of AAC was addressed by the professionals and family relatives as an important aspect for the functional use of these devices. Conclusion: The findings point to positive repercussions of the use of AAC, especially in communication, in the familiar and institutional contexts. The barriers found reiterate the necessity for professional training and extension of the promotion of the AAC to the population
Subject: Auxiliares de comunicação para pessoas com deficiência
Linguagem
Relações interpessoais
Relações profissional-família
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Maia_AnaLuizaWuo_M.pdf3.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.