Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322312
Type: TESE DIGITAL
Title: A meditação controla a dor crônica relacionada a disfunção temporomandibular = um ensaio clínico randomizado = Meditation controls chronic TDM pain: a randomized clinical trial
Title Alternative: Meditation controls chronic TDM pain : a randomized clinical trial
Author: Caldeira, Leonardo, 1983-
Advisor: Rizzatti-Barbosa, Celia Marisa, 1957-
Abstract: Resumo: As estratégias para o controle da dor vinculada à disfunção temporomandibular (DTM) variam desde simples intervenções, como o aconselhamento, uso de aparelhos de desoclusão, aplicações de contrastes térmicos, até intervenções invasivas, como os procedimentos cirúrgicos das articulações temporomandibulares (ATMs). No entanto, existem casos clínicos que não são sanados através das estratégias terapêuticas estabelecidas e, nesses casos, o manejo da dor tem demonstrado controvérsias. Sabe-se que o estresse é capaz de afetar profundamente os processos comportamentais e biológicos de transmissão e percepção da dor. Pacientes com dor miofascial exibem maiores níveis de estresse crônico. Um aspecto relevante na área da neuropsicologia e da medicina tem sido a utilização da meditação no manejo de diferentes condições crônicas, incluindo o controle da dor. Este estudo pretendeu verificar a validade da meditação como método auxiliar para o controle da dor crônica relacionada à DTM. A amostra foi composta por 26 voluntárias do gênero feminino, com dor crônica relacionada à DTM, dividida em dois grupos: controle e experimental. As 18 voluntárias do grupo controle fizeram uso de um aparelho de desoclusão plano e as 08 voluntárias do grupo experimental participaram de sessões diárias de meditação. Os dados referentes à dor, assim como o estresse decorrente da DTM de cada voluntária, foram coletados semanalmente, sempre no mesmo dia e horário, através da escala visual analógica, algometria, fluxo salivar não estimulado e cortisol salivar. Os resultados apontaram diminuição da dor subjetiva das pacientes em 08 semanas de tratamento para o grupo experimental. O limiar de dor à pressão dos músculos temporal e masseter, aumentou a partir da segunda metade de tratamento no grupo experimental. O fluxo salivar não estimulado apresentou discreta variação para o grupo tratado enquanto que, no grupo controle, observou-se aumento da secreção salivar. A dosagem do cortisol salivar não demonstrou diferença os grupos. Os resultados permitem sugerir que a meditação é capaz de controlar a dor crônica em pacientes com DTM

Abstract: Strategies to control TMD pain range from simple interventions, such as counseling, thermal contrasts, to invasive interventions, such as TMJ surgical procedures. However, some clinical cases do not improve by habitual therapeutic strategies and, in those cases, pain management has shown controversy. It is known that stress affects the behavioral and biological processes of transmission and perception of pain. Patients with myofascial pain exhibit higher levels of chronic stress. A relevant aspect in the area of neuropsychology and medicine has been the use of meditation in the management of different chronic conditions, including pain control. This study aimed to verify the validity of meditation as an auxiliary method for the control of chronic TMD pain. Twenty six female volunteers, presenting chronic TMD pain, were divided into two groups: control and experimental. The 18 volunteers of the control group used oclusal splint and the 08 volunteers from the experimental group participated in daily meditation sessions. The pain data, as well as the TMD stress of each volunteer, were collected weekly, always on the same day and hour, through the visual analog scale, algometry, non-stimulated salivary flow and salivary cortisol. The results indicated a decrease of subjective pain in the experimental group after 8 weeks of treatment. Temporal and masseter pain threshold increased after second half of treatment in the experimental group, that presents slight variation on non-stimulated salivary flow. Salivary cortisol did not presented any difference between groups. The results suggest that meditation is able to control chronic pain in patients with TMD
Subject: Transtornos da articulação temporomandibular
Dor
Estresse psicológico
Meditação
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FOP - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Caldeira_Leonardo_M.pdf1.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.