Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322284
Type: TESE DIGITAL
Title: Tendência da mortalidade por doenças cardiovasculares em idosos e sua relação com a vacinação contra influenza nos estados de São Paulo e de Pernambuco, 1980-2012
Title Alternative: Mortality trend due to cardiovascular diseases in the elderly and its relation with influenza vaccination in the states of São Paulo and Pernambuco, 1980-2012
Author: Bacurau, Aldiane Gomes de Macedo, 1987-
Advisor: Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo, 1973-
Abstract: Resumo: As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte e incapacidades em idosos. Estudos indicam que a infecção pelo vírus da influenza está associada a complicações por doenças cardiovasculares e aumento da mortalidade. O objetivo deste estudo foi analisar a tendência de mortalidade por doenças cardiovasculares na população idosa (?60 anos) nos estados de São Paulo e de Pernambuco, no período de 1980 a 2012, e verificar a correlação entre a cobertura vacinal contra influenza e os coeficientes de mortalidade no período de 2000 a 2012. Trata-se de um estudo ecológico de séries temporais, realizado com dados de óbitos do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde e dados populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. As coberturas vacinais foram obtidas no site do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização e no Informe Técnico da Secretaria de Saúde do estado de São Paulo do ano de 2007. Foram ajustados modelos de regressão linear e polinomial (de segundo e terceiro graus) e de regressão segmentada (Joinpoint Regression) para estimar as tendências. A correlação entre os coeficientes de mortalidade e as coberturas vacinais foi verificada pelo coeficiente de correlação de Pearson. Os resultados revelaram tendência de queda nos coeficientes de mortalidade por doenças isquêmicas do coração (DIC) e por doenças cerebrovasculares (DCbV) nos idosos no estado de São Paulo e aumento em Pernambuco. Em ambos os estados, observou-se sobremortalidade masculina e o aumento dos coeficientes de mortalidade com a idade, tanto para as DIC, quanto para as DCbV. Em São Paulo, houve redução estatisticamente significativa da mortalidade por DIC e DCbV após as campanhas de vacinação; pela Joinpoint Regression não foram verificadas mudanças na tendência de mortalidade por DIC coincidentes ou próximas ao ano de início das campanhas de vacinação e foi observada uma maior redução da mortalidade por DCbV no sexo masculino a partir de 1999. Em Pernambuco, os coeficientes de mortalidade por DIC e DCbV apresentaram-se mais elevados no período após as campanhas de vacinação. Pela regressão segmentada observaram-se aumentos estatisticamente significativos nas tendências de mortalidade por DIC entre 2000 e 2007 (no sexo feminino) e por DCbV entre 2001 e 2006 (no total). Para o conjunto dos idosos não houve correlação estatisticamente significativa entre os coeficientes de mortalidade por DIC e DCbV e as coberturas vacinais, tanto para o estado de São Paulo, quanto para Pernambuco. Existem diferenças entre as coberturas vacinais contra influenza nos idosos, segundo sexo e faixa etária, e a falta de dados segundo essas variáveis impossibilitou a avaliação estratificada para os subgrupos. O aumento da cobertura vacinal contra influenza nos portadores de doenças cardiovasculares é de fundamental importância para a Saúde Pública como estratégia para redução de morbidades e mortalidade associadas à infecção pelo vírus da influenza. Ressalta-se a importância de ampliar a cobertura nos grupos com recomendação formal para a vacinação, para que se beneficiem dessa proteção específica

Abstract: Cardiovascular diseases are the leading cause of death and disability in the elderly. Studies indicate that influenza virus infection is associated with cardiovascular complications and increased mortality. This study aims to analyze the mortality trend due to cardiovascular diseases in the elderly (?60 years) in the states of São Paulo and Pernambuco, from 1980 to 2012, and to verify the correlation between influenza vaccination coverage and mortality coefficients in the period from 2000 to 2012. This is an ecological time-series study, carried out with mortality data from the Mortality Information System of the Ministry of Health and population data from the Brazilian Institute of Geography and Statistics. Vaccination coverage was obtained from the Information System website of the National Immunization Program and from the Technical Report of the Health Department of the state of São Paulo in 2007. Linear and polynomial (second and third degree) regression models and segmented regression models (Joinpoint Regression) were adjusted to estimate trends. The correlation between mortality coefficients and vaccine coverage was verified by the Pearson correlation coefficient. The results showed a downward trend in the mortality coefficients due to ischemic heart diseases (IHD) and cerebrovascular diseases (CBVD) in the elderly in the state of São Paulo and increase in Pernambuco. We observed, in both states, male overmortality and the increased mortality rates with age for both IHD and CBVD. In São Paulo, there was a statistically significant reduction in IHD and CBVD mortality after vaccination campaigns; using Joinpoint Regression, no changes were found in the trend of mortality due to IHD coinciding or close to the year of the beginning of the vaccination campaigns and a greater reduction in mortality due to CBVD occurred in males from 1999. In Pernambuco, the IHD and CBVD mortality coefficients were higher in the period after the vaccination campaigns. The segmented regression showed a statistically significant increases in IHD mortality trends between 2000 and 2007 (in female) and in the CBVD between 2001 and 2006 (total). For the elderly group, there was no statistically significant correlation between the IHD and CBVD mortality coefficients and the vaccination coverage in both São Paulo and Pernambuco. There are differences between the vaccination coverage of influenza in the elderly, according to gender and age group, and the lack of these data variables made stratified evaluation for the subgroups impossible. The increase in influenza vaccination coverage in patients with cardiovascular diseases is a fundamental Public Health strategy to reduce morbidity and mortality associated with influenza virus infection. It is important to extend the coverage in the groups with a formal recommendation for vaccination, so that they benefit from this specific protection
Subject: Mortalidade
Idosos
Doenças cardiovasculares
Vacinas contra influenza
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bacurau_AldianeGomesdeMacedo_M.pdf1.55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.