Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322209
Type: TESE DIGITAL
Title: O espaço em devir no documentário : cartografia dos encontros entre cinema e escola
Title Alternative: The space in becoming on documentary : cartography of the encounters between cinema and school
Author: Barbosa, Cristiano, 1973-
Advisor: Oliveira Junior, Wencesláo Machado de, 1965-
Abstract: Resumo: Essa pesquisa se propõe a pensar as relações entre espaço, cinema e educação, a partir da produção de um filme documentário de curta metragem realizado em uma escola pública do município de Indaiatuba (SP). O documentário Cartografia dos encontros na escola foi criado com a participação de alguns alunos, professores, funcionários e pais, que, através de oficinas de roteiro e filmagem, foram convidados a vivenciar conosco a construção de um processo de aprendizagem em aberto, cujos percursos foram traçados no calor dos encontros, em que negociamos coletivamente os caminhos que gestaram o que, como e onde filmar. Com base nos conceitos de encontro, devir e cartografia, oriundos da filosofia de Gilles Deleuze e Félix Guattari, buscamos compreender esse processo como cartográfico, na perspectiva em que mergulhamos naquela realidade para acompanhar os movimentos que dispararam outros devires espaciais e, por conseguinte, novos modos de sentir, pensar e habitar aquele lugar-escola. Lugar que, à luz do que nos propõe a geógrafa inglesa Doreen Massey, é visto como a co-presença de múltiplas trajetórias, humanas e não-humanas, em permanente reconfiguração. Por essa ótica, lugares não pré-existem, mas se fazem no aqui-agora dos encontros. Assim, a experimentação desses conceitos a partir da realização de um documentário, se insere no contexto de investigações entre cinema e escola que buscam analisar as potencialidades das experiências de produção de imagens em gestar novas percepções acerca das espacialidades tecidas no cotidiano escolar. Nos alinhamos às pesquisas que defendem o cinema como prática de alteridade, como uma ferramenta que provoca mudanças nas formas de perceber e inventar um lugar. Nesse cenário, nos guiamos pelos processos criativos dos documentaristas contemporâneos, que partem de um roteiro mínimo e apostam sobremaneira nos encontros entre filmadores e filmados diante da câmera. Eduardo Coutinho foi nossa principal inspiração no sentido em que estabelece limitantes espaço-temporais (filmar personagens de um prédio, favela ou teatro em um determinado intervalo de tempo), procurando transformar o set de filmagem em lugar de negociação de uma realidade que se atualiza em um estar com. Buscamos criar um lugar-escola que provocasse abalos, mesmo que pontuais, nas concepções de espaço predominantes nos contextos escolares. A cartografia dos encontros entre cinema e escola, nessa pesquisa, apostou na interface entre cartografia e fazer documental defendendo a concepção de documentarista-cartógrafo como aquele que acompanha um processo de filmagem-aprendizagem, por meio do imbricamento das dimensões de aprendizagem, de pesquisa e de cinema presentes numa produção fílmica. Frente ao movimento de acompanhar processos, tivemos como premissa problematizar a condição do espaço como somente extensivo, e do documentário como mera representação da realidade

Abstract: This research intends to think the relations between space, cinema and education, from the production of a short documentary realized inside a public school on the county of Indaiatuba (SP). The documentary Cartografia dos encontros na escola (Cartography of the encounter in the Scool) was created with the participation of some students, teachers, employees e parents, who, through workshops of screenplay e filming, were invited to experience with us the construction of an open learning process, whose ways were traced by the heat of the encounters, in which we negotiated collectively the means that gestated the what, how and where to film. Based on the concepts of encounter, becoming and cartography, originally from the philosophy of Gilles Deleuze and Félix Guattari, we look to comprehend this process as cartographic, in the perspective that we dive in that reality to follow the movements that discharge another spatial becoming¿s and, therefore, new ways of feeling, thinking e dwell that school-place. Place that, by the light of what proposes the english geographer Doreen Massey, it¿s seen as a co-presence of multiple trajectories, human and non-human, in permanent reconfiguration. Through this optics, places that pre-exist, but make themselves on the here-now of the encounters. Therefore, the experimentation of these concepts from the realization of a documentary, inserts itself in the context of investigations between cinema and school that looks to analyze the potentialities of experiences of image production in what concerns gestate new perceptions about the spatiality woven in the scholar daily schedule. We are align to the researches that defend the Cinema as a practice of alterity, as a tool that provokes changes in the forms of perceive and invent a place. On this canary, we are guided by the creative process of contemporary documentarists, which starts from a minimal plot before the camera. Eduardo Coutinho was our main inspiration in the sense that establishes spatial-temporal limitations (filming characters of a building, shanty towns or theaters in a certain hiatus in time). Looking to transform the set in a place of negotiation of a reality that actualizes itself in being with. We looked to create a school-place that would provoke shakes, even if punctual, in the predominant conceptions of space in scholar contexts. The cartography of the encounters between cinema and school, on this research, bet on the interface among cartography and documental making, defending the conception of documentarists-cartographer as the one who follows a learning-filming process, by the means of imbricating the dimensions of learning, researching and cinema resident in a filming production. In front of the movement of following process, we had as premise the intention of problematize the condition of space as only extensive, and the documentary as mere representation of the reality
Subject: Espaço
Documentário
Escolas de primeiro grau
Cartografia
Devir (Conceito filosófico)
Cinema na educação
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Barbosa_Cristiano_D.pdf4.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.