Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322145
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Comportamento mastigatório de adolescentes com sobrepeso e obesidade = Masticatory behaviour of overweight and obese adolescents
Title Alternative: Masticatory behaviour of overweight and obese adolescents
Author: Pedroni-Pereira, Aline, 1990-
Advisor: Castelo, Paula Midori, 1978-
Ferrua, Paula Midori Castelo, 1978-
Abstract: Resumo: Aspectos fisiológicos e comportamentais da mastigação podem influir no estado nutricional, o que tem sido pouco explorado em estudos. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar aspectos objetivos, subjetivos e comportamentais da função mastigatória em 231 adolescentes (112?/119?), com idades entre 14 e 17 anos, escolares da rede pública do município de Piracicaba (SP) e comparar estes parâmetros entre aqueles com peso normal (n=115) e com sobrepeso ou obesidade (n=116). O exame físico envolveu as medidas de estatura, peso, massa de gordura e massa de músculo esquelético corporal por meio de um estadiômetro digital e impedância bioelétrica, classificando-os em eutrofia, sobrepeso e obesidade. A saúde dentária e oclusão morfológica também foram avaliadas. As avaliações objetivas foram realizadas pelo Protocolo de Avaliação Miofuncional Orofacial expandido (AMIOFE-e), que verifica o tipo (lado) mastigatório, tempo/frequência mastigatória, alteração nos movimentos, entre outros; performance mastigatória pelo método colorimétrico (goma de mascar) e mensuração da máxima força de mordida unilateral por meio de gnatodinamômetro digital. Já a avaliação da qualidade mastigatória foi realizada por meio do instrumento validado Questionário de Avaliação da Qualidade da Mastigação (QAQM), o qual verificou aspectos subjetivos e comportamentais. Os dados foram submetidos a testes de normalidade, qui-quadrado e teste "t" não-pareado e Mann-Whitney. Um modelo de regressão linear múltipla foi utilizado para avaliar a contribuição das variáveis em estudo na variação na porcentagem de gordura corporal (?=0,05). Os resultados mostraram que o escore total do AMIOFE-e diferiu significativamente entre os adolescentes de peso normal e com sobrepeso/obesidade em ambos os sexos, ou seja, indivíduos com sobrepeso/obesidade apresentaram mais alterações nos aspectos miofuncionais oro-faciais. Nas meninas, a mastigação unilateral foi mais freqüente no grupo sobrepeso/obesidade. Também, meninas com excesso de peso apresentaram maiores escores nos domínios `¿Hábitos¿¿ e `¿Frutas¿¿ da avaliação subjetiva da qualidade da mastigação (maior dificuldade na função mastigatória); elas também relataram a necessidade de adicionar molho à refeição para facilitar a deglutição e o hábito de descascar e cortar frutas (maçãs) em pedaços pequenos, a fim de facilitar a mastigação. O escore total do AMIOFE-e também mostrou uma relação significativa com o percentual de gordura corporal. A performance mastigatória avaliada por meio de goma de mascar e a força de mordida não diferiram entre os grupos. Este estudo mostrou que adolescentes com excesso de peso apresentaram alterações no comportamento mastigatório e maior dificuldade para realizar a função quando comparados com indivíduos com peso normal

Abstract: The physiological and behavioral aspects of masticatory function may have an impact on nutritional status, which has been little studied. The aim was to perform a comprehensive evaluation of objective, subjective and behavioral aspects of masticatory function in 231 adolescents (112?/119?), aged 14-17 years, from public Schools of Piracicaba (SP, Brazil) and compare these parameters between normal-weight (n=115) and overweight/obese (n=116) adolescents. The physical examination involved measurements of stature, weight, body fat mass and skeletal muscle mass using digital stadiometer and bioelectric impedance. Dental health and occlusion were also assessed. The objective evaluations were performed by using the protocol Oro-facial Myofunctional Evaluation expanded (OMES-e), which determines the masticatory type, chewing time/frequency, abnormal movements, and other; masticatory performance (color changeable chewing gum) and maximum bite force. The subjective and behavioral evaluations were performed by the Quality of Mastication Function Questionnaire, a validated questionnaire which explores the masticatory behavior and frequency/intensity of difficulty in chewing different types of foods. Results were submitted to normality tests, Chi-square, unpaired t-test and Mann-Whitney. A multiple linear regression model was used to evaluate which of the variables under study contributed to the variation in Percent Body Fat (?=0.05). The results showed that OMES-e total score differed significantly between normal-weight and overweight/obese adolescents in both genders, that is, overweight/obese individuals showed more changes in oro-facial myofunctional aspects than normal-weight ones. Unilateral mastication was more frequent among overweight/obese than normal-weight females. Females with weight excess also showed higher scores on Habits and Fruit domains in the subjective evaluation of masticatory quality (greater difficulty); they also reported the need of adding sauce to the meal to facilitate swallowing and peeling and cutting fruits (apples) in small pieces in order to chew them. OMES-e total score also showed a significant relationship with Percent Body Fat. Masticatory performance evaluated by chewing gum and bite force did not differ between groups. This study showed that adolescents with weight excess presented changes in masticatory behavior and greater difficulty in performing the masticatory function comparing to normal-weight ones
Subject: Mastigação
Adolescentes
Obesidade
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pedroni-Pereira_Aline_M.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.