Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322128
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Pedagogia do esporte e modelo bioecológico do desenvolvimento humano : indicadores para avaliação de impacto em programa socioesportivo
Title Alternative: Sport pedagogy and bioecological human development model : indicators for impact assessment in extracurricular social program of sports
Author: Reverdito, Riller Silva, 1982-
Advisor: Paes, Roberto Rodrigues, 1956-
Abstract: Resumo: O esporte, um dos fenômenos socioculturais mais importantes na contemporaneidade, está cada vez mais presente na vida das pessoas e alcança múltiplas dimensões das atividades humanas. No âmbito das políticas públicas, o Brasil possui um dos mais amplos programas de participação de jovens no esporte, além de estar realizando em uma mesma década alguns dos maiores eventos esportivos do mundo. A partir desse panorama e sob uma perspectiva ecológica, o principal objetivo desta pesquisa foi investigar os indicadores dos efeitos da experiência de jovens no esporte em um contexto de programa socioesportivo. O desenho teórico e metodológico fundamenta-se sobre os pressupostos do Modelo Bioecológico do Desenvolvimento Humano (MBDH), e busca observar a experiência da participação de jovens no esporte no contexto do Programa Segundo Tempo (PST). Os dados foram coletados em cinco municípios brasileiros que desenvolvem o PST. Os municípios foram selecionados a partir do critério de maior tempo de convênio com o Ministério do Esporte. Os sujeitos da pesquisa são professore(a)s (n = 16) e alunos (n = 832), que frequentam o PST, e ex-aluno(a)s (n = 11). O critério para escolha do(a)s professore(a)s foi o tempo no PST. O(a)s professore(a)s também indicaram ex-aluno(a)s. Professore(a)s e ex-aluno(a)s foram entrevistado(a)s com temas relacionados à experiência positiva no esporte e os efeitos de competência percebida. Para observar a experiência do(a)s alunos no esporte e o processo de desenvolvimento, foram utilizados três instrumentos psicométricos: a Escala de Autoeficácia Geral, o Questionário da Experiência de Jovens no Esporte (YES-S) e o Perfil dos Ativos de Desenvolvimento. Foram analisados dados documentais do PST (duração, situação e número de convênios por região) e do Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios (IDHM). A análise de regressão multinível foi utilizada para explorar a associação entre variáveis de percepção, contexto e tempo de participação no PST. As experiências positivas no esporte foram percebidas em relação à atividade e às relações interpessoais com os pares e professore(a)s. Os efeitos de competência percebida e demonstrada foram para as relações interpessoais e autorregulação do comportamento. Houve influência positiva e significativa da autoeficácia percebida sobre a experiência positiva do(a)s jovens no esporte, que foi reforçada pelo tempo de participação no programa. O alcance e a qualidade do apoio aparecem como preditores para o tempo de participação no PST. Os municípios com maior IDHM conseguem ter mais acesso e manter o PST por mais tempo, o que é contraditório em relação aos objetivos do programa. O tempo de participação no programa e o IDHM foram variáveis essenciais para explicar a experiência de desenvolvimento proporcionada pelo esporte. Ficou evidenciado que a participação no esporte só tem efeito se ela tiver continuidade, ou seja, se ela durar no tempo. Nesse sentido, claramente, só é possível se, politicamente, existir a decisão de disponibilizar recursos financeiros, técnicos e humanos, considerando características locais e fatores macroestruturais. Por fim, na ótica da Pedagogia do Esporte, a organização dos processos orientados para a participação deverá promover uma prática esportiva de qualidade, para que os efeitos da experiência possam alcançar outros domínios da vida e possam ser ampliadas as possibilidades do(a)s jovens para conviver com o esporte

Abstract: Sports are a major socio-cultural phenomenon in modern societies, impacting multiple aspects of people¿s lives. Regarding public policy, Brazil has one of the broadest youth sports program and is also hosting some of the largest sports events in the world (e.g., 2016 Olympic Games, 2014 FIFA World Cup). From an ecological perspective, the main objective of this study was to examine the impact on youngsters of participating in sports programs through experience¿s indicators. The study design followed the bioecological perspective, focused on youngsters participating in the Second Half Program (Programa Segundo Tempo, PST), which has a significant sports-participation action promoted by the Brazilian government. Data were collected from five cities that implemented the PST program, selected based on the longest implementation time. The population studied was composed of teachers (n = 16), former participants (n = 11) and current participants (n = 832) of the PST program. Teachers were selected based on the longest program participation, while former students were appointed by the selected teachers. Both groups were interviewed about their positive experiences and the effects of perceived competence within the PST program. The students¿ experiences and their impacts on the development process were observed using the General Self-esteem Scale, the Youth Experience Survey (YES-S) and the Developmental Assets Profile. The study analyzed data from the PST (program durations, status, and number of programs per region) and Human Development Index, using multilevel regression models to perceived the relations between perception, context and PST participation time. We identified positive experiences in sport related to the program¿s activities and the inter-personal relations with peers and teachers. We also observed an influence of competence on inter-personal relations and behavioral self-regulation. There was a sizeable and positive influence of self-efficacy on the youngsters¿ positive experiences in sports, reinforced by the length of participation in the PST. The reach and quality of support are predictive factors for the length of participation in the PST. Cities with higher Human Development Index were able to sustain the program for longer, which contradicts the PST¿s purposes. Length of participation in the PST and the Human Development Index were important variables to explain development experiences provided by sports. It is evident that the positive effects of participation in sports are dependent on the continuity of the program. Hence, the positive effects of sports participation are dependent on the continuous financial, technical and human support, considering local idiosyncrasies and macro-structural factors. Finally, from a Sports Pedagogy perspective, youth sports programs should promote positive experiences, transferring their effects to other aspects of life and increasing the possibilities of youngsters participating in sports
Subject: Esportes - Pedagogia
Jovens
Desenvolvimento humano
Avaliação
Modelo bioecológico
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Reverdito_RillerSilva_D.pdf2.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.