Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322055
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Efeito da colonização inicial no desenvolvimento e estruturação de comunidades marinhas incrustantes do sublitoral raso
Title Alternative: Initial colonization effects on the development and structure of encrusting marine communities of shallow subtidal
Author: Vieira, Edson Aparecido, 1987-
Advisor: Flores, Augusto Alberto Valero
Abstract: Resumo: Comunidades sésseis geralmente apresentam uma sucessão gradual, contínua e determinística, havendo, entretanto, grande influência da colonização inicial nos passos seguintes da sucessão. Em sistemas abertos, potencialmente qualquer organismo pode colonizar e dar início à comunidade, havendo então uma loteria guiada por estocasticidade. Se a colonização logo que o substrato se torna disponível proporciona ao organismo alguma janela de vantagem perante espécies que colonizarem o substrato posteriormente, pode haver uma maximização dos efeitos dessa espécie na comunidade, ou seja, efeitos de prioridade. Esses efeitos podem ser facilitadores ou inibidores e vão afetar a estrutura da comunidade e consequentemente vários processos ecossistêmicos. Atualmente a ação antrópica vem provocando perdas de diversidade biológica em vários sistemas, principalmente costeiros. Isso pode alterar o cenário de início da colonização e ter impacto na estabilidade, resistência e resiliência da comunidade, inclusive no que diz respeito à introdução de espécies exóticas. Através de uma abordagem experimental com a manipulação de características do cenário inicial da colonização, testei os efeitos da identidade, diversidade taxonômica e diversidade funcional dos fundadores na diversidade e estruturação de comunidades incrustantes do sublitoral subtropical. No geral, as três manipulações mostraram que a identidade do fundador é o aspecto mais importante da colonização, afetando tanto a riqueza quanto a estrutura da comunidade ao longo da sucessão. Quando o fundador, ou o conjunto de fundadores, foi um grupo que persiste na comunidade, monopolizando espaço e sendo resistente à predação, a comunidade apresentou uma baixa riqueza e diversidade. Variações na diversidade dos fundadores não afetaram a ocorrência de espécies exóticas e tiveram pouco efeito na estrutura da comunidade, sendo observado apenas quando se variou a diversidade taxonômica mas não a funcional. Predadores foram importantes tanto para a estruturação da comunidade, diminuindo o número de espécies nativas e exóticas, em especial a abundância de ascídias, independentemente da diversidade dos fundadores. Entretanto, o efeito para a riqueza de espécies e ocorrência de exóticas foi modulado pela identidade do colonizador, sendo observado apenas para comunidades que foram iniciadas por briozoários. Concluo que a identidade do fundador é importante, afetando a diversidade da comunidade e sua estrutura, além de modular o efeito de outros processos como a predação

Abstract: The succession in sessile communities is generally gradual, continuous and deterministic, and there is a great influence of founder on subsequent successional stages. In open systems, any colonizer can potentially found a community, as in a lottery guided by stochasticity. If the founder organism has an advantage window during the early colonization, its influence in the community can be maximized, representing a priority effect. These effects can inhibit or facilitate the occurrence of new organisms, affecting community structure e also ecosystems processes. In recent decades, anthropogenic action is leading to biodiversity loss in several systems, mainly in coastal areas, altering colonization scenarios with substantial impacts on community stability, resistance and resilience, even against the introduction of non-indigenous species. Using an experimental approach in which the characteristics of early colonizers were manipulated, I tested how the founders¿ identity, taxonomic diversity and functional diversity affect the structure of subtidal sessile communities in a subtropical area. Overall, the three manipulations had shown that the founder identity is the most important component of colonization, affecting either richness or community structure along succession. When the founders were a persistent group in the community, monopolizing space and being resistant to predation, community diversity in later successional stages was low. Surprisingly, both initial taxonomic and functional diversity did not affect the occurrence of non-indigenous species and only taxonomic diversity had a little impact in the structure of the whole sessile community. Predators affected community structure, leading to a decrease of total and non-indigenous species, specially reducing the abundance of ascidians. However, predation effects were modulated by the taxonomic group of early colonizers, being evident only when founders were bryozoans. In conclusion, the founder identity matters, affecting community diversity and structure, and also modulating the effects of other processes as predation
Subject: Ecologia
Sucessão ecológica
Diversidade biológica
Predação (Biologia)
Competição (Biologia)
Editor: [s.n.]
Citation: VIEIRA, Edson Aparecido. Efeito da colonização inicial no desenvolvimento e estruturação de comunidades marinhas incrustantes do sublitoral raso. 2016. 1 recurso online (91 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/322055>. Acesso em: 1 set. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vieira_EdsonAparecido_D.pdf2.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.