Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/322011
Type: TESE DIGITAL
Title: Identificação de norovírus murino (MNV) nos biotérios brasileiros
Title Alternative: Identification of murine norovirus (MNV) in brazilian animal facilities
Author: Rodrigues, Daniele Masselli, 1972-
Advisor: Corat, Marcus Alexandre Finzi, 1975-
Abstract: Resumo: Os Norovírus, pertencentes à família Caliciviridae, são vírus não envelopados, com genoma constituído de RNA fita simples com polaridade positiva. São os principais agentes causadores de surtos de gastroenterite não bacteriana esporádica e epidêmica em seres humanos, com distribuição mundial. Afetam também outras espécies animais como: bovinos, suínos, ovinos, cães e roedores. Norovírus murino (MNV) tem sido descrito como um dos mais recentes agentes infecciosos a acometer animais de laboratório. Devido sua prevalência e seu potencial em interferir em resultados experimentais, a apresentação de informações a respeito deste patógeno e seu monitoramento tornam-se de importante contribuição na pesquisa científica. Atualmente, não há dados demonstrando esta prevalência em nosso país. Neste estudo, avaliamos a ocorrência da infecção por MNV em colônias de camundongos nas cinco regiões do Brasil, abrangendo 26 biotérios nacionais localizados em universidades, institutos e centros de pesquisa, públicos ou privados, incluindo dois biotérios internacionais localizados também na América Latina. Um índice de positividade de 29,96% (175/584) foi obtido pela detecção de MNV nas amostras de fezes de camundongos, analisadas pela reação em cadeia da polimerase com transcrição reversa (RT-PCR) para a região conservada e não conservada do gene do capsídeo viral (VP1) localizado na região ORF2. A análise da região conservada do gene do capsídeo viral demonstrou uma identidade de nucleotídeos entre 87 a 99%, enquanto a região variável apresentou uma identidade de 42% a 88%. Ainda na tentativa de realizar o isolamento deste vírus, células RAW 264.7 inoculadas com suspensão fecal de uma linhagem geneticamente modificada, apresentou efeito citopático, sugestivo de infecção por MNV e confirmado pelo RT-PCR. O isolamento viral nos permitiu estabelecer a técnica de imunofluorescência indireta para estimar a soroprevalênciade MNV nos biotérios de produção e experimentação das diferentes instituições da América Latina. Uma porcentagem de 26,54% (219/825) das amostras testadas apresentou anticorpos específicos anti-MNV. Nosso estudo foi o primeiro a relatar com abrangência a identificação de MNV em colônias de camundongos em biotérios brasileiros, evidenciando a relevância na implantação de um programa de monitoramento sanitário no nosso país e com isso, respaldar nossa pesquisa científica biomédica através de triagens deste patógeno no Brasil e comparativamente no mundo

Abstract: Norovirus which belongs to Caliciviridae family, is a non-enveloped, positive-sense RNA virus. It is worldwide distributed and causes epidemic and sporadic nonbacterial gastroenteritis in humans. It also affects animal species as cattle, dogs, sheep, pigs and rodents. Murine norovirus (MNV) is the most recent infectious agent in laboratory mice. Because your worldwide prevalence, and its potential to interfere in experimental studies, bring out information about norovirus and its surveillance turns an important assignment in scientific research. Actually, there is no data demonstrating the prevalence of MNV in our country. In this study, we evaluated the occurrence of MNV infection in mouse colonies in five regions of Brazil, 26 national facilities located in universities, institutes, and research centers, public or private, including two facilities located in Uruguai. A positivity index of 29.96% (175/584) was obtained in mouse fecal samples by reverse transcriptase polymerase chain reaction for a conserved and non-conserved region of the viral capsid gene located in the ORF2 region. Analysis of the conserved region of the viral capsid gene demonstrated a nucleotide identity between 87 to 99%, while the variable region had an identity of 42% to 88%. In an attempt to isolate MNV, RAW 264.7 cells inoculated with fecal suspension of a genetically modified strain had a suggestive cytopathic effect of MNV infection and confirmed by RT-PCR. Viral isolation allowed us to establish the indirect immunofluorescence technique to estimate MNV seroprevalence in production and experimental facilities in Latin America intitutions. A percentage of 26.54% (219/825) of samples tested showed anti-MNV specific antibodies. Our study was the first to report comprehensively the identification of MNV in mouse colonies of Brazilian facilities, evidencing the relevance in implantation the health monitoring program in our country and with that, support our biomedical scientific research through screenings of this pathogen in Brazil and comparatively in the world
Subject: Norovirus
Animais de laboratório
Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rodrigues_DanieleMasselli_D.pdf3.69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.