Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321851
Type: TESE DIGITAL
Title: Avaliação terapêutica ocupacional para adolescentes e adultos com deficiência visual baseada na Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF)
Title Alternative: Occupational therapy evaluation for adolescents and adults with visual impairment based on International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF)
Author: Silva, Marissa Romano da, 1989-
Advisor: Montilha, Rita de Cássia Ietto, 1965-
Abstract: Resumo: A avaliação em terapia ocupacional é um procedimento que busca identificar as habilidades, capacidades e limitações do sujeito atendido, identificar os fatores pessoais, hábitos, rotinas, papéis desempenhados, contextos e ambientes, e qualquer fator que interfira em seu pleno desempenho ocupacional em suas atividades cotidianas, favorecendo um diagnóstico terapêutico ocupacional e possibilitando a elaboração das intervenções. Cada sujeito é único e realiza as atividades utilizando suas habilidades de maneira particular, o que justifica um olhar pormenorizado e individualizado durante a avaliação terapêutica. Dessa forma, deve-se conhecer a situação e as condições de vida das pessoas com deficiência visual, através de uma avaliação funcional específica, para que haja o adequado planejamento de ações. Em consonância com a avaliação singularizada, está a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF), que reúne em um único modelo dinâmico os fatores intrínsecos - determinações genéticas e características pessoais - e os fatores contextuais - influenciadores e determinantes por oferecerem barreiras ou facilitadores na realização de atividades. Objetivo: Construir um instrumento de avaliação em terapia ocupacional, baseado na CIF, para adolescentes e adultos com deficiência visual. Método: O delineamento desta pesquisa foi composto por três processos complementares: pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e pesquisa exploratória descritiva. Por meio das pesquisas bibliográfica e documental buscou-se identificar a existência de avaliações terapêuticas ocupacionais que, através do uso da CIF, possibilitassem a identificação de demandas em pessoas com deficiência visual, adolescentes e adultos. Após a verificação da ausência de avaliações com esse perfil, a pesquisa exploratória descritiva fez-se necessária para a construção da avaliação e a posterior descrição de seu processo de desenvolvimento. Resultados: O processo de construção da avaliação se deu em três etapas. A primeira versão da avaliação foi construída e testada, sendo observada a necessidade de adequações. A primeira versão do instrumento sofreu ajustes, dando origem à segunda versão da avaliação que também foi testada e observada a necessidade de readequações. A partir da segunda versão e da necessidade de alterações em seu conteúdo, ordem de itens, linguagem e outros, foi construída a terceira versão. Nessa última versão, por sua vez, após pré-testes, não foi constatada a necessidade de modificações, sendo considerada a versão final. A avaliação construída é composta por suas instruções detalhadas, a identificação da fonte de coleta das informações sobre o sujeito e a avaliação propriamente dita, que compreende a identificação dos dados pessoais, informações acerca dos aspectos visuais, entrevista semi-estruturada e a observação direta do sujeito desempenhando uma atividade prática. Conclusão: A avaliação da forma como foi construída possibilita ao terapeuta ocupacional identificar os principais aspectos que influenciam a saúde e qualidade de vida de pessoas com deficiência visual, como também dar voz às vontades, interesses e necessidades subjetivas, possibilitando ao sujeito avaliado identificar as próprias demandas, fatores influenciadores de seu desempenho, suas dificuldades, capacidades e potências. Verifica-se que o instrumento construído possibilita a classificação dos sujeitos avaliados na CIF, utilizando uma linguagem universal

Abstract: The evaluation of occupational therapy is a procedure that aims to identify the abilities, capabilities and limitations of the individual attended, identify personal factors, habits, routines, performed roles, contexts and environments, and any factor that interferes with their full occupational performance in their daily activities, promoting an occupational therapeutic diagnosis and enabling the development of interventions. Each individual is unique and conducts activities using its particular way of abilities, which justifies look detailed and individualized for therapeutic assessment. Thus, it must know the situation and living conditions of people with visual disabilities through a specific functional assessment, so that there are proper planning actions. In consonance with the singularized evaluation is the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF), which brings together in a single dynamic model intrinsic factors ¿ genetic determinations and personal characteristics ¿ and the contextual factors ¿ influencing and determining for providing barriers or facilitators in carrying out activities. Objective: Construct an evaluation instrument in occupational therapy, based on ICF, for adolescents and adults with visual impairments. Methods: The research design consisted of three complementary processes: bibliographic research, documental research and descriptive exploratory research. Through bibliographic and documentary researches aimed to identify the existence of occupational therapy evaluations that, through the use of ICF, would enable the identification of demands for visually impaired people, adolescents and adults. After checking the lack of evaluations with this profile, a descriptive exploratory research was necessary for the construction of the assessment and the subsequent description of your development process. Results: The assessment of the construction process occurred in three stages. The first evaluation version was built and tested, and was observed the need for adjustments. The first version of the assessment was adjusted, giving rise the second version of evaluation, that was also tested and noted the need for readjustments. From the second version and the need for changes in content, order items, language and others, the third version was built. In this version, in turn, after pre-testing, the need for change was not detected and was considered the final version. The evaluation constructed consists of your detailed instructions, identifying the source of collection of the individual information and the evaluation itself, which includes the identification of personal data, information about the visual aspects, semi-structured interviews and direct observation of subject involved in a practical activity. Conclusion: The evaluation of the way it was constructed allows the occupational therapist to identify the main factors that influence the health and quality of life of people visually impaired but also give voice to the desires, interests and subjective needs, enabling the subject evaluated to identify themselves demands, factors influencing their performance, their difficulties, abilities and powers. It is noted that the instrument built enables the classification of subjects evaluated in ICF, using a universal language
Subject: Terapia ocupacional
Pessoas com deficiência visual
Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde
Avaliação
Avaliação da deficiência
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_MarissaRomanoda_M.pdf1.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.