Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321836
Type: TESE DIGITAL
Title: Nas entrelinha do "Cortiço" : moralidade e (des)ordem pública em Aluísio Azevedo
Title Alternative: Between the lines of "O Cortiço" : morality and public order in Aluísio Azevedo
Author: Jodas, Amanda Servidoni, 1990-
Advisor: Cano, Jefferson, 1970-
Abstract: Resumo: Nesta pesquisa, pretende-se analisar o romance O Cortiço, publicado por Aluísio Azevedo no ano de 1890, a fim de compreender o modo como o autor problematizou o cotidiano urbano no Rio de Janeiro em fins do século XIX. Para tanto, é de fundamental importância atentar para o fato de que o autor vislumbrou, no texto literário, diferentes tipos sociais que faziam parte da realidade de seu tempo, tendo como eixo temático de sua narrativa questões como a moralidade e a ordem pública. Obviamente, percebe-se O Cortiço como um romance em que se buscou representar primordialmente o espaço coletivo habitado por homens e mulheres das camadas menos favorecidas da população do Rio de Janeiro, sendo ele o cenário principal em que se desenrolaram cenas e episódios fundamentais para a análise que se pretende realizar por meio dessa pesquisa. No entanto, observou-se que a tessitura da crítica pretendida pelo escritor brasileiro caminhou no sentido de esboçar de forma mais complexa e multifacetada o cotidiano dos grupos pauperizados; mais do que isso, notou-se que o delineamento crítico presente na narrativa estendeu-se para além dos limites em que se localizava a Estalagem São Romão, adentrando no sobrado de Miranda para retirar as máscaras que sustentavam o regime de aparências em que viviam os setores mais abastados da Corte. Somado à análise da obra literária, e considerando a importância da imprensa da época como propagadora de informações a respeito dos intensos debates em torno das habitações coletivas e do modo de vida das classes dominantes, serão analisados artigos dos jornais cariocas, principalmente da Gazeta de Notícias e do Diário do Comércio, tendo como finalidade compreender como os grupos do cortiço e do sobrado da literatura foram representados pelas narrativas jornalísticas, estabelecendo paralelos e conexões com o romance de Aluísio Azevedo

Abstract: This research aims at analyzing the novel O Cortiço, published by Aluísio Azevedo in 1890. It will investigate how the author portrayed and critically analyzed the urban daily life of the late nineteenth century Rio de Janeiro. The primary concern is to understand how the author presented different social types that made part of his time, having as axis of his narrative matters as morality and public order. This dissertation proposes that O Cortiço is a novel in which predominate the collective environment inhabited by men and women of Rio de Janeiro's working class and that the fictional tenement is the main scenario where happened episodes and facts essential for our analysis. However, Aluísio Azevedo represented the daily life of urban working class in a way more complex and multifaceted, entering a bourgeois house and the masks that sustained the appearances of higher class life. Furthermore, this research will consider the importance of newspapers at that time as a propagator of information about the tenements and the living conditions of the ruling class. The analysis of newspapers will enable us to understand how classes were represented in these journalistic narratives, which could establish parallels and connections with Aluísio Azevedo's novel
Subject: Literatura brasileira - História e crítica
Imprensa - Brasil
Espaços públicos - Rio de Janeiro (RJ) - Séc. XIX
Literatura e moral
Rio de Janeiro (RJ) - Usos e costumes
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Jodas_AmandaServidoni_M.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.