Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321772
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Valores na produção do DSM-5 : análise do debate em torno da proposta da Síndrome Psicótica Atenuada
Title Alternative: Values in the production of DSM-5 : analysis of the debate on attenuated psychosis syndrome proposal
Author: Gonçalves, Arthur Maciel Nunes, 1984-
Advisor: Banzato, Cláudio Eduardo Müller, 1964-
Abstract: Resumo: Em 2013 a Associação Psiquiátrica Americana publicou a quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) em meio a um cenário de intensas discussões. Entre os pontos de controvérsia ligados ao manual se localizava a possível inclusão da categoria diagnóstica intitulada Síndrome Psicótica Atenuada (SdPA). Criada em resposta a pesquisas que se dedicavam à identificação precoce da esquizofrenia e ao tratamento de sua fase prodrômica, a SdPA teve seu nome, conceitos e critérios diagnósticos modificados ao longo do tempo, sendo extensamente debatida até a sua rejeição do corpo principal do DSM-5. Para além de discussões puramente científicas ou factuais sobre a SdPA, o debate sobre sua possível inclusão no manual foi atravessado por diversos valores, em torno dos quais os argumentadores a favor ou contra a criação desse novo diagnóstico se dividiram. O presente trabalho tem por objetivo explorar valores atuantes no referido debate, através da análise de materiais escritos publicados no desenrolar de tal discussão. Para alcançarmos esse fim, revisamos dois importantes métodos de análise de valores em psiquiatria, extraindo de cada um deles elementos úteis à nossa investigação. Em seguida, analisamos, do ponto de vista histórico e valorativo, o desenvolvimento do DSM da primeira à quinta edição. Finalmente, analisamos os materiais coletados, demonstrando os valores em jogo no debate em torno da inclusão da SdPA no DSM-5. Entre os valores encontrados se evidenciou a preocupação ética com o sofrimento humano, relembrando que aqueles que sofrem ou que acompanham indivíduos em sofrimento podem apresentar um desejo legítimo de minimização da dor e, quando possível, sua evitação. Sob outro ângulo, também se evidenciaram questões acerca dos riscos associados à tentativa de prevenção da psicose, incluindo os limites da ação dos profissionais de saúde mental e as possíveis consequências indesejadas das intervenções precoces, como a estigmatização e a prescrição inapropriada de medicamentos antipsicóticos. Além disso, o debate apontou para valores pragmáticos, especialmente políticos e econômicos, modulando a própria noção e implementação do que seja fazer o bem ou o mal na prática psiquiátrica e na construção de seus sistemas classificatórios

Abstract: In 2013 the American Psychiatric Association published the fifth edition of Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM-5) in a scenario of intense discussions. Among the controversies related to the manual was the diagnostic category proposal entitled Attenuated Psychosis Syndrome (APS). Created in response to researches on early identification of schizophrenia and the treatment of its prodromal phase, APS had its name, concepts and criteria gradually modified, being extensively debated until its rejection from DSM-5 main section. Beyond purely scientific or factual discussions on APS, the debate on its possible inclusion was permeated by many values, which underpinned the division between those who argued in favor and those who were against the creation of the new category. This work aims to explore values at play in the referred debate through the analysis of written materials published along the course of such discussion. To that end, we revise two important methods of values analysis in psychiatry, extracting from them useful elements to our investigation. Next, we analyze from the historical and evaluative point of view the development of the DSMs from the first to the fifth edition. Finally, we analyze the collected materials, demonstrating the values at play in the debate on APS inclusion in DSM-5. Among the values found was the ethical preoccupation with human suffering, reminding us that those who suffer or who help patients in suffer may present a legitimate desire of minimizing pain and, whenever possible, of preventing it. From another perspective, there were also issues regarding the risks associated to psychosis prevention, including the limits of action of mental health professionals and possible undesired consequences derived from early interventions, such as stigmatization and inappropriate prescription of antipsychotic medication. Moreover, the debate harbored pragmatic values, especially political and economic, modulating the very notion and implementation of doing good or bad in psychiatric practice and in the construction of its classificatory systems
Subject: Valores
Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais
Psicoses
Editor: [s.n.]
Citation: GONÇALVES, Arthur Maciel Nunes. Valores na produção do DSM-5: análise do debate em torno da proposta da Síndrome Psicótica Atenuada. 2016. 1 recurso online (190 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/321772>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Goncalves_ArthurMacielNunes_D.pdf1.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.