Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321618
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Estudo da expressão de genes de apoptose na síndrome linfoproliferativa autoimune associada com mutação em FAS
Title Alternative: Study of apoptosis genes expression in autoimmune lymphoproliferative syndrome associated with FAS mutation
Author: Abramczuk, Beatriz Mariana, 1984-
Advisor: Vilela, Maria Marluce dos Santos, 1947-
Abstract: Resumo: A síndrome linfoproliferativa autoimune, devido à mutação em FAS (ALPS-FAS) é uma complexa doença genética humana relacionada com a apoptose de linfócitos, que resulta numa acumulação de linfócitos, hepatoesplenomegalia, autoimunidade e um risco aumentado de desenvolver linfoma de células B. Para esclarecer a fisiopatologia molecular da ALPS-FAS sobre a sua expressividade clínica variável, foi estudada a via extrínseca da apoptose em três pacientes: filho (S), mãe (M) e um tio materno (U). Foi realizado um ensaio de expressão gênica em arranjo (array) para quantificar 44 alvos em células mononucleadas do sangue periférico dos pacientes em comparação com indivíduos controles saudáveis pareados por sexo e idade. Além disso, verificou-se a expressão de IL10 ¿ um biomarcador para a ALPS-FAS ¿ e seu receptor, IL10RA. Dois cenários opostos foram encontrados: prevalência de genes hiperexpressos para a mãe (manifestações clínicas brandas), enquanto que a hipoexpressão foi observada para o filho e o tio (manifestações clínicas graves), que mostrou a regulação negativa de APAF1 (PS = 0,0625; PU = 0,0313) e CASP2 (PS = 0,0625; PU = 0,0313). Para a mãe observou-se a hiperexpressão significativa para APAF1(PM = 0,0156), mas não CASP2. Apesar das diferenças nas manifestações clínicas, a expressão de IL10 foi aumentada em todos os pacientes (PM = 0,0078; PS = 0,0625; PU = 0,0313), enquanto IL10RA foi hiperexpressa apenas para o tio (PU = 0,0313). Os sinais e sintomas leves da mãe parecem estar associados com um mecanismo de compensação das vias apoptóticas, sugerindo um papel crítico para os genes pró-apoptóticos APAF1 e CASP2. Devido à enorme complexidade da ALPS, alvos moleculares cruciais são importantes não só para prever manifestações clínicas, mas também para desenvolver novas terapias

Abstract: Autoimmune lymphoproliferative syndrome due to FAS mutation (ALPS-FAS) is a complex human genetic disorder of lymphocyte apoptosis, resulting in an accumulation of lymphocytes, hepatosplenomegaly, autoimmunity and an increased risk of B cell lymphoma. To clarify the ALPS-FAS molecular physiopathology regarding its variable clinical expressivity, we studied the extrinsic apoptotic pathway in three related patients: son (S), mother (M) and a maternal uncle (U). We performed an array of gene expression to quantify 44 targets in PBMC from the patients in comparison to healthy matched controls. Also, we verified the expression of IL10 ¿ an ALPS-FAS biomarker ¿ and its receptor, IL10RA. Two opposite scenarios were found: prevalence of upregulated genes for the mother (mild clinical manifestations), while there were downregulated genes for the son and the uncle (severe clinical manifestations), who showed the downregulation of APAF1 (PS = 0.0625; PU = 0.0313) and CASP2 (PS = 0.0625; PU = 0.0313). For the mother, APAF1, but not CASP2, had a significant upregulation (PM = 0.0156). Notwithstanding the differences in clinical manifestations, IL10 expression was augmented in all patients (PM = 0.0078; PS = 0.0625; PU = 0.0313) while IL10RA was increased only for the uncle (PU = 0.0313). The mother¿s mild signs and symptoms seem to be associated with a compensatory mechanism of the apoptotic pathways, suggesting a critical role for the pro-apoptotic genes APAF1 and CASP2. As a very complex immunologic syndrome, ALPS molecular critical targets are important not only to predict clinical manifestations but also to develop new therapies
Subject: Marcadores biológicos
Morte celular
Haploinsuficiência
Síndromes de deficiência imunológica
Linfócitos T
Editor: [s.n.]
Citation: ABRAMCZUK, Beatriz Mariana. Estudo da expressão de genes de apoptose na síndrome linfoproliferativa autoimune associada com mutação em FAS. 2016. 1 recurso online ( p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/321618>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Abramczuk_BeatrizMariana_D.pdf2.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.