Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321589
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: O raciocínio clínico em prática clínica : o uso da ferramenta IDEA, da avaliação de competências e do teste de concordância de Script
Title Alternative: The clinical reasoning in clinical practice : the use of IDEA framework, competence based assessment and the Script concordance test
Author: Gasparini, Sandra Rosa Sponchiado, 1966-
Advisor: Appenzeller, Simone, 1974-
Abstract: Resumo: Introdução: O Raciocínio Clínico (RC) é um processo imprescindível para a prática médica, permitindo a síntese de informações obtidas de situações clínicas, a integração do conhecimento e experiências prévias, o diagnóstico e a tomada de decisões. O Pensamento Crítico (PC) é habilidade fundamental no RC, definido como um processo de julgamento proposital que inclui o aprendizado autodirigido e auto- avaliado, contemplando reflexão, razoabilidade. O RC e PC são "invisíveis", e com frequência negligenciados como foco de ensino formal e de avaliação; estratégias para explicitá-los podem facilitar o feedback individual e coletivo, a identificação de deficiências específicas, o planejamento do ensino, o estimulo do desenvolvimento, e a organização e implementação de estratégias de reparação. Objetivo: O estudo tem como objetivos: elaborar e validar o Teste de Concordância de Script (TCS); testar as ferramentas IDEA e a avaliação de competências (AC) como estratégias explícitas de ensino-aprendizagem do RC (intervenção); avaliar a intervenção através da aplicação do TCS, da autoavaliação (AA) e da avaliação par (AP); relatar as impressões individuais e coletivas relacionadas ao uso das ferramentas documentadas no logbook do professor. Método: Estudo quantitativo de intervenção e de validação de ferramenta. Estudo qualitativo de percepções docente e discente. Resultado: Foi desenvolvido um TCS contendo 112 itens, 40 nas partes A (hipótese diagnóstica) e B (exames complementares) e 32 na parte C (terapêutica). O teste foi validado por um Painel de Especialistas (PE) e resultou em um TCS com 84 itens, 28 na parte A, 33 na parte B e 23 na parte C. A confiabilidade do teste pelo alpha de Crombach foi de 0,767. 36 graduandos do quinto ano médico foram avaliados pelo TCS pré intervenção; todos receberam treinamento pela ferramenta IDEA e AC por 21 dias, com média de quatro escritas clínicas e duas revisões/graduando. Após o treinamento 32 graduandos responderam à AA e AP e 14 realizaram o TCS pós. Houve uma diferença significativamente maior do escore total do TCS pós na análise T de amostras independentes (p=0,007) e pareadas (p=0,002); escores significativamente maior no grupo pós intervenção, em amostra independente para a parte A (p=0,0021), e nas amostras pareadas para partes B (p=0,005) e C (p=0,05). A análise comparativa com o quarto ano pré estágio clínico mostrou escores semelhantes entre quarto ano e quinto pré intervenção, e escores significativamente maiores pós intervenção. A análise do conteúdo das anotações das ferramentas e do logbook categorizou as percepções em melhorias no ensino, melhorias relacionadas ao PC e RC e deficiências percebidas. A reflexão das categorias identificou um processo individual e coletivo de conscientização, problematização, auto-reflexão, crítica e reparação. Conclusão: O uso de ferramentas validadas, utilizando anotações clínicas informais, autorreflexão e comparação com o par é um caminho possível para o ensino do RC e PC, tornando-os visíveis. O estudo sugere a validade do TCS para avaliação desse aprendizado, porém a continuidade com uma amostra maior faz-se necessária

Abstract: Introduction: The Clinical Reasoning (CR) is an essential process for medical practice, allowing the synthesis of information obtained from clinical situations, integration of knowledge and previous experience, diagnosis and decision-making. Critical Thinking (CT) is a fundamental skill in CR, defined as a deliberate judgment process that includes self directed and self assessment of learning, contemplating reflection and reasonableness. The CR and CT are "invisible" and often overlooked as formal education and evaluation; strategies to clarify them can facilitate individual and collective feedback, identification of specific deficiencies, planning of education and development, organization and implementation of remedial strategies. Objective: The study aims to: develop and validate the Script Concordance Test (TCS); to test IDEA tool and skills assessment tool (CA) as explicit strategies for teaching and learning of CR (intervention); evaluate the intervention by the application of TCS, self-assessment (SA) and the peer evaluation (PA); report the individual and collective impressions related to the use of tools and documented in the teacher's logbook. Method: Quantitative study of intervention and tool validation. Qualitative study of teaching and student perceptions. Results: A SCT was developed, containing 112 items, 40 in section A (diagnosis), 40 in section B (complementary exams) and 30 in section C (therapy). The test has been validated by an Expert Panel (EP) and resulted in 84 items, 28 in section A, 33 in section B and 23 in C. The test reliability by alpha Crombach was 0.767. 36 fifth year medical students were evaluated by SCT before intervention; they were trained with IDEA framework, averaging four informal written analyses and two revisions, and used CA for 21 days (intervention). After de intervention 32 graduates responded to the SA and PA, and14 performed the SCT after. There was a significantly higher difference in the total score of SCT for after intervention group at T analysis of independent samples (p = 0.007) and matched samples (p = 0.002); and significantly higher scores for after intervention group at section A for independent sample (p = 0.0021); and section B (p = 0.005) and C (p = 0.05) in paired samples. The results of the comparative analysis with the fourth year pre clinical stage showed similar results. The analysis of the contente in CA, PA, IDEA framework and logbook categorized feedback on improvements in education, improvements related to CT and CR and perceived deficiencies. The reflection on the categories identified an individual and aggregate process of awareness, questioning, self-reflection, critical and repair. Conclusion: The use of validated tools, using informal clinical notes, self reflection and peer comparison is a path to teach CR and CT, making them visible. The study suggests the validity of SCT to evaluate acquisitions, but studies using larger samples are needed
Subject: Raciocínio clínico
Pensamento crítico
Teste de concordância de script
Autoexplicação
Competência clínica
Avaliação
Editor: [s.n.]
Citation: GASPARINI, Sandra Rosa Sponchiado. O raciocínio clínico em prática clínica: o uso da ferramenta IDEA, da avaliação de competências e do teste de concordância de Script. 2016. 1 recurso online (104 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/321589>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gasparini_SandraRosaSponchiado_M.pdf1.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.