Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321263
Type: TESE DIGITAL
Title: A toupeira invisível : marxismo negro e cultura antimarxista em Ralph Ellison
Title Alternative: The invisible mole : black marxism and antimarxism culture in Ralph Ellison
Author: Silva, Luiz Maurício Azevedo da, 1980-
Advisor: Durão, Fábio Akcelrud, 1969-
Abstract: Resumo: O objetivo dessa pesquisa é realizar uma interpretação do livro Homem Invisível, publicado em 1952 pelo escritor estadunidense Ralph Ellison, tendo como eixo a questão do marxismo no autor. O percurso desse trabalho inclui o exame de documentos arquivados em acervos públicos e centros de pesquisa sobre a literatura afro-americana. Tal procedimento, adicionado à revisão da obra teórica de autores como Cedric Robinson, Karl Marx, Cornel West e Barbara Foley, visa sistematizar hipóteses que contribuam para a construção de uma resposta teórica à tensão entre produção literária afro-americana e o processo de exploração capitalista. Esta é, portanto, uma pesquisa bibliográfica, cuja hipótese vertebral é de que existe uma dicotomia marxismo/antimarxismo, presente ora de forma latente, ora de forma explícita, na obra de Ralph Ellison. A tese a seguir está estruturada em dois eixos, compostos de dois capítulos cada. No primeiro eixo, que poderíamos chamar de Marxismo, estão os capítulos: Marxismo negro: do fundamento aos fundamentos (onde se procura problematizar o conceito de marxismo abordado para efeito desse trabalho); Ellison em vermelho (que aborda as produções do período de filiação marxista do autor). No segundo eixo, que poderíamos chamar de Antimarxismo, são apresentados os capítulos Invisible Man: o livro visível (onde é apresentada uma hipótese de leitura marxista de Homem Invisível); Ellison Incolor (onde são investigadas questões sobre o legado literário e a influência das situações econômicas na construção da literatura afro-americana)

Abstract: The aim of this work is to develop a marxist analysis of Ralph Ellison's Invisible Man. The path includes the exams of Ellison's personal archives and the review of authors such as Cedric Robinson, Karl Marx, Cornel West and Barbara Foley, whose works debate questions that may lead to an appropriate response to the urgency of the nowadays tensions between African-American literary production and capitalist exploitation processes. This is therefore a bibliographical dissertation, whose spinal hypothesis is that there is a Marxist/anti-Marxism in Ralph Ellison's work. The following work is structured in two axes composed by two chapters each. In the first one, called Marxism, the chapters are: black Marxism: the foundation to the fundamentals (which seeks to problematize the concept of Marxism used in the purpose of this work) & Ellison in red (which deals with the production of the author in his marxist period). The second axis shows the chapters Invisible Man: the visible book (where is presented a Marxist reading hypothesis of Invisible Man) & Ellison Colorless (which are investigated questions about literary legacy and the influence of economical conditions in the making of African American literature
Subject: Ellison, Ralph. Homem invisível - Crítica e interpretação
Ficção americana - Séc. XX
Literatura americana - Escritores negros
Comunismo na literatura
Socialismo na literatura
Racismo na literatura
Materialismo - Estados Unidos - História
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_LuizMauricioAzevedoda_D.pdf6.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.