Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321226
Type: TESE DIGITAL
Title: Edição de textos fidedigna e anotada das cartas trocadas entre Monteiro Lobato e Charles Frankie (1934-1937) : edição e estudo da correspondência entre Monteiro Lobato, Charles Frankie e alguns companheiros da Campanha Petrolífera, como Edson de Carvalho  
Title Alternative: Reliable and annotated text edition of letters exchanged between Monteiro Lobato and Charles Frankie (1934-1937) 
Author: Chiaradia, Kátia, 1978-
Advisor: Lajolo, Marisa, 1944-
Lajolo, Marisa Philbert, 1944-
Abstract: Resumo: Durante o período de 1934 a 1937, estreitaram-se as relações entre Monteiro Lobato (18/04/1882- ¿04/07/1948) e o suíço Karl Werner Frankie (04/03/1894- ¿02/02/1968), engenheiro do petróleo que, imigrado em junho de 1920, passa a chamar-se Charles Frankie. Lobato e Frankie trocaram nesse período de três anos 147 missivas, além de alguns documentos técnicos relacionados à exploração do petróleo no solo brasileiro. Nessas cartas, Lobato, além de se familiarizar com alguns termos técnicos-geológicos da exploração petrolífera, faz críticas contundentes ao Código de Minas de 1934 e ao "atraso brasileiro" e protagoniza a história das primeiras companhias petrolíferas do Brasil. Em outros momentos da correspondência, entram em discussão questões acerca da parceria na tradução e prefaciação de A luta pelo Petróleo, de Essad Bey, em que Lobato e Frankie discutem literatura e seus aspectos, como os requisitos para uma boa tradução, ou os critérios para um livro bem editado e bem distribuído. A tese em questão aponta também para o cruzamento dessa correspondência entre Lobato e Frankie com a ficção O Poço do Visconde e a prosa crítica sóciopolítica de O Escândalo do Petróleo, observando semelhanças e divergências na abordagem do mesmo tema por diferentes gêneros

Abstract: Between 1934 and 1937, narrowed the relations between Monteiro Lobato and the Swiss Karl Werner Frankie, petroleum engineer who immigrated to Brazil in June 1920, when started being called Charles Frankie. Lobato and Frankie exchanged in that three year period more than a hundred letters, as well as some technical documents related to oil exploration in Brazilian soil. In these letters, Lobato, in addition to familiarizing with some technical-geological terms of oil exploration, criticises the Mining Code of 1934 and the "Brazilian backwardness" and stars in the story of Brazil¿s first oil companies. At some moments during their correspondence, they talk about their partnership in translation and writing the opening for A Luta pelo Petróleo, by Essad Bey, in which Lobato and Frankie discuss literature and its aspects, such as the requirements for a good translation, or the criteria for a well edited and well distributed book. This thesis also points out to the correlation of that correspondence between Lobato and Frankie with the novel O Poço do Visconde and with the sociopolitical review of O Escândalo do Petróleo, noting similarities and differences on the approach of the same theme by different genres
Subject: Lobato, Monteiro, 1882-1948 - Correspondência
Petroleo - Brasil - História
Comunicação de massa e opinião pública - Brasil
Conscientização
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Chiaradia_Katia_D.pdf163.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.