Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321216
Type: TESE DIGITAL
Title: Escrita de caso e a neurolinguística discursiva
Title Alternative: Writing case studies and discursive linguistics
Author: Algave, Danielle Patrícia, 1986-
Advisor: Coudry, Maria Irma Hadler, 1949-
Abstract: Resumo: Na presente tese analiso, através de uma bibliografia diversificada, diferentes formas de escrita de casos clínicos, a fim de investigar como vem sendo constituída a Escrita de Caso na Neurolinguística Discursiva (ND) e como se daria a relação entre a linguagem oral e escrita como um dos processos alternativos de significação possíveis ao funcionamento linguístico e de subjetivação nas afasias. Assumo uma posição crítica buscando fortalecer os alicerces da ND diante do desconforto e da insatisfação quanto à visão de linguagem e cérebro da Neurologia Tradicional. Para isso, parto da tese de que a teoria pré-psicanalítica freudiana é fundamental não apenas para estabelecer tal crítica, mas também para o que a ND poderia conceber como a função da escrita e, particularmente, da Escrita de Caso, ao utilizar da inspiração da maneira de escrever de Freud em seus casos clínicos. Movida pelo interesse em definir e discernir o que vem a ser a Escrita de Caso, me comprometo a escrever o caso clínico de Vera, acompanhando-a em seu movimento de (re)incursão na língua pela escrita, a partir da minha posição de terapeuta e investigadora. Saliento o papel organizador, de constituição do sujeito e de invenção e deslocamento que a escrita pode desempenhar naquele que escreve, bem como a constante presença do escritor, através de marcas e indícios, que busca em um leitor o reconhecimento de sua própria prática clínica

Abstract: In this work, supported by a diverse literature, I analyze different ways of writing clinical cases in order to investigate how has been established the writing of clinical cases in Discursive Neurolinguistics (DN). Furthermore, I bring a reflection about how could be the relationship between oral and written language, considering the latter as an alternative process of signification possible for the linguistic requirements and subjectivity in aphasia. I take a critical position searching for strengthen the foundations of DN that is founded on discomfort and dissatisfaction about the vision of language and brain by Traditional Neurology. Therefore, I start from the idea that Freud¿s pre-psychoanalytic theory is essential to establish what could be conceived as a function of writing by DN and particularly the Writing Case, using Freud as an inspiration to write clinical cases. I was taken by the interest in defining and discerning about what is the Writing Case. For this, I propose to write Vera¿s clinical case, as a therapist and researcher, accompanying the patient in her return to language through the writing. I emphasize the language in its organizer role, in its constitutive of the subject role and in its invention one. Writing can promote the displacement of the writer's position and shows the constant presence of the writer, through marks and signs. This one is always looking for a reader that can recognize his clinical practice
Subject: Neurolinguística discursiva
Afasia - Estudo de casos
Comunicação escrita - Aspectos psicológicos
Linguagem e psicanálise
Psicanálise e lingüística
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Algave_DaniellePatricia_D.pdf3.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.