Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321204
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Inovação e crescimento econômico : uma comparação entre modelos endógenos e evolucionários
Title Alternative: Innovation and economic growth : a comparison between endogenous and evolutionary models
Author: Lautenschlager, Alexandre, 1985-
Advisor: Silva, Antonio Carlos Macedo e, 1959-
Abstract: Resumo: Esta dissertação apresenta uma perspectiva comparativa de trabalhos recentes na modelagem do crescimento econômico sob duas diferentes linhas teóricas, ambas inspiradas nos trabalhos de Schumpeter. Por um lado, é feita a descrição de alguns dos modernos modelos de "crescimento endógeno", cuja característica é incorporar a inovação ao paradigma de equilíbrio e apontá-la como o instrumento essencial da busca dos agentes econômicos por lucros extraordinários, que acabam por resultar no aumento da produtividade agregada da economia. Estes são contrastados com alternativas recentes baseadas na teoria evolucionária, detentora de uma tradição mais antiga de referência aos conceitos schumpeterianos, mas com uma orientação metodológica fundamentada no uso de simulações e pressupostos comportamentais derivados da racionalidade limitada. Demostra-se que, a despeito das diferenças marcantes entre os dois paradigmas de pesquisa sobre o mesmo tema, algumas de suas conclusões são complementares para um entendimento mais completo acerca do crescimento e influência de políticas econômicas que tentem estimulá-lo

Abstract: This work presents a comparative perspective of recent models of economic growth under two different theoretical lines, both inspired by the works of Schumpeter. On the one hand, are the modern models of "endogenous growth", whose main characteristic is to incorporate innovation into the equilibrium paradigm and point it as an essential instrument in the search of the economic agents for extra profits, which ultimately result in the increase of aggregate productivity in the economy. These are contrasted with recent alternatives based on the evolutionary theory, holder of an older tradition of working with Schumpeterian concepts, but with methodological approach based in the use of simulations and behavioral assumptions derived from limited rationality. It is shown that despite the marked differences between the two research paradigms, some of their conclusions are complementary to a more complete understanding of growth and the effectiveness of economic policies that try to stimulate it
Subject: Desenvolvimento econômico
Economia evolucionária
Crescimento endógeno (Economia)
Editor: [s.n.]
Citation: LAUTENSCHLAGER, Alexandre. Inovação e crescimento econômico: uma comparação entre modelos endógenos e evolucionários. 2016. 1 recurso online (100 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/321204>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lautenschlager_Alexandre_M.pdf1.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.